Um olhar pelos acontecimentos

Que as coisas no Brasil não estão nada boas, isso é fato.
Existem as possibilidades, já amplamente vistas de ligações entre o Hezbollah, também com a parte podre de Caracas (capital da Venezuela), bem como da mais podre ainda, dado o tempo de apodrecimento daquilo que pode vir de Havana (capital de Cuba) para o Brasil.
Com isso, todo mundo já sabe que as possibilidades de que um estado narco-terrorista-islâmico, esteja em intensa e extensa atividade na Amazônia, já não são mais apenas, motivo de suspeição, mas, devido às fortes evidências, já são como favas contadas no ambiente da Segurança Nacional.

Tudo está sendo monitorado por especialistas, especialmente da área do direito internacional, como é o caso, do que disse Pablo Garay (doutor em Direito Internacional): “… eles vão lutar por um governo que eles já integram, por um território que já ocupam e por riquezas que eles já desfrutam, porque o modelo de negócio desses grupos é alcançar o controle total do petróleo, dos recursos minerais e, por sua vez, apoiar militarmente um regime…”

E como nos coloca Mary Anastasia O´Grady (jornalista do WSJ) na esperança de que isso nos sirva como alerta: “O Ocidente subestima a crescente ameaça do islamismo radical nas Américas.“

Nesse panorama, vêm à tona os relatos de Daniel Archer, um oficial venezuelano que ao desertar descreve a formação de um estado paralelo em formação, estabelecido em regiões bastante afastadas da Venezuela e mais claramente encontrada no Estado do Amazonas, especialmente ao norte do estado de Bolívar.
Por conta desse relato, o militar deixa claro que há uma estranha interação entre oficiais de alta patente, bem como de membros do governo venezuelano com os radicais islâmicos que já operam envoltos no comércio de minérios feito no País.
Ele aproveita e revela também a existência de laboratórios de grande porte e muito bem estruturados para o refino de cocaína que seria para abastecimento dos Estados Unidos.
Essa droga primeiramente é despachada para Cuba, através de aeronaves oficiais, de lá seguem para o México, por onde finalmente é enviada para o mercado final nos Estados Unidos da América. (texto embasado em matéria da Revista Sociedade Militar)

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

Continuando, vemos um pedido de afastamento contra a Ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos, feito por advogados do MS, José Belga Assis Trad e Fábio Martins Neri Brandão.
Esse pedido, foi analisado e julgado pelo juiz Pedro Pereira dos Santos da 4ª Vara Federal de Campo Grande e já o negou por duas vezes. A alegação é a de que a ministra Damares demonstra a prática de uma política de desagregação lesiva aos direitos humanos.
Infelizmente por motivos que ainda não sabemos quais são, o juiz não extinguiu a ação, mas, pelo menos a negou por duas vezes. Vamos ver até onde vai isso tudo.

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

Se Mourão disse isto de fato eu não sei, o que sei, é que se não o disse, bem poderia ter dito:
“Não estou preocupado com “fakenews”, a estrutura política mudou! Hoje temos um novo Brasil.”

A esquerdinha caviar está muito a fim de procurar pelo em ovo. Pois então, que não somente procure, mas que faça tudo para encontrar, porque o Brasil tendo mudado, é claro, que veremos coisas que há muito não se vêm.

Temos como um exemplo clássico, um homem que anda de forma desavergonhada no STF, fazendo o que acha que deve, à revelia de tudo e de todos, e agora encontra um respaldo de Raquel Dodge, que não vê motivos para impedimento por suspeição, nos atos do indigesto.

Claro que isso soa até bastante estranho, afinal de contas, creio, somente Raquel Dodge não vê motivos para impedimento por suspeição. Ao que ela chega ao absurdo de dizer:

Raquel Dodge acaba arquivar o pedido da Lava Jato para que o ministro Gilmar Mendes fosse declarado suspeito nas investigações envolvendo Paulo Vieira de Souza e Aloysio Nunes.

Para a PGR, “as evidências materiais narradas na representação não indicam amizade íntima que possa justificar, sob o critério jurídico-processual, arguir a exceção de suspeição do relator, inclusive porque ele, diante do esclarecimento dos fatos pela Juíza da causa, revogou sua liminar e permitiu o curso regular da ação penal que resultou em condenação a pena elevada”.

“No caso da Reclamação nº 33.514, os autos foram conclusos ao Relator no dia 26 de fevereiro e já no dia 27 seguinte apresentei manifestação com sólidos fundamentos para demonstrar que Paulo Vieira de Souza (parte reclamante) valeu-se de argumentos inconsistentes e infundados, com a pretensão de associar tudo que mencione o seu nome ou o nome DERSA ao Inquérito 4428, o qual já havia sido declinado para a primeira instância pelo Relator, Ministro Gilmar Mendes. Também salientei naquela petição de 27 de fevereiro de 2019, que tal pretensão, inclusive, já tinha sido corretamente indeferida pelo mesmo Relator, com a negativa de diversos pedidos feitos por Paulo Vieira de Souza.
Na esfera de atuação jurídico-processual, a PGR, tem adotado todas as medidas cabíveis para contestar pedidos calcados em fundamentos artificiosos e incabíveis envolvendo as investigações e ações penais em curso, tendo logrado êxito nessa atuação institucional, como já ocorreu, no âmbito do Inquérito 4428 e no Habeas Corpus 127.727. Por estas razões, determino o arquivamento desta representação. Brasília, 11 de março de 2019
Raquel Elias Ferreira Dodge – Procuradora-Geral da República

A isto, responde o Dr. Modesto Carvalhosa:
“Deve ser medo. Só isso explica”, diz Carvalhosa sobre decisão da PGR favorável a Gilmar
Modesto Carvalhosa soube por O Antagonista da decisão de Raquel Dodge de arquivar o pedido de suspeição de Gilmar Mendes feito pela Lava Jato.

“Não há prova da relação de amizade entre o magistrado e o investigado, é?”, perguntou ele, surpreso.

“Deve ser medo. Só isso explica. É o temor de mexer com alguém inimputável. Seria a primeira vez no Brasil que poderia se afastar um ministro do Supremo Tribunal Federal. A nação brasileira inteirinha sabe que o Gilmar não tem condições morais de permanecer no STF, pelos reiterados abusos que ele cometeu em favor de determinados réus”, acrescentou.

Carvalhosa reforçou que nos próximos dias apresentará ao Senado um novo pedido de impeachment do ministro — o anterior foi arquivado pelo ex-presidente da Casa Eunício Oliveira. No documento, serão incluídas informações que constam no pedido de suspeição arquivado pela procuradora-geral da República.” (O Antagonista)

Deltan Dallagnol – @deltanmd – 19/02/19
#fase60 da #LavaJato: vejo tweets receando que o Ministro Gilmar Mendes solte Paulo Preto mais uma vez em liminar. Isso é impossível debaixo da lei. O relator desse caso no Supremo não é ele e sim o Ministro Fachin.

@deltanmd – 19 de fev retweetou
“Se isso acontecesse seria um caso de exercício arbitrário de poder, fora do Direito. Poder como força bruta. Seria um caso claro de usurpação de jurisdição.”

Thaméa Danelon – @thameadanelon
Mas Gilmar Mendes pode proferir uma decisão completamente ilegal e inconstitucional dizendo que ele é o juiz prevento para todos os casos em que Paulo Preto for preso. Um absurdo? SIM. Mas Gilmar já proferiu varias decisões absurdas!!! https://twitter.com/deltanmd/status/1097826692645744641

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

Todos sabemos que o pior que Bolsonaro poderia ter feito, está justamente no fato de ele ter mexido na distribuição das verbas publicitárias do Governo Federal.
Ele tendo mexido nisso, está provocando o ódio mortal de poderosos da mídia. Não podemos ignorar, que a máfia tem um de seus bunkers justamente em jornais, rádio e televisão, ou seja, um de seus assentos mais firmes está justamente na mídia, outro é nos bancos, depois é que virá o contrabando de armas e na distribuição de bebidas, drogas e na exploração de jogos de azar. Na verdade, trata-se do domínio da sociedade pelos pontos mais sensíveis dessa mesma sociedade. A estrutura não mudou muito.
Bolsonaro resolveu mexer com isso e está encontrando o que procura, sabemos que outro ponto-chave e que tem deixado nervos à flor da pele, é justamente o judiciário.

Constanças Rezendes, Adélios Bispos, dentre outros demonstram apenas, que ele está de fato no rumo certo, posto que, ninguém atira pedras em árvores que não estejam dando frutos.

Afora tudo o que foi dito, a esquerda, como eu já disse antes, está procurando pelo em ovo, e vai encontrar. Querem afastar Jair Messias Bolsonaro?
Sintam-se à vontade, temos a certeza absoluta da continuidade do trabalho que vem sendo feito, portanto, esquerdopatas dementes, arregacem as mangas e vão à luta, cremos que a batalha terá valor e será bastante gratificante.
Nós, da ala do povo de bem, aprendemos que: “damos um boi para não entrar em uma briga, mas depois de estarmos dentro dela, podem levar a boiada inteira”, porque depois, passa a ser questão de honra.

Portanto, repito o que eu acho que Mourão, se não disse, bem poderia ter dito: “O Brasil mudou!”

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 99820-9599 (TIM)
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 110319 – Um olhar pelos acontecimentos – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #BoicoteaRedeGlobo #conipsi #cojae #dojae #ciepClubedeImprensa #abaixoaRedeGlobo

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.