General Villas Bôas e sua exoneração

Algo muito próximo da verdade, porém, é claro que não é imprescindível.
Eduardo Dias da Costa Villas Bôas pode continuar no comando por tempo ainda indeterminado, pois sua conduta e os reflexos, não exigem a sua exoneração de forma alguma.
No entanto isso incomoda bastante, em especial as pessoas que vêm na iminência de uma troca de comando, a possibilidade cada vez maior de uma intervenção mais rigorosa e efetiva nos rumos desta nação já tão combalida, pela falta de comprometimento ético e moral das pessoas que ora são consideradas os governantes e que por conseguinte, deveriam estar sendo os guardiões da Constituição Federal, bem como dos valores patrióticos, que já foram lançados no lixo pela maioria.
Não se enganem, qualquer que seja o novo governante, muito provável, trará novidades para os destinos desta nação tão maltratada e já carcomida pelos desviados moral e intelectualmente desta nação que já alguns chamam de “Pátria Grande”.
De minha parte ainda a chamo e sempre a chamarei, Brasil, a minha terra, da minha gente.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 111117 – General Villas Bôas e sua exoneração – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAEIntervençãoMilitar

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *