Burburinho: Quando tudo conspira contra um País melhor

“Para entender a esquerda
Não é possível compreender a esquerda sem antes entender muito claramente o seguinte: a mentira e a farsa são indissociáveis de seu pensamento e atuação.
Sem esses dois elementos constituintes da parte baixa do ser humano, a esquerda sequer existiria, posto que sua visão de mundo é descolada da realidade, não se sustentando em nenhum tipo de confronto com a verdade factual ou com o raciocínio autenticamente lógico.
Para escrever “O Capital”, a obra fundadora da seita, Karl Marx precisou distorcer centenas de dados e inventar outras centenas para dar um verniz de credibilidade “científica” para sua teoria.
Como todas as estatísticas demonstram que população armada reduz a criminalidade, os esquerdistas precisam mentir e criar ONGs para forjar estatísticas favoráveis ao discurso desarmamentista.
Como todo país que liberou as drogas se deu muito mal, a esquerda precisa mentir e convocar “especialistas” para falsear a realidade.
O mesmo ocorre com todo o resto da agenda esquerdista: aborto, ideologia de gênero, libertação de criminosos, estatização. A realidade trabalha contra essas pautas, e só a mentira e a farsa podem oferecer alguma chance de vitória para a esquerda.
Uma “vitória” que, ao fim de tudo, desemboca em países destruídos, tais como Cuba, Venezuela e Coréia do Norte.” – (Paulo Frenette)

Isto complementa a ideia, pela qual “os terraplanistas insistem em afirmar que seu credo está ganhando mais adePTos ao redor do globo”. E é exatamente isso o que está acontecendo, o PT não roubou sozinho, transformou-se na maior organização criminosa jamais existente, com isso contribuíram para a morte intelectual e mesmo física dos demais seres, que menos iluminados, são utilizados pela seita para a conquista e reconquista do poder.

“Quando o respeito é uma armadilha
Respeitar a esquerda na política é o mesmo que não reagir a assaltos ou achaques porque se acredita no “direito” do bandido de “trabalhar” sem ser importunado.
Um dos objetivos da guerra cultural levada a cabo pelos esquerdistas (a qual se iniciou em 1922 com o estabelecimento do marxismo no Brasil de modo mais organizado) é o de convencer a população do “alto” valor da vida e dos “sentimentos” dos piores exemplares da espécie humana.
Foi nesse contexto que Maria do Rosário atacou Bolsonaro para defender o torturador e estuprador Champinha, lutando contra a aplicação de penas justas para esse tipo de monstro.
Também é nesse mesmo contexto que a imprensa esquerdista ofende, calunia e distorce a realidade para atacar o governo e suas obras, enquanto se indigna com a reação do presidente e sua equipe.
O outro nome desse estado de coisas é guerra assimétrica, onde a esquerda tudo pode, e onde o lado honesto da arena política e social deve aprender a ser roubado, enganado e ofendido sem perder a “liturgia do cargo” e a “educação”.
Qualquer um que defenda a manutenção dessa assimetria imoral, e altamente prejudicial para o Brasil, é um colaborador do crime.” (Paulo Frenette)

Tudo o que se vê em redor, fede, cheira podre, mas as moscas continuam zumbindo em volta.
Cid Gomes diz: “O Lula está preso, babaca!” mas a seita não percebe, que, ele não está preso por seus dotes culinários, senão pela sua gula de poder, e no caso do apedeuta, “gula pelo dinheiro”.

“As asas do cinismo
A fé esquerdista é indestrutível, pois assenta-se em um inacreditável cinismo.
O brasileiro das trevas já teve para fazer um exame de consciência os fatos mais terríveis: dezenas de celsodanielizações; mensalão; petrolão; saque do BNDES; financiamento de ditaduras; condenação e prisão de seus líderes; mais de 100 milhões de mortos em um século de existência de socialismo; a destruição total da Venezuela.
Nada disso fez o esquerdista sequer cogitar a possibilidade de abandonar a esquerda e tornar-se uma pessoa intelectual e politicamente honesta.
Portanto, não será uma gravação que prova a ligação do PT com o PCC que irá abalar a fé das criaturas do pântano. Em 2022, com alegria e descaramento, votarão 13 de novo.” – (Marco Frenette)

Eu sei que ninguém vai ler, e os que porventura lerem não entenderão nada, de qualquer forma, fica ai o que foi dito, como pérolas aos porcos, que se revolvem em suas pocilgas.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 170819 – Burburinho: Quando tudo conspira contra um País melhor – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.