“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu:
há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;
tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar;
tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar;
tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;
tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora;
tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar;
tempo de amar de tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.” (Ec 3:1-8)

Portanto não desperdice este momento, e viva-o como se fosse o último de seus momentos.
Saboreie, experimente, curta, viva…
Saiba que assim você estará, mais próximo do ideal de Deus para tua vida, que é, justamente o fato de que você se encontre na harmonia, com a verdadeira natureza de Deus, que é a paz, o amor, a justiça e a felicidade.
Porém, nunca esqueça, que na balança da ordem eterna, o bem sempre tem que estar em contraposição ao mal, a saúde à doença, a paz à guerra, a justiça à injustiça e assim por diante…
Na sabedoria, encontrará a paz, ainda que à tua volta, tudo pareça guerra, porque estará fortalecido e saberá suportar os senões, com a maestria, de quem de fato confia.
Que Deus abençoe a ti, tua casa, bem como à obra de tuas mãos, em especial neste momento que fez o Senhor para tua vida e nos que se sucederem, para que você possa, no amor e na felicidade, mostrar o que reconhece da vida. – (ap. Ely Silmar Vidal – psicanalista e presidente do CONIPSI)

Tags: