Reflexão ética e moral de um corregedor que se demite

“Vivemos dias de profundas transformações no cenário nacional. Mudanças que não prevíamos e nem prevenimos e cujas consequências não antecipamos. Fala-se o tempo todo em crise, crise de moralidade ante a banalização da inversão de valores, (…) crise econômica e financeira creditada à globalização e à má gestão do dinheiro público, crise de autenticidade flagrada na proliferação dos bodes expiatórios usados para desviar os olhos do eleitor das distorções do poder público, crises de referência em razão do sumiço da ética, crise de enfraquecimento do Estado em contraposição à crescente tentativa de manipulação da democracia pelo ranço do jeitinho brasileiro” – (Corregedor-Geral de Justiça, juiz do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha que também é Ministro do TSE e termina seu mandato nesta Corte disse, ao lado do juiz Toffoli)

Deputados discutem durante depoimento de delegado na CPI da Petrobras

O depoimento do delegado da Polícia Federal Maurício Moscard Grillo, responsável pela investigação interna da Polícia Federal a respeito do grampo encontrado na cela do doleiro Alberto Youssef em Curitiba (PR), provocou troca de insultos e discussão entre deputados do PT e o deputado Fernando Francischini (SD-PR) em reunião da CPI da Petrobras.
Francischini, que não é integrante da CPI, questionou a presença do delegado na audiência e as perguntas dirigidas a ele pelo relator da CPI, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ).
“O Pedro Barusco [ex-gerente da área de Serviços da Petrobras] veio à CPI e disse que começou a roubar na década de 80. A Polícia Federal tomou alguma iniciativa em relação a essa denúncia?” perguntou o relator.
Antes de Grillo responder, Francischini questionou a pergunta e foi interrompido por Luiz Sérgio. “Desse jeito vou pedir para o deputado Francischini se sentar ao lado do depoente, no lugar do advogado”, disse.
“Posso me sentar sim”, respondeu o parlamentar, que passou a apontar interesses do Partido dos Trabalhadores em comprometer os delegados responsáveis pela Operação Lava Jato.
Foi o suficiente para que os deputados Leo de Brito (PT-AC), Valmir Prascidelli (PT-SP) e Maria do Rosário (PT-RS) começassem a discutir com Francischini, acusando-o de “massacrar professores” quando ocupou o cargo de Secretário de Segurança do Paraná. Em resposta, o deputado acusou-os de querer sujar a imagem da PF. – (Agência Câmara – 01/10/15)
http://m.jb.com.br/pais/noticias/2015/10/01/deputados-discutem-durante-depoimento-de-delegado-na-cpi-da-petrobras

O MILAGRE

Alguns clientes chegam ao consultório com a imagem do “Hipnólogo”, poderoso que conta até 3 e a pessoa desmaia em seu colo, ou que entra em um sono profundo com meia dúzia de palavras…
Pura ilusão…
Hoje disse a um cliente com todas as letras que não faço milagre, não sei resolver problemas em apenas 1 sessão, não prometo o impossível, não trabalho com fé nem vendo mágica ou pedrinhas com poderes de outro mundo!
Faço Hipnose… Utilizo PNL e muitas técnicas de Coach e acredito que consigo mudar muitas coisas em uma sessão, mas creio que meu trabalho depende de um cliente comprometido, que compreenda que se ele quer um milagre, ele precisa SER O MILAGRE!
Mudar algumas coisas em uma sessão, não significa curar feridas de uma vida…. Apenas o início do processo…
Um tratamento sério leva algumas sessões… Horas de hipnose… A elaboração de procedimentos, prescrições bem elaboradas e dedicação durante o processo para atingirmos juntos o resultado esperado.
Milagre?
Acredito sim!
Levantar cedo, pensar positivo, saber dizer NÃO, acreditar, estudar, ler muito, desaprender, aprender de novo, ser fiel, ser leal, ser congruente, ser justo, ser honesto, isso são alguns dos ingredientes para o milagre acontecer!!!
Acontece igual para todos? Jamais!!! O restante dos ingredientes é pessoal, de cada um e quando colocados todos juntos no mesmo coração, aí o milagre acontece!
Quer mesmo assim um MILAGRE?
– Esteja comprometido com o que deseja e marque uma consulta para falarmos da melhor estratégia!
Ligue gratuitamente para 800 502 300 ou envie seu e-mail para: atendimento
Um ótimo dia! – (By Eric Pereira)
www.terapias.clinic

Dilma aprovou, Lula assinou, filho de Lula ganhou. É o ‘montadão’!

Veja o resumo do novo escândalo de governo do PT. Depois do mensalão e do petrolão, agora é a vez do montadão.
O governo Lula vendeu, em 2009, uma medida provisória para as montadoras de veículos.
A reportagem demolidora é do Estadão.
Passo a passo:
1) Empresas do setor pagaram R$ 36 milhões a lobistas para conseguir que Lula prorrogasse incentivos fiscais de R$ 1,3 bilhão por ano.
2) A medida provisória foi aprovada por Dilma Rousseff, então ministra da Casa Civil.
3) Quatro dias antes que o ato normativo fosse editado, um dos envolvidos no esquema tratou do assunto com o “seminarista” Gilberto Carvalho, então chefe de gabinete de Lula.
4) Um dos escritórios que atuaram para viabilizar a medida fez repasses de R$ 2,4 milhões a Luís Cláudio Lula da Silva, filho de Lula.
5) Lula assinou a medida provisória 471, beneficiando a a MMC Automotores, subsidiária da Mitsubishi, e a CAOA (fabricante de veículos Hyundai e revendedora das marcas Ford, Hyundai e Subaru).
* Antonio Palocci, em 2010, recebeu 4,5 milhões de reais da CAOA e já estava sendo investigado pelo Ministério Público sob a suspeita de ter embolsado dinheiro justamente para garantir incentivos fiscais à montadora.
6) Um dos lobistas, Mauro Marcondes, enviou mensagem dizendo que, em troca do acordo, havia se comprometido a entregar R$ 4 milhões a “pessoas do governo, PT”.
Pois é. Os petistas saíram montadinhos do montadão.
Como disse Gilberto Carvalho nesta semana: fomos “criando uma certa empáfia e seguindo a prática que condenávamos nos outros partidos”.
Obviamente, em escala muito maior e de modo institucionalizado, como nunca antes na história ‘dêsti paíf’. – (Felipe Moura Brasil – 01/10/2015)
http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/cultura/dilma-aprovou-lula-assinou-filho-de-lula-ganhou-e-o-montadao/

Fim da propriedade privada no Brasil

Isso é parte dos projetos apoiados pela quadrilha PTralha e seus apaniguados.
Por aí vemos como funciona o pensamento da esquerda, em especial do povo que domina a situação no Brasil.
Basta seguir, conforme diz o Juiz Sérgio Moro, o dinheiro, neste caso, segue-se os passos desse tal Gilmar Ferreira Nantes e se chegará à verdade sobre tudo… (ely silmar vidal) www.facebook.com/apostoloelyvidal/videos/724906957639027/?l=2232660757687280653

Reunião fará análise de conjuntura

Alto Comando do Exército está reunido em Brasília
A reunião do Alto Comando do Exército começou hoje [ontem] e se estende até quinta-feira. Nos próximos dias, os generais farão uma exposição dos problemas de suas áreas com a proposição de soluções. Cabe ao chefe do Estado Maior do Exército, general Sérgio Etchegoyen, a análise conjuntural do que assombra o Brasil.
Como Dilma falou na ONU, o Brasil não tem problemas estruturais, apenas conjunturais.
Inteligência do Exército preparou relatório
O Centro de Inteligência do Exército preparou um relatório secreto sobre a atual conjuntura brasileira. O documento será analisado na reunião do Alto Comando que começou hoje [ontem].
Nele constam projeções sobre as consequências da crises econômica e política, avaliação de possíveis impactos da Lava Jato em obras de infraestrutura com a participação da força terrestre e um levantamento de acampamentos de sem-terra considerados ‘atípicos’.
Jobim tem “olhos e ouvidos” no Alto Comando
Nelson Jobim, o homem por trás do fatiamento da Lava Jato, tem “olhos e ouvidos” no Alto Comando do Exército. Trata-se de Sérgio Etchegoyen, chefe do Estado Maior.
Etchegoyen foi assessor militar de Jobim e deve ao ex-ministro, de quem é muito amigo, sua promoção a 4 estrelas. – (O Antagonista/Edição: montedo)
http://montedo.blogspot.com.br/2015/09/alto-comando-do-exercito-esta-reunido.html