Ex-policial monta tropa privada e rende quartel na Venezuela

Oscar Pérez, o ex-inspetor da polícia científica venezuelana que em junho utilizou um helicóptero para atacar o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), voltou a aparecer na última segunda-feira (18).
Coordenado por Pérez, um grupo de 49 homens vestidos com roupas pretas conseguiu entrar em um quartel da Guarda Nacional Bolivariana (GNB, a polícia militar) se identificando como funcionários da Direção Geral de Contrainteligência Militar (DGCIM), renderam todos os militares presentes e roubaram 26 fuzis AK-103, três pistolas 9mm PGP e mais de três mil munições.
Toda a ação foi filmada e disponibilizada no Twitter de Pérez. O grupo também teve tempo para destruir imagens dos ditadores Nicolás Maduro e Hugo Chávez e deixar a mensagem “Liberdade 350” na parede, em referência a um artigo da Constituição venezuelana: “o povo da Venezuela desconhecerá qualquer regime que contrarie os valores, princípios e garantias democráticas ou viole os direitos humanos”. De acordo com Pérez, a ação, chamada por ele de “Operação Gênesis”, foi uma “operação tática impecável onde recuperamos as armas do povo e para o povo”.
Ao saber do ataque, o ditador Nicolás Maduro ordenou que as Forças Armadas “mandem chumbo nos terroristas” e, revoltado, afirmou: “O que essas pessoas acham? Que podem atacar um núcleo das Forças Armadas, roubar uns fuzis e ameaçar a democracia e que isso será tolerado? (…) Tolerância zero, com a Constituição na mão!”. Maduro também culpou a Agência Central de Inteligência (CIA) americana pelo ataque.
Desde o ataque de Oscar Pérez e seu grupo em junho, a ditadura de Maduro busca capturá-lo vivo ou morto, oferecendo uma recompensa para quem possa fornecer informações sobre Pérez e seus homens. Na prática, o novo ataque mostra a vulnerabilidade do regime e a redução do seu controle sobre as Forças Armadas.

(Emma Sarpentier – Psicóloga, Psicanalista e Jornalista – membro do CONIPSI – Conselho Internacional de Psicanálise e do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 271217 – Ex-policial monta tropa privada e rende quartel na Venezuela – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.