Governo atual e o emprego do 142

A caserna está inquieta, e nosso verde-oliva está em vias de não conter-se.
Não que eles queiram fazer e acontecer. Não se trata disso, afinal de contas, nossos bravos e valentes soldados, sabem muito bem onde e quando eles tenham que colocar o nariz.
São sim, constitucionalmente a nossa fronteira em armas, ou seja, quando tudo o mais parece falhar, então aí sim é que entram as nossas valorosas Forças Armadas, e daí para a frente, que os deslumbrados que se acham os donos do poder, é que verão, que os Militares fizeram 1964 representar ao povo brasileiro um grande alento, e que agora representam novamente esse alento.

Muitos imaginam que Jair Bolsonaro esteja à deriva e por isso, deitam e rolam, não vêm os idiotas que isso não passa de uma forma de fazer parecer que ele esteja à mercê das quadrilhas operantes, a fim de que os quadrilheiros, enrolem-se em seus próprios estratagemas.

Fica claro aqui, aquele ditado: “dar corda para que se enforquem!”.

Como disse o nobre general Heleno:
“Podem até tentar (algo contra o Presidente), mas tenham certeza que estaremos sempre um passo a frente!” (General Augusto Heleno)

Todas as ações que permeiam nosso governo, sejam elas do Legislativo, ou do Judiciário, estão incomodando de fato nossa caserna.
Nossos militares, são pessoas acostumadas à disciplina, à hierarquia, à ordem, ao progresso, e porque não dizer, acostumados à limpeza. E por esse motivo, nosso verde-oliva incomodado com tanto descaso e com tanta farra e lambança, estão sim, a postos para saltar e desmanchar o que teima em crescer, em meio à Patria Amada idolatrada Salve, Salve…

Digamos que essa sanha por desestabilizar o governo Bolsonaro, está crescendo a olhos vistos e isso causa uma certa e também crescente preocupação junto aos homens e mulheres de bem, que têm como dever de ofício, defender a nossa nação e sua constituição.

Em vária manifestações pelas redes sociais, já vimos, estampada a preocupação daqueles que podem por fim a isso tudo e na base da bala.
Alguns poderão achar estranho eu falar em acabar com isso tudo na base da bala, mas ignoram, que nossas valorosas Forças Armadas, são treinadas para ações de desbaratamento de atentados à nação como um todo.
Ou seja, você quer guerra? Terá, pois está mexendo com um dos melhores e mais bem treinados exércitos do mundo.

Outro que apareceu na rede social foi o Major-Brigadeiro Jaime Rodrigues Sanchez, que falou, referindo-se ao STF Supremo Tribunal Federal, e ao Congresso Nacional, como sendo a “sucuri de duas cabeças”, que “tramam e apertam seu abraço letal” para com isso sufocar o Presidente Jair Messias Bolsonaro.
O Major nos lembra ainda que o STF não deixa de ser “a casa da Mãe Joana”, e que o Congresso Nacional, igualmente representa o “covil de Ali Babá e seus quase 594 ladrões”.
Em sua fala, ele ainda nos denuncia o fato de que “uma trama diabólica” está sendo urdida e que essa trama é capaz de promover “o desmonte de um projeto (do presidente Jair Bolsonaro) que quer beneficiar 60 milhões de brasileiros”.

“Os grandes veículos estão falidos e não mais mamam nas tetas do governo”, e por esse motivo tentam desmontar o governo e quem lutar por ele terá que ser silenciado também, acusa o Major, com a sabedoria de quem sabe observar os sinais. Por esse motivo, a criação incessante de “fake-news” cujos alvos principais são: Jair Bolsonaro, parentes, amigos e equipe…

Fica brilhante a forma como o Major nos desenrola os meios utilizados pela esquerda com o objetivo de desmontar o governo atual:
Quando ele nos mostra que os veículos de comunicação de massa “Enfiam-nos em nossas goelas notícias requentadas e distorcidas; temas controvertidos, incompatíveis com a moral das famílias tradicionais; apologia ao sexo, exibindo cenas envolvendo idosos, crianças e homossexuais; vulgarização do tráfico de drogas e exaltação à corrupção, apresentados em horários inclusive infantis”.

Alguém tem alguma dúvida de quais sejam os objetivos disso tudo?
Seria necessário algum estratagema, ou mesmo um conhecimento mais profundo da vida para entender, que “a estratégia dessa verdadeira máfia multi corporativa tem como ponto de partida impedir que o governo concretize suas promessas de campanha, desgastando a imagem de austeridade e anulando a expectativa de mudanças nos destinos do País”.

E aproveita para nos mostrar, que os alvos da quadrilha que impera no Brasil, são: a reforma da previdência, apresentada pelo ministro Paulo Guedes; o pacote anticrime, apresentado pelo ministro Sergio Moro, enfim, tudo aquilo que represente um avanço para a nação, é o retrocesso para os inimigos de plantão, porque isso representaria mudança de paradigma.
Isso mostra que o Rei começa a ser mostrado nú, Porque está sendo adotada pelo governo diversas medidas que visam o desaparelhamento da máquina, com a coerente possibilidade de poupança dos recursos (porque ao deixarem de ser desviados, naturalmente poderão ser poupados), bem como a desarticulação total dos esquemas de corrupção ora instalados em todos os níveis da Administração Pública. Mas o Major não deixa de salientar:

“Em contraposição, o governo tem adotado diversas medidas periféricas, visando o desaparelhamento da máquina, a poupança de recursos e a desarticulação dos esquemas de corrupção das instituições públicas”. E complementa: “essas medidas podem vir a ser obstadas no Congresso ou na Justiça”.

Como não era de admirar o fato de que, os membros da caserna, são todos muito bem treinados, o Major nos dá a demonstração da sabedoria adquirida nos longos anos de caserna e no convívio com os demais irmãos de farda e de armas.
Dessa forma ele considera e identifica o que a Câmara, o Senado e o STF vêm fazendo, como: “ação nefasta” essa tentativa de inviabilizar o orçamento de 2019, quando: “Querem reduzir as perspectivas de receita, através do esvaziamento da reforma da previdência e da reestruturação do Estado, bem como o incremento das despesas, com a aprovação do orçamento impositivo, elevando os gastos obrigatórios a 97% do total do orçamento”.

E alerta que já foi identificado que as estratégias utilizadas são, uma tentativa de desgastar o governo como um todo, armando arapucas diversas, com o intuito único de poder pegar o presidente em determinadas situações, para assim promover a instauração do seu impeachment.

Tudo está devidamente mapeado e identificado, assim como a própria iniciativa PTralha com sua emenda à Constituição que visa impedir que Mourão assuma em caso de impedimento de Jair Messias Bolsonaro.

E o Major encerra deixando claro que nossas Forças Armadas contemplam e entendem a única saída que ora se apresenta para a recondução do País nos rumos da normalidade, ou seja, o emprego do Artigo 142 previsto na Constituição Federal, e dessa forma garantir a harmonia entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e dessa forma nossas Forças Armadas “colocarem ordem na casa e atenderem aos anseios da sociedade, como foi feito em 1964”.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 99820-9599 (TIM)
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 200519 – Governo atual e o emprego do 142 – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.