Ainda há muito a investigar na compra de apoio político

MAIS ESTATAIS E FUNDOS DE PENSÃO VIRÃO, AFIRMA PROCURADOR DA LAVA JATO
‘NOVAS ESTATAIS VIRÃO, FUNDOS DE PENSÃO VIRÃO’, AFIRMA PROCURADOR SOBRE FUTURO DA LAVA JATO (FOTO: GISELE PIMENTA/ESTADÃO CONTEÚDO)
O procurador Regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, que integra a força-tarefa da Lava Jato, afirmou que a operação atingiu a ‘maturidade’, próxima de completar 2 anos de sua fase ostensiva.
O procurador, considerando ter chegado a um “grande esquema de compra de apoio político partidário” originado nas “altas esferas do Governo Federal”, avalia que, mesmo que as investigações fossem interrompidas agora, “ainda haveria trabalho para muitos anos”, dentro e fora da Petrobras. “Novas estatais virão. Novos bancos virão. Fundos de pensão virão”, afirmou um dos mais experientes dos 11 procuradores do grupo da Lava Jato, em Curitiba.
Perplexos com o incrível e audacioso esquema de corrupção identificado na Lava Jato, os procuradores esboçaram um projeto que denominaram 10 Medidas contra a Corrupção, com apoio da Procuradoria Geral da República. O projeto está nas ruas, em busca da adesão popular. O sistema exige 1,5 milhão de assinaturas para que a Câmara dos Deputados acolha esse tipo de iniciativa.
O 10 Medidas contra a Corrupção, segundo esperam os procuradores, permitirá agilização no combate às fraudes e desvios de recursos públicos e redução do quadro de impunidade do colarinho branco. Carlos Fernando destacou que o petróleo não se restringe a ‘uns três diretores da Petrobras’.
Ao citar o manifesto subscrito por dezenas de juristas renomados, entre eles muitos defensores de réus da Lava Jato, que atacaram a investigação, no início do ano, o procurador disparou: “O choro é livre em nosso País”. – 13/02/2016
-diariodopoder.com.br/noticia.php?i=49118546500

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *