Anomia e Caos, eis o que acontece e faz tempo I

A situação de anomia tão descrita pelos militares, é quando a sociedade entra em estado de total abandono. – Quando regras se existem, já não são seguidas;
– O desrespeito e desvio de leis naturais básicas mostram-se como sendo as novas normas a serem adotadas; – A anarquia passa a ser a norma dominante;
– E a desorganização generalizada e abundante, permeia a sociedade como um todo.

Também na Neurologia verificamos o termo sendo utilizado, especialmente na seguinte situação:

– Percebemos essa situação claramente demonstrada, quando um paciente demonstra uma certa dificuldade na recordação dos nomes de objetos, muito embora ele mantenha a capacidade de percepção e compreensão dos mesmos.

Em resumo, a falta de regras, objetivos e a perda da identidade, causa a situação anômica. Observando friamente, é exatamente o que está acontecendo à nossa volta, provocada com o fim da geração do caos, que favoreceria a implantação de uma nova sociedade, sobre os destroços desta.

Por esse motivo encontramos situações como o aliciamento de menores para assaltos, e mesmo para atentados, sequestros, assassinatos, etc…
Então, um caso como esse do menino que vai armado a uma escola em Medianeira no Paraná e atira e fere dois de seus colegas, já não causaria espanto, uma vez que é a forma de operação, ou, o “modus-operandi” dessa claque doente e demente que incute no seio social, os pensamentos distorcidos em função da criação do caos como situação que poderia enfim ser considerada a esperada.
As hostes terroristas estão aliciando as mentes menos preparadas e dessa forma induzindo-as a respostas estranhas, a situações que em tempos de normalidade, não causariam tanto furor. E jogam a culpa sobre a classe conservadora, para desautorizar o conservadorismo e dessa forma implantar uma conduta inadequada no tecido social.
Quando se fala que uma criança atirou, imediatamente provoca-se na mente de quem ouve o assunto, que houve irresponsabilidade da parte de adultos, mas não se conduz à ideia normal, de que essa criança foi induzida, às vezes, até mesmo por mensagens subliminares de que ele poderia fazer aquilo em função do caos já criado na cabeça da maioria dos adultos, que não enxergam o óbvio, por conta do relativismo em que a sociedade se vê colocada.
Por esse motivo se fala, por exemplo, que o menino agiu porque estava sendo assediado por Bullying; assim como, aquele esfaqueador, teria agido a mando de Deus.
Vê-se que a esquerdopatia consegue seus intentos por inventar fatos que justifiquem os atos com ardis mentirosos.

Outra situação que ilustra muito bem isso, é a forma tranquila e saltitante, com que age o meliante, condenado que ocupa uma cela no prédio da Polícia Federal em Curitiba e que age de forma a subverter o pleito que neste momento seria até coerente, se estivéssemos em uma situação de normalidade social.
Observa-se que o delinquente de sua cela, de repente transformada no bunker da candidatura de Fernando Haddad, manda, grita, determina e é obedecido, inclusive no exterior (veja-se a visita do filho do ditador africano que veio ao Brasil com uma certa quantidade de dinheiro inapropriada para uma viagem de tratamento de saúde), e também por outros membros da quadrilha aqui mesmo, que operam inclusive entrega de dinheiro, utilizando-se até mesmo de jatos.
O indivíduo foi condenado a 12 anos de prisão e não completou seis meses ainda de forma adequada e já pratica o seu esporte favorito, a delinquência, de dentro da cela que ocupa na Polícia Federal em Curitiba – Paraná.
O objetivo da prisão de qualquer pessoa, é a sua regeneração e o consequente impedimento de que o mesmo volte a delinquir. Porém, percebemos que isso não serve para qualquer pessoa, alguns não entendem isso.
E o apedeuta especialmente, pois está muito empenhado no pleito, como se gozasse de todos os direitos de cidadão livre. Ignora o bucéfalo que isso não lhe cabe, pois encontra-se encarcerado, portanto, desprovido de alguns direitos que só cabem a um cidadão livre.
Além da distribuição de cargos em um provável governo Lulo-Petralha, manda dinheiro a correligionários, como se fosse o próprio candidato em exercício.

=x=x=x=x=x=x=x=x=x

Em aparente resposta à notícia que circulou ontem de que Temer teria recebido uma carta de generais, Temer, hoje teria reunido três generais para colocar um ponto final na Intervenção do Rio de Janeiro.
Isso causa uma preocupação muito intensa, uma vez que, não se pode simplesmente retirar os militares das ruas, sob pena que tudo volte com um poder muito mais devastador do que estava antes da Intervenção ter começado.
Mas, Temer quer recomeçar as negociações para a tão cantada Reforma da Previdência, e por isso, teria convocado os generais: Sérgio Etchegoyen, Braga Netto e Silva e Luna, com o propósito de negociar a retirada da Intervenção e por esse motivo teria pedido um plano de transição nesse sentido.

=x=x=x=x=x=x=x=x

Na mesma linha da desobediência à lei e à ordem, vemos o também delinquente, embora solto e não enjaulado como deveria, Zé Dirceu, que em uma entrevista ao Jornal El País fala:

El País: Dentro desse contexto, o senhor acha que existe a possibilidade de o PT ganhar essas eleições e não levar?

José Dirceu: Acho Improvável que o Brasil caminhará para um desastre total. Na comunidade internacional isso não vai ser aceito. E dentro do País é uma questão de tempo pra gente tomar o poder. Aí nós vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar uma eleição.

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

E para finalizar percebemos que pelo andar da carruagem, de fato, o poste irá fazer xixi no cachorro, ou seja, conforme publicado no dia 28/09/18, pelo site “O Antagonista”:

Lula sai da cadeia, e Dallagnol entra, sim, é isso mesmo o que vocês estão lendo, se Fernando Haddad for eleito, Lula sai da cadeia e os procuradores da Lava Jato entram no lugar dele.

Conforme publicação de “O Estadão”, vemos que “o corregedor nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel, comunicou a Dias Toffoli a abertura de Processo Administrativo Disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol”.

Foi noticiado no dia anterior, que que o corregedor-nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel Moreira, tentou censurar o procurador da Lava Jato Carlos Fernando dos Santos Lima, recomendando que ele evitasse “mencionar pessoas investigadas por ele e outros membros em publicações nas redes sociais e na esfera privada”.

Orlando Rochadel Moreira é amigo de Ela Wiecko e foi procurador-geral de Justiça de Sergipe, durante o governo do petista Marcelo Déda.

Déda morreu em 2013, mas o petismo do censor de Carlos Fernando dos Santos Lima continua bem vivo.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (Oi)
(41) 99820-9599 (Tim)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 290918 – Anomia e Caos, eis o que acontece e faz tempo I – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.