A Força do Direito deve superar o Direito da força

Eduardo Juan Couture Etcheverry, Uruguaio de Montevidéu, nascido em 24/05/1904 e falecido em 11/05/1956
Deixa farta contribuição ao direito, de tal forma que ele passa a ser conhecido, não somente em sua terra, como seu nome e suas obras passam a correr o mundo.
Advogado prestigiado, considerado um dos mais influentes na área do Direito no século vinte.
Participou ativamente de Revistas, Periódicos, e naturalmente, além de aulas em diversos países, deixou uma obra interessantíssima, que não deve ser lida, senão absorvida, a fim de que talvez, consigam entender que o direito vai além de provar que teu cliente é inocente. Os Fundamentos do Direito Processual Civil;
Estudos de Direito Processual Civil;
Vocabulário do Direito Processual Civil;
Projeto do Código de Procedimento Civil do Uruguay;
Introdução ao Estudo do Processo Civil;
Os Mandamentos do Advogado, mais conhecido como o “Decálogo do Advogado”.

Infelizmente pessoas que hoje atuam nos salões jurídicos de nosso País, até chegaram a conhecer o digníssimo mestre, porém, não beberam da fonte de seu saber

1) ESTUDA – O Direito se transforma constantemente. Se não seguires seus passos, serás a cada dia um pouco menos advogado.

2) PENSA – O Direito se aprende estudando, mas se exerce pensando.

3) TRABALHA – A advocacia é uma árdua fadiga posta a serviço da justiça.

4) LUTA – Teu dever é lutar pelo Direito, mas no dia em que encontrares em conflito o direito e a justiça, luta pela justiça.

5) SÊ LEAL – Leal para com o teu cliente, a quem não deves abandonar até que compreendas que é indigno de ti. Leal para com o adversário, ainda que ele seja desleal contigo. Leal para com o juiz, que ignora os fatos e deve confiar no que tu lhe dizes; e que quanto ao direito, alguma outra vez, deve confiar no que tu lhe invocas.

6) TOLERA – Tolera a verdade alheia na mesma medida em que queres que seja tolerada a tua.

7) TEM PACIÊNCIA – O tempo se vinga das coisas que se fazem sem a sua colaboração.

8) TEM FÉ – Tem fé no Direito, como o melhor instrumento para a convivência humana; na Justiça, como destino normal do Direito; na Paz, como substituto bondoso da Justiça; e, sobretudo, tem fé na Liberdade, sem a qual não há Direito, nem Justiça, nem Paz.

9) ESQUECE – A advocacia é uma luta de paixões. Se em cada batalha fores carregando tua alma de rancor, sobrevirá o dia em que a vida será impossível para ti. Concluído o combate, ESQUECE tão prontamente tua vitória como tua derrota.

10) AMA A TUA PROFISSÃO – Trata de conceber a advocacia de tal maneira que no dia em que teu filho te pedir conselhos sobre seu destino ou futuro, consideres uma honra para ti propor-lhe que se faça advogado.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 140218 – A Força do Direito deve superar o Direito da força – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.