O COVID e seus primeiros passos no Brasil

A festa de momo deveria ter sido cancelada, mas aqueles que hoje chamam Bolsonaro de negacionista, e que historicamente vemos que são os verdadeiros negacionistas, entraram com suas cantilenas e advogaram em favor de que os foliões precisavam divertir-se e que Bolsonaro estava apenas fazendo um papel de ditador no plantão da Presidência da República.
É difícil agora assumirem suas responsabilidades, no mar de prejuízos em vidas conquistadas por suas inconsequentes atitudes na mídia.

E é assim que no compilado que vou colocar a seguir, encontramos, no dia 04/02/2020 uma matéria onde a Ananda Portela, jornalista do UOL Trends, nos dá conta de que o governo brasileiro decretou emergência sanitária em consequência do surto de coronavírus.

Pobre Ananda Portela, creio que esqueceu o básico do jornalismo, que é a coleta de informações adequadas para formar opiniões acerca de determinado assunto.
Porque digo isso? Porque, mesmo ela tendo dado essa informação logo no dia 04/02/2020, portanto, bem no início da “Pandemia”, ela já vinha municiada, para não mais escorregar na casca de banana. Mas, o que ela fez, ela apagou de sua mente, “seletiva”, a informação de que não é o Bolsonaro o responsável por tudo isso:

– Primeiro, porque não foi ele quem ocasionou isso, segundo consta, isso vem de laboratórios de Whuhan na China;
– Segundo, porque, segundo informações que ela mesma trouxe à luz, o Bolsonaro, já naquele dia, decretava no Brasil a “Emergência Sanitária”, por conta da epidemia. Mas, ela, por conta, de suas relações com as demais mídias, ignora que seus colegas, fizeram um pandemônio, e que dessa forma, impediram Bolsonaro e seu governo de agir.

Se for mesmo haver CPI do Covid-19, sugiro que ela seja aberta com esse vídeo:

Tão logo Ananda Portela fez o comunicado, começaram os ataques.
Note-se que, desde que o nome de Bolsonaro surgiu como liderança política, especialmente para o cargo majoritário, os negacionistas, não param de apedrejá-lo. E foi assim, que surgiram os devaneios que transcrevo a seguir:

A múmia paralítica que já não sabe mais se é médico ou comentarista da Globo (meio parecido com a situação do Sérgio Moro), aquele tal Dr. Drauzio Varella (que por sinal é oncologista, e até onde me consta, laureado por muitos) saiu-se com a seguinte pérola:

“Impressão de que está acontecendo uma catástrofe.
Isso nunca vai acontecer. Primeiro porque esse vírus não tem esse potencial, de cada 100 pessoas que pegam o vírus, oitenta, noventa pessoas, têm um resfriadinho de nada.”

Claro que os calças curtas, bem como os calças apertadas, e também aqueles que nem calças usam, também teria que dar seus pitacos, e na figura de seu representante-mor, Agripino, a classe, manifestou-se assim:

“Não há nenhuma razão para pânico. Nenhuma razão para isso.
Cada País, cada região tem circunstâncias distintas, o que acontece, na China, Coreia do Sul e na Itália, não é necessariamente o que vai se reproduzir aqui no Brasil.” (João Agripino da Costa Doria Junior)

E como não poderia deixar de ter a pitada da “Intelligentsia” tupiniquim, temos a fala pondérada, e porque não dizer “empodérada”, de Luiz Felipe de Cerqueira e Silva Pondé, que nos diz:

“Suspender o carnaval além de causar um enorme transtorno para as pessoas que estão planejando brincar o carnaval, e esperam o carnaval o ano todo, iria ser um enorme “chabú”…
Você concordaria em suspender o carnaval em nome do combate à circulação do vírus, ou você acharia isso fascista e autoritário.” (interessante observar a acentuação dada na pronúncia do “FASCISTA E AUTORITÁRIO”, empregada por Pondé em sua fala no Jornal Gente)

Gostaria de fazer um alerta aqui, a opinião de Pondé, para mim, traz uma preocupação maior, com aqueles que produzem e programam (ou seja, aqueles que ganham dinheiro com as festas de momo) do que com a população em geral, porque a população de maneira geral, desde o reinado PTralha, vive de subemprego, e portanto, não tem onde morar, como custear suas próprias vidas, e também, não tem, nem mesmo o que comer…
E com relação ao fechamento de Pondé, quando ele cita o que ele enxerga como atitude “Fascista/Autoritária”, eu devolveria a pergunta. Quem vem demonstrando atitudes dessa natureza, especialmente, desde que Bolsonaro assumiu a presidência?
Seria de fato Bolsonaro, com tudo o que já se encontra na mídia de suas atitudes, ou as respostas de seus adversários: Lula, Dilma, esquerdalhas de forma geral, STF, mídia em sua grande parte, etc…?

Aliás, até já sei a resposta, uma vez que o próprio “Filósofo”, publicou uma matéria, onde nos informa, que segundo seu ponto de vista:
“só ignorantes, não percebem que a sensibilidade conservadora, indica que Lula é a opção menos ruim.” (como muito bem nos transcreve Coppolla)

E por isso Coppolla convidou Pondé para um debate acerca desse tema: #PondeXCoppolla

Além do que até agora já foi elencado, temos também o Dr. David Uip (infectologista), que nos trouxe a seguinte análise em defesa da manutenção do carnaval:

“Quanto ao carnaval, nós temos a nosso favor, que o Brasil está no verão. Então, vírus gosta de frio e não gosta de calor.” (David Everson Uip – médico infectologista)

O comentário dele, até que não se pode contestar, embora, esse vírus, especialmente, mostrou-se disposto a confrontá-lo, pois ele foi contaminado (talvez por ele, sendo infectologista e estar na linha de frente), já em 23/03/2020.
Assim sendo, David Uip, que demonstrava-se contrário ao tratamento do COVI-19 com derivados de cloroquina, ao saber de sua positivação ao vírus, receitou-se a si mesmo “difosfato de cloroquina”.
Esta receita veio a público, e David Uip, em minha opinião, teve a desfaçatez de processar a farmácia que divulgou a receita. A farmácia, foi condenada a pagar uma indenização. Indenização com a qual não concordo:
– Por se tratar de um vírus “desconhecido”, e que a classe médica, parece, realmente não saber como se conduzir…
Como? – ouso perguntar -, um profissional da área da infectologia, imagina que pode guardar segredo do que utilizou em si mesmo?
Além disso, como ele utilizou e já passou mais de um ano do fato, como ele continua fazendo, ou pedindo sigilo em algo, que já matou a muitos e continua matando?

Sinceramente, isso me faz temer a classe médica ligada aos negacionistas do tratamento precoce e preventivo.
Como aceitam um médico da área que utiliza-se de um medicamento que todo mundo está condenando, e que efetivamente vem salvando vidas?
Esse me parece, ser um tratamento que somente pode ser acessível a poucos.
Eu sugeriria ao David Uip que para ser coerente com o segredo de seu tratamento, ele deveria ter-se utilizado do remdesivir, e não do outro que vem sendo perseguido pela mídia, mas clamado pela população que está morrendo à míngua por falta de tratamento.

Aliado às falas anteriores, vimos:
– Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto – Este, chegou a convidar os turistas que ainda estivessem em dúvida de onde passar o carnaval de 2020 que se dirigissem a Salvador na Bahia);
– Luiz Henrique Mandetta, político e também ortopedista (não sei exatamente onde ele amarra seus burros, porém, estou certo de que não seja em palanques muito seguros;
– E o Grupo Globo de comunicações festejou às largas, porque ganhou muito dinheiro, como sempre, nas festas de momo…

E do dia 21/02/2020 ao dia 25/02/2020 o Grupo Globo de Comunicações era somente sorrisos, por conta da chuva de money, que via ao seu redor…
Mas chegou a quarta-feira de cinzas, que caiu no dia 26/02/2020, e pierrôs e Colombinas, começaram a despir-se, e tudo voltou a ser o dia-a-dia, e a Rede Globo, voltou a falar de COVID-19…

E nesse 26/02/2020, a Renata, com cara de coveira recém contratada, comunica que foi confirmado o primeiro caso de COVID no Brasil, e daí para a frente, restou a realidade, nua e crua, agora sem pai e nem mãe.
Porém, eles tinham que colocar a culpa em alguém, e não tardou, para que o escolhido para a malhação de Judas, fosse, Jair Messias Bolsonaro.

“Aumentou o número de áreas em território brasileiro em que Já não é mais possível detectar como ocorreu a contaminação pelo coronavírus.” (William Bonner do Jornal Nacional – 03/2020)

Teria sido mais fácil se tivessem ouvido o Presidente da República Jair Messias Bolsonaro, mas, quem disse que alguém iria assumir seu erro?
Não, não assumiram lá, e não assumiram até agora…

E a própria Ananda Portela que abriu este compilado, praticamente o fecha, com o twitter de Guga Chacra, do dia 08/04/2021, que a esquerda venera, neste twitter o imbecil comenta:
Ananda Portela @anandaportela retweetou o Guga Chacra @gugachacra.
“Já pensou se o presidente tivesse um jantar com os 25 maiores EPIDEMIOLOGISTAS do Brasil? Quantas vidas seriam salvas se ele ouvisse os cientistas? Poderia ser por videoconferência, já que os epidemiologistas CORRETAMENTE recomendam não fazer aglomeração.”

Mas, a lembrança seletiva, faz o imbecil ignorar que em 12/02/2020 ele mesmo, publica em seu twitter, uma marchinha de carnaval que o citava:
“Guga Chacra @gugachacra – 12/02/2020:
Virei marchinha de carnaval em Belo Horizonte!!!! Mega honra. Olha aqui o vídeo no Estúdio I da @globonews”

Isto em 12/02, portanto, após o Bolsonaro ter recomendado a “Emergência Sanitária”, não se percebe a comoção toda, para que hoje ele arremesse pedras, contra quem estava já planejando o cancelamento da festa de momo. Quanto aos demais, Bonner, Pondé, Agripino, bem… Será que existe vida inteligente por onde circula a esquerdalha?

Pois bem, em 2021, a festa de momo, tão defendida em 2020, foi suspensa em todo Brasil, infelizmente não ouviram ao Jair Messias Bolsonaro, e em consequência disso, estamos tendo os desvarios de governadores e prefeitos que em grande maioria, não sabem absolutamente, nem mesmo como se comportar em público.

“Com certeza, o Brasil, se tivesse tomado as devidas providências, já a partir de meados de fevereiro, cancelado o carnaval, pelo menos, freado, impedido a vinda de europeus e de outros países para o Brasil, nós não teríamos essa crise, esse problema, que nós temos agora.” (Dr. Anthoni Wong – 03/2020)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo: COJAE 0001-12-PF-BR; Psicanalista: CONIPSI CIP: 0001-12-PF-BR; Jornalista: DRT-0009597/PR e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333
(41) 99109-8374
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 11042021 – O COVID e seus primeiros passos no Brasil – (Texto base do vídeo que recebi por e-mail – imagens da internet)

Aproveito para deixar claro que os trabalhos que tenho desenvolvido, são de pura e simplesmente divulgação do que acho interessante para conhecimento geral, e não busco ganho algum com isto, senão o de transmitir conhecimento.

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se a mensagem foi útil, e acha que pode ser útil a mais alguém, divulgue:
(ao replicar, preserve a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

E siga-nos também através deste link: https://odysee.com/@portaldaradio:d/O-COVID-e-seus-primeiros-passos-no-Brasil:0

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.