Um dedinho de prosa com o Eleitor

Acabo de ler – e compartilhar – o excelente post da amiga Ana Paula sobre uma polêmica envolvendo uma “suposta” jornalista e um “suposto” candidato presidencial “supostamente” agredido. Mais, não li. Me recuso a ler o resto.
Acho impressionante como essa imprensa é marreta e mal-intencionada.
Se o candidato for eleito, terá sido com a farta ajuda dessa mídia nojenta e abaixo da cintura, que cacareja e flatula pela mesma cloaca estrépita.
É simplesmente pedante, desleal, corporativo, ideologizado e fortemente emburrecido o empurrão que essa “mídia” dá aos “supostos” extremismos. Eu mesmo fui confundido com um eleitor do moço – ainda não sou, mas o PT pode ter um “candidato viável”, caso o vagabundo sentado sobre o escândalo das urnas eletrônicas resolva evacuar em nossa democracia e soltar o demiurgo na iniciativa na privada, para mais um mandato sem o dedo e sem noção, desse socialismo que não pára em pé. O fato é que fica cada dia mais escancarado o método porco, rameiro, sem escrúpulos e sem limites que essa gente usa para desqualificar o oponente, em nome de uma causa bamba que já não se sustenta nem com ovo cru.
O socialismo e todas as suas vertentes – seitas picaretas onde grita mais quem mais passa a mão no seu traseiro incauto – é essa treva emborcada em nossa decência, que joga sujo, joga baixo, flerta no lixo.
E querem porque querem manter uma tal de “credibilidade”, que é um troço em que a gente só acredita quando o sujeito não se submete ao esquema criminoso de acobertar bandido, imprensa afora.
Pois eu volto a afirmar: Não sou eleitor do cara. Se o for, serei calado e constrito, unicamente para impedir de novo que essa lesma lerda desse petê volte aos escaninhos do poder rumbeiro.
O indigitado filho de uma luta, que está preso pelas presepadas que fez, enfiando a mão na Betti com o mesmo despudor com que comprou pedalinhos em forma de patão com o meu dinheiro público NÃO É CANDIDATO. É presidiário. CONDENADO.
Os outros é que são candidatos. Eles tem o legítimo direito de prospectar o voto dos descontentes, dos injuriados, dos abatidos e dos tungados, em nome de uma revanche democrática e pluralista.
Essa gente é frieira que não sai do pé. É caruncho. Fungo de mamão. Coisa que apodrece no tempo e a gente já nem se lembra mais do cheiro ruim que emana dessas entranhas vigaristas. Lula é um dedinho perdido numa urna fraudada.
Um top-top no acidente macabro.
Uma mentira em busca de um otário para bulir.
Lula é um bando. Pior que o de Lampião, Lula é um bando à luz de velas. É o atraso do atraso, te convidando para não ir no desencontro. É o miquim do saco sujo. Lula é a pereba. A verruga do tamanco. O coisa marreta.
Não basta? Pra essa gente não basta. É preciso soltá-lo como um pum, reverenciá-lo como o rei da cocada subtraída e estar disponível da Silva para qualquer boquete que se faça necessário, para que essa gente sem lenço, moral ou documento na goma possa ressurgir das cinzas e boiar na latrina das histórias mancas.
Já deu, dona. Vai se danar. Vai exercer seu jornalismo de alcova na casa do Caracas, dando pro Hugorila. E leva o dedinho do demiurgo acondicionado num vidrinho de maionese. Vai que você sonha que está chupando uma salsicha vencida. Lembra desse tempo? Não lembra não. Véia como a sua, a cabeçona torpe só lembra mesmo é de outras poções e outras vassouras. Bruxa velha. – (Vlady Oliver)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (Oi)
(41) 99820-9599 (Tim)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 180718 – Um dedinho de prosa com o Eleitor – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.