Se você ora ao Senhor com a fé que lhe é devida, Ele te atende

“E orou Jonas ao SENHOR, seu Deus, das entranhas do peixe.
E disse: Na minha angústia, clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz.
Porque tu me lançaste no profundo, no coração dos mares, e a corrente me cercou; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado por cima de mim.
E eu disse: Lançado estou de diante dos teus olhos; todavia, tornarei a ver o templo da tua santidade.
As águas me cercaram até à alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça.
Eu desci até aos fundamentos dos montes; os ferrolhos da terra correram-se sobre mim para sempre; mas tu livraste a minha vida da perdição, ó SENHOR, meu Deus.
Quando desfalecia em mim a minha alma, eu me lembrei do SENHOR; e entrou a ti a minha oração, no templo da tua santidade.
Os que observam as vaidades vãs deixam a sua própria misericórdia.
Mas eu te oferecerei sacrifício com a voz do agradecimento; o que votei pagarei; do SENHOR vem a salvação.
Falou, pois, o SENHOR ao peixe, e ele vomitou a Jonas na terra.” (Jn 2:1-10)

Veja que Jonas fugiu da obrigação com que o Senhor lhe incumbira; ou seja, Jonas demonstrou um certo relaxo, apesar de suas razões, pois fora incumbido de uma missão, mas ao contrário de cumprir a ordem passada, ele resolveu fugir para um lugar oposto ao que fora mandado ir.
Isso, é o que sempre fazemos. Sempre o Senhor nos manda ir em frente, vamos para trás, nos manda parar, e a gente segue em frente, nos manda dar um recado e nos calamos; tal e qual Jonas.
Mas uma diferença fundamental percebemos. Jonas era um homem que mesmo sendo teimoso, mesmo sendo desobediente, pela oração que lemos acima, vemos ser ele um homem cheio de fé e de conhecimento de quem de fato é o Senhor. Jonas conhece ao Deus a quem serve, e confia em Sua infinita misericórdia, sabedoria, justiça e bondade. Jonas é um homem turrão, discute com Deus, mas não ousa pensar em usurpar-lhe o poder, ou mentir aos outros acerca da verdadeira identidade de Deus.
Jonas é honesto, sabe que será castigado e com vara de homem, mas assume que é um servo do Deus altíssimo e que DEle foge, e ainda orienta seus algozes, em como se livrar da fúria de Deus, lançando-o ao mar. E isso nos mostrar, exatamente o que nos falta.
O caráter moldado pela ética cristã, que Jonas com tanta humildade nos mostra.
Jonas só não concordava com que Deus fosse tão benevolente com aqueles que se mostravam inimigos do Deus vivo. Jonas respeitava tanto a Deus, que odiava, por assim dizer, aos inimigos do altíssimo.
Então que percebamos, dois pontos que nos ensina Cristo nesta história.
Primeiro, amar a Deus sobre todas as coisas, acima de tudo e de todos, e em seguida que nos dediquemos a conhecer de fato a Deus e à Sua Santa e Sagrada Palavra, que é a que de fato nos libertará, porque está escrito, que:

“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente, sereis livres.” (Jo 8:36)

Porque:

“No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (Jo 1:1)

E além de tudo, sabemos que:

“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam.” (Hb 11:6)

(ap. Ely Silmar Vidal – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 010317 – Se você ora ao Senhor com a fé que lhe é devida, Ele te atende – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.elyvidal.com.br

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *