O golpe de Estado que já caminha rápido no Brasil

Advogado da Petrobras diz que “a Lava Jato interrompeu um golpe de Estado do PT”
René Ariel Dotti, advogado da Petrobras na Lava Jato, contou, ao Estadão: “A Lava Jato, no meu entendimento, interrompeu um golpe de estado… O PT ia fazer um golpe de estado, na medida em que estava corrompendo grande parte do Congresso e colocando gente no Supremo Tribunal Federal para ter uma continuidade de poder, um projeto de poder. Porque não havia quem votasse contra.”

Ele ainda disse: “O que o PT fez, não a parte de corrupção, a parte de organização foi pensando em tomar o Estado, tomar o poder do Estado. Não é só o poder da assembleia, mas do Estado. De que maneira? Defendendo uma doutrina que é comum ao interesse público, que era naturalmente da ética, da moralidade, sensibilizar a classe estudantil, fazendo com que pessoas, chamando pessoas, chamando jovens, que é o que os partidos, em geral não fazem, que é chamar jovem, porque tem que esse sentimento de rivalidade com o jovem, e o PT sempre chamou os jovens. Reunia religiosos, reunia jovens, estendia em outras camadas, que os partidos não faziam isso. Por isso os partidos perdiam sistematicamente, não tinham mais apoio do povo. Aqueles grupos todos que se multiplicam, igreja, universidade etc, o PT dominou muito bem, e por isso teve o poder. E isso seria o golpe de Estado. Os partidos não pensavam nisso, eram fisiológicos só. O interesse do deputado ou senador, era o interesse de pegar o cargo, não era um interesse do estado”.

Ao apontar os fatos, Dotti ajuda a quebrar o mito dito por parte dos formadores de opinião de que os crimes do PT se limitam à corrupção, na tentativa de esconder crimes piores – como uso da corrupção para projetos totalitários – e colocá-los no mesmo nível de partidos que fizeram corrupção mas não empreenderam projetos totalitários. (JornaLivre ponto com)

“Se for verdade que Geisel mandou matar terroristas comunistas, só falta saber quem descumpriu as ordens.”

Quem manda no cara do CFR que ataca militares?

QUEM É Matias Spektor? É um professor e pesquisador de Relações Internacionais. Nascido em Rosário, na Argentina, cresceu na Bahia e em Brasília. Fez graduação e mestrado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília, e mestrado e doutorado em Relações Internacionais pela Universidade de Oxford. Spektor é professor e coordena o Centro de Relações Internacionais da Fundação Getulio Vargas em São Paulo. Também é colunista do jornal Folha de S. Paulo.

Spektor foi o primeiro ocupante da Cátedra Rio Branco da King’s College de Londres e o primeiro Global South Fellow da London School of Economics. Foi também pesquisador visitante no Woodrow Wilson International Center for Scholars e no Council on Foreign Relations, ambos em Washington.

Deste modo não necessitamos de mais nada para traçar um perfil deste “PROFESSOR” e suas “INTENÇÕES” em relação ao suposto documento encontrado “POR ACASO” com informações sobre execuções sumárias no Brasil ordenado por militares. Somente dois fatos sobre este “SR” já chama a atenção e me deixa preocupado:

A) é colunista da Folha de São Paulo

Pesquisador visitante no Woodrow Wilson International Center for Scholars e no Council on Foreign Relations, ambos em Washington.
Esta entidade prega entre outras coisas a América única, sem fronteiras, nos moldes da URSAL.

O Council on Foreign Relations possui dentre outras atuações e funções o de introdução de regulamentações em escala mundial, que transferem a soberania das nações para organismos internacionais” procurando o estabelecimento de uma “Nova Ordem Global”.

Tal ordem estaria associada à uma “uniformização econômica do planeta”, e traria “no seu bojo as sementes de uma neo-religião híbrida, meio ecológica, meio ocultista (…) e cuja implantação resulta pura e simplesmente na destruição completa do cristianismo e do judaísmo”.

Os principais agentes do globalismo seriam as fundações Ford, Rockefeller e MacArthur, como também George Soros e seus associados, o Clube Bilderberg, o Council on Foreign Relations, a Comissão Trilateral, como também, politicamente, o “Partido Democrata, Diálogo Interamericano.

Deste modo fica clara a atuação e ações deste “Sr” chamado “MATIAS SPEKTOR”. São totalmente suspeitas, onde neste exato momento aparece com este “documento secreto” tentando denegrir as Forças Armadas do Brasil, quando um candidato apoiado por militares é o primeiro lugar nas pesquisas.

Diante do acima elencado fica fácil saber quem é o dono/controlador de “MATIAS SPEKTOR” e qual é o seu objetivo no Brasil.

A guerra de 5º geração continua! – (Nelson Bruni é Médico e Patriota e Brasileiro)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (Oi)
(41) 99820-9599 (Tim)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 150518 – A sordidez midiática em prol da ditadura do proletariado – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *