Aula de Sexo Oral e Ideologia de Gênero em Palmas

A população da cidade de Palmas no Tocantins, está deveras preocupada, e servindo de alerta ao restante do País.
A falta de respeito para com a vontade dos pais de alunos, ultrapassou todos os parâmetros do aceitável.
Pais ficam extremamente chocados após tomar conhecimento dos acontecimentos que constam do relato da menina S.S.P., de 14 anos que vilipendiada em seus direitos previstos na Constituição Federal, bem como no Estatuto da Infância e da Adolescência, foi exposta a uma aula pública, na forma de palestra, de sexo oral, uso de drogas e ideologia de gênero.
Apontam os fatos que no dia 14 de novembro próximo passado, aconteceu na Escola de Tempo Integral Anísio Espínola Teixeira, uma palestra abordando os temas: Tecnologia, Drogas e Sexo.
Acontece que, S. S. P., uma menina de 14 anos, aluna dessa escola, resolveu escancarar e divulgar o que viu e ouviu, por achar que aquilo está muito longe do que ela, essa menina, entende, ou pelo menos supõe que deveria entender.

“Isso é crime, estão cooptando os jovens, nossas crianças para orgias, isso não é normal. Foram vulgar, isso está claro que é uma perversão sexual, isso é uma tentativa de alguns se satisfazarem sexualmente” – (Marisa Lobo – psicóloga)

“não entendi o porquê do ensinamento dado pela palestrante.” (S.S.P. em sua carta divulgada na internet)

Achando, e pelos fatos com a justa razão, de que foi ultrajada em seus direitos fundamentais, essa menina, se expõe e divulga o que de fato foi realizado nessa escola.
Notamos um claríssimo vilipêndio à educação formal, aos pais de alunos, às normas da sociedade constituída, mas acima de tudo, e o mais grave, às crianças que foram atingidas em seus conceitos e valores, e tendo que vivenciar coisas que, naquele momento, em especial, algumas nem mesmo queriam vivenciar.
Observe-se que isso tudo vem acontecendo ao arrepio da Lei, posto que, Lei neste País, virou motejo e portanto, não está sendo impeditivo algum, seja para quem seja.
A Lei foi violada, a priori, pelas organizações pró direitos humanos, que não podem ver um delinquente que correm em seu auxílio, ignorando os verdadeiros lesados pelas ações desses delinquentes. E isso, claro, vem desencadeando um sem número de atos e atitudes que denigrem mais e mais o exercício da justiça. Advogados que, por belos honorários, importam-se nada, ou muito pouco, quanto à procedência de seus honorários.
Juízes, Desembargadores, Delegados, Deputados, Senadores, Prefeitos, enfim, todos preocupados com lucros e auferidos a custos que mostram bem, o valor moral de quem empunha as canetas que assinam sentenças e habeas-corpus, etc…
Senhores, o fundo do poço é o que se nos está sendo apresentado.
Nada de novo no reino da Dinamarca, afora que, o cheiro putrefato do ar, é justamente o que vocês canalhas estão exalando.
Se o chapéu te serve, use-o, se não te serve, empunhe a bandeira em prol, pelo menos das crianças, que não têm culpa da completa falta de caráter que assola a nossa sociedade.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 211117 – Aula de Sexo Oral e Ideologia de Gênero em Palmas – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#CONIPSIIntervençãoMilitar

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *