Uns trabalham a favor do País, enquanto a maioria ajuda a afundar

Preciso aprender a só ser – (Gilberto Gil)

Sabe, gente
É tanta coisa pra gente saber
O que cantar, como andar, onde ir
O que dizer, o que calar, a quem querer
Sabe, gente
É tanta coisa que eu fico sem jeito
Sou eu sozinho e esse nó no peito
Já desfeito em lágrimas que eu luto pra esconder
Sabe, gente
Eu sei que no fundo o problema é só da gente
É só do coração dizer não quando a mente
Tenta nos levar pra casa do sofrer
E quando escutar um samba-canção
Assim como
Eu Preciso Aprender a Ser Só
Reagir
E ouvir
O coração responder
“Eu preciso aprender a só ser”

Enquanto o nosso Exército Brasileiro faz uma apreensão de meia tonelada de explosivos na Amazônia Ocidental, em uma sensacional operação, o povo brasileiro continua achando que vai resolver as coisas nas urnas.
Ignoram os pobres coitados que o “cãodidato” que será ungido, ou batizado pelas urnas fraudulentas venezuelanas, não depende nem de longe do voto de cada um, porque o escrutínio é acima de tudo criminoso já na origem.
Primeiro, é bom que estejamos sempre relembrando, que as urnas são fraudadas, segundo, porque o próprio povo em sua grande maioria, se tivesse de fato hoje que aprovar um cãodidato, estaria negociando seu voto com a “meretriz” do momento. Portanto, não nos restam alternativas e militares no poder, não são opção, são a única alternativa correta.
Em todo pleito em países de bananas, os “eleitores”, podemos chamar de jumentos, negociam seus votos, uns o negociarão em troca de dentadura; outros por cadeiras de rodas; outros por uma amizade, da qual jamais desfrutará; outros ainda, por algum dinheiro, ou alguma benesse por mais estranha ou esdrúxula que possa parecer; alguns, por total ignorância, até por não saber exatamente o que seja uma negociação, ou mesmo por medo, votarão naquele que representaria exatamente os coronéis do momento.
Quer queiramos, quer não, muitos nem mesmo imaginam-se negociando seus votos, acham mesmo que estão votando por idealismo ou mesmo porque estejam no caminho certo.

“Ouvi a palavra do Senhor, filhos de Israel! Porque o Senhor está em litígio com os habitantes da terra. Não há sinceridade nem bondade, nem conhecimento de Deus na terra. …
porque meu povo se perde por falta de conhecimento; por teres rejeitado a instrução, excluir-te-ei de meu sacerdócio; já que esqueceste a lei de teu Deus, também eu me esquecerei dos teus filhos.” (Os 4:1 e 6)

E enquanto isso a vida segue, em corrida vertiginosa ladeira abaixo…
Teus filhos, meus filhos, nossos filhos, não têm e não terão perspectiva de futuro, a não ser esse que ora se desenha, o da destruição.

Apenas com o intuito de lembrança, vamos a alguns fatos, porque infelizmente temos pouca memória de tudo o que aconteceu e de tudo o que está acontecendo à nossa volta.
Vemos, mas não enxergamos, porque nossos sentidos estão embotados, por nossa própria falta de conhecimento. Nos esquecemos que ainda ontem, também, vagávamos sem rumo, pelos descaminhos da ignorância total e absoluta.

Temos histórias que vêm desde o governo Sarney, que foi onde tudo começou. Porém, se eu começar a contar tudo desde lá, faltará tempo e espaço para tanto, mas podemos perfeitamente começar pelo que aí está a partir do governo do apedeuta que é cria de José Sarney e de Fernando Henrique Cardoso:

2003 – O escândalo do BANESTADO, ou Banco do Estado do Paraná S/A; 2003 – Operação Anaconda;
2004 – O grande e escandaloso caso Waldomiro Diniz;
2004 – Todos os enlaces e desenlaces do BANPARÁ;
2004 – Caso G Tech;
2005 – Correios;
2005 – Mensalão;
2005 – Impossível não lembrar dos dólares na cueca do José Guimarães; 2005 – Valerioduto;
2005 – Propina em Ribeirão Preto;
2006 – Caso do caseiro Francenildo, que envolveu o Palloci;
2006 – Caso Sanguessugas;
2006 – Aloprados;
2007 – Caso da jornalista Monica Veloso, que foi amante de Renan Calheiros; 2007 – Cheque da Gol;
2007 – Caso Schincariol;
2007 – Os Laranjas de Alagoas;
2007 – Golpe INSS;
2008 – Caso dos Cartões Corporativos;
2008 – Dossiês Falsos;
2008 – Caso da operação Satiagraha;
2008 – Paulinho da Força Sindical e o BNDES;
2009 – Atos secretos;
2009 – Caso da ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira; 2009 – Mensalão do DEM;
2010 – Bancoop – Cooperativa dos Bancários;
2010 – Novos Aloprados;
2010 – E o Caso Erenice Guerra;

Não se pode ignorar a sequência vinda pelo governo do poste do apedeuta, que ficam conhecidos pelos seguintes nomes: 2011 – Caso Palloci;
2011 – Escândalo no Ministério dos Transportes;
2011 – Escândalo no Ministério da Agricultura;
2011 – Escândalo no Ministério do Turismo;
2011 – Escândalo no Ministério das Cidades;
2011 – Escândalo no Ministério do Esporte;
2011 – Escândalo no Ministério do Trabalho;
2012 – Caso Cachoeira;
2012 – Escândalo no Ministério da Pesca;
2012 – Operação Porto Seguro;
2013 – Máfia do ISS;
2014 – Operação Lava Jato;

Sabemos que não para por aí, e que esses que foram citados são alguns casos, efetivamente comprovados. Não podemos ignorar a quantidade infindável de processos que tiveram as investigações obstruídas pelos amigos do alheio e por suas fortes e tenebrosas articulações promovidas dentro do Senado, da Câmara e do Congresso, contando com a ajuda do STF e de outros apaniguados que não pouparam esforços para sepultar tudo, de forma que nada respingasse, para não pegar os principais de todas as falcatruas.

Não podemos de forma alguma responsabilizar a um ou a outro, uma vez que toda a caterva, que hoje está alojada nos altos salões palacianos, comeram todos juntos no grande cocho da corrupção, da falcatrua e hoje riem da nossa cara, porque parecemos sim, os verdadeiros palhaços que apenas incomoda a continuidade disso tudo que aí está.

Não esqueçam isso tudo está sendo jogado ao povo como a maravilha da implantação do Regime socialista, que em tese resolveria o problema de todos. Eles só não te contaram que para resolver o problema de todos, eles somente colocam a todos na mesma condição, ou seja, os pobres são multiplicados, quem um dia teve algo, passará a não ter nada, porque tudo passa a ser de um politburo que passa a determinar a tua vontade e teus passos nos rumos que eles acham que te convém andar.

Parabéns, você está vivendo sob o Regime Cleptocrata que atende pelo nome de Socialismo ou Comunismo, mas que não passa de uma Ditadura do Proletariado, onde manda quem pode e obedece quem tem juízo. Esse é o RCPO – Regime do Crime Político Organizado.

E a última pérola do molusco por sua passagem pelo poder, é a colocação de José Antonio Dias Toffoli, para ocupar uma das cadeiras, na qualidade de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).
Esse indivíduo (que foi nomeado pelo apedeuta que atende pela alcunha de Lula), finalmente, como eles esperavam, agora chega à presidência do STF.
Além de presidir o STF, o ser que não possui pós-graduação, não tem mestrado e nem mesmo doutorado, que foi reprovado em dois concursos para a magistratura em 1994 e 1995, que não passou em nenhum concurso para Juiz de Direito, além é claro, de não ter escrito um único livro; passa a ser também o presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que é o órgão responsável pela administração da Justiça no país.
Pois muito bem, eis o homem, que o apedeuta defecou na Suprema Corte, como sendo mais um dos “SUPREMOS”, que hoje ali defecam suas preciosidades, típicas de quem não é nada e nunca chegaria a ser nada, se não fosse colocado no poste, para um determinado fim.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (Oi)
(41) 99820-9599 (Tim)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 170918 – Uns trabalham a favor do País, enquanto a maioria ajuda a afundar – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.