Tic Tac… O pino já foi tirado

Ontem falei na live que o João Vaccari Neto era aquele que sempre aparecia com cara de quem tinha mascado coca, mas não era o Vaccari e sim o Delúbio o que tem cara de quem vive dopado…
Justiça seja feita, por isso, hoje me retrato, errei, falei algo que não condizia com a realidade e por isso, busco aqui corrigir o meu erro.

Mas, enquanto os cães ladram, sabemos que a caravana passa. E passa altaneira, apesar de que a mula, minha gente, a mula continua manca, e os canalhas não têm pena do pobre animal e continuam forçando-a ao trote.
As badaladas derradeiras parecem que se aproximam e parecem que nada e nem ninguém pode fazer nada, a não ser esperar, os dramas que se sucederão.
Recebi esse áudio desse general, e resolvi trazê-lo a vocês, para que vejam que sim, o tic-tac, parece ser de um relógio, mas pode muito bem ser de uma bomba-relógio.

“Olha eu sempre fui contra e continuo sendo contra, a Intervenção Militar. Não sou a favor eu comungo neste particular com o comandante do Exército em particular com o General Villas Boas, e logicamente com os demais comandantes. Mas eu acho que há um limite de tolerância e acho que estamos chegando nesse limite de tolerância infelizmente. Eu quero crer que do jeito que estão indo as coisas, se o STF continuar desafiando a sociedade brasileira, nós corremos o risco e aí a responsabilidade é toda do STF, de uma confrontação nacional.
Não será pacífica. Uma Intervenção Militar, vai ter derramamento de sangue. Infelizmente é isso que a gente receia, mas ela não vai ser pacífica, ela não vai ser resolvida na palavra, ela não vai ser resolvida em criação de leis de última hora, ela vai ser resolvida na bala, com mortos, com feridos e o STF está sendo um grande estimulador desse estado de coisas para o homem que já está condenado a doze anos de prisão. Ele não é em absoluto inocente, ele já está condenado a doze anos e um mês, ele já foi condenado em primeira instância, ele já foi condenado em segunda instância, ele já foi condenado em terceira instância, também por unanimidade 5 a 0, em segunda instância por 3 a 0, o que mais que o STF quer minha gente. Quer dizer, não dá para entender, não estamos tratando de uma pessoa sobre a qual exista dúvidas quanto a sua inocência, não existe mais, ou então a nossa justiça não prestou para nada, nem na primeira, nem na segunda e nem na terceira instância. É só o STF que está certo?
Pera aí, o STF tem que botar a mão na cabeça, ele está gerando a possibilidade de um grave conflito social.
A gente vê os ânimos exaltados por onde esse ex-presidente tem passado, já como um preâmbulo disso que eu estou falando, infelizmente.
Eu vejo que nossas Forças Armadas não falam, estão quietas, mas esse mutismo, não é indiferença. Esse mutismo eu até encaro com muita preocupação, porque a gente não age por palavras, a gente infelizmente tem que agir pela força. Isso está sendo evitado a muito tempo.
A muito tempo que se clama por Intervenção Militar, e nós estamos dizendo não. Intervenção não, nós vamos ter que resolver isso no voto, mas o STF parece estar querendo antecipar essa rebelião popular no Brasil.” – (General de Brigada Luiz Gonzaga Schroeder Lessa – 03/04/2018)

O jogo segue, as peças vão se movimentando e os jogadores, cada um a seu modo, busca manter o poder sobre o centro do tabuleiro.
Dessa forma que algumas pessoas viram e receberam por whatsapp, a coisa de um mês mais ou menos, uma mensagem de uma pessoa que se identificava pelo nome Eliseu, que seria tenente do Exército e que continha a seguinte mensagem:
“Boa tarde patriotas. Acabo de chegar em Brasília, e desde cedo reuniões sucessivas com guarnições militares repassando plano estratégico de ação eminente após deflagrada a ordem para exercício de tomada de poder. Vim acompanhando a logística com armamento bélico, dentre outros veículos para posicionamento em rondas estratégicas no entorno da junção dos 3 poderes. São agora 75 mil entre fuzileiros, soldados de infantaria, artilharia pesada, combatentes aéreos e marítimos em torno desta “missão” de tomada. Aguardando devidas formulações da cúpula maior das FFAAs para tomada sucessiva e crescente dentre o sistema governamental brasileiro. Selva!”

E o Rui Costa Pimenta do Partido da Causa Operária diz:
“Quando os militares começam a comer o regime por dentro, isso é um sinal muito claro de que nós estamos a caminho de um golpe militar. Uma das forma mais clássicas, nós podemos dizer assim, de preparação do golpe militar, é comer o regime por dentro.
Por exemplo o golpe de 1954, contra Getúlio Vargas, ele já sabia que a Força Aérea e a Marinha estavam contra ele, e estavam pressionando pela renúncia dele. Os comandantes que ele havia escolhido para a Aeronáutica e para a Marinha, já haviam avisado ele que as tropas estavam contra ele.
Na verdade, as tropas estavam alinhadas para o golpe. Ele confiava no Ministro do Exército, o qual ele achava que esse ministro iria garantir a situação dele, até porque, o Exército é de longe a Força Armada mais importante.
Mas dentro do Exército também o que acontecia é que estava se organizando o golpe, e quando o Exército decidiu que o Getúlio deveria sair, quando o Ministro que era a pessoa de maior confiança dele dentro das Forças Armadas, falou que os oficiais do Exército também estavam de acordo com a saída dele do governo, então ele se suicidou.
Então nós temos que entender que o que está acontecendo no Brasil neste momento, com os militares tomando conta do STF, tomando conta do Executivo, intervindo no Rio de Janeiro; isso é um golpe militar.
Não é apenas a ameaça de um golpe militar, os militares estão concretamente tomando conta do governo. (…)
Nós temos que ter consciência de que o regime político já está inteiramente sob a tutela, o controle dos militares. Não podemos esconder esse fato.
Quem acredita que não há a possibilidade para um golpe militar, está totalmente fora da realidade. E as forças de esquerda no Brasil teriam que estar totalmente alertas para esse problema.”

E no dia 02/10/18, tive a surpresa desagradável de que desembarcava em Curitiba, na minha linda Curitiba, a capital do meu Paraná, segundo dizem alguns ônibus, com um sem número de homens. Jovens, fortes e pelo que se vê nas fotos, preparados para o que der e vier.
Vê-se também nas fotos, que usam camisas que trazem nas costas, os seguintes dizeres: “Turma Comandante Fidel Castro.
“Condena-me, não importa, a História me absolverá!” – (Fidel Castro)
Percebe-se assim, que as eleições, se transcorrerem, não estarão na mais perfeita ordem de forma alguma.

E além desse fato, via-se já no dia 29/09/18 no twitter do General Geraldo Miotto @geraldomiotto, em uma resposta ao @exercitooficial, a seguinte postagem:
“Jovens!!!! Boa sorte!!! A Instituição de maior credibilidade e confiança aguarda vocês!!! Brasil acima de tudo!!! Aço!!!”

Sabemos que estamos às portas de uma guerra civil e que isso, tem inúmeros significados, porque a estratégia exige o silêncio e que a aparência da normalidade seja sentida em tudo, com tudo e por todos.

#MiottoéÓttimo, por isso, #FalaPortal

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (Oi)
(41) 99820-9599 (Tim)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 021018 – Tic Tac… O pino já foi tirado – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.