Regime Militar X Comunismo e suas controvérsias

Duas coisas devo ressaltar antes de começar:
Primeiro, que de fato não se consegue entender que pessoas que tenham 60 anos como eu, que viveram de fato os anos de 1964 a 1985, não reclamam de ter vivido e muito menos têm o que reclamar do referido período, enquanto vemos pessoas que dada a pouca idade não viveram, portanto não sabem do que falam, mas juram saber do peso que aquele regime representa.
E, segundo e finalmente, no tópico inicial, existe uma pergunta que não quer calar:
O que é que leva alguém a votar em um partido, cuja cúpula desse mesmo partido, está presa, ou quando não presa, pelo menos acusada de crimes de corrupção, crimes esses, que aliás são a raiz de todos os demais males.

Muito interessante observar que todos amamos nossos filhos e netos.
Todos, sem exceção, nos orgulhamos em ter nossos filhos e netos bem educados, caminhando naqueles passos que normalmente, fazemos à sociedade crer, que sejam os melhores passos, haja vista o fato de serem os passos que seguimos.
Interessante observar, que muitos dos que batem ferozmente ao peito com essa cantilena, é justamente aquele que furta no supermercado, ou burla esta ou aquela regra, fura uma fila, ignora os menos favorecidos em sinaleiros, enfim, um sem número de péssimos exemplos que imaginamos poder esconder aos olhos de nossos filhos.
É claro que não esconderemos, porque a criança, como sempre, muito atenta está e muito facilmente repetirá as passadas desses que são a eles os exemplos. E isto, como se pudessemos ficar somente aqui.
Mas não podemos não, vejam que votamos no cara que tem um plano de governo que muitas vezes nem conhecemos. Votamos nele porque é um vizinho, um conhecido, porque nos é simpático, ou porque é marido da fulana, ou irmã da sicrana, ou mesmo porque é a mãe de um amigo meu, ou o pai de uma amiga minha. E nem sequer percebemos que esse, a quem daremos nosso voto, é justamente um dos que apoiam, ainda que seja de forma discreta, mas apoia a ideologia de gênero por exemplo; ou mesmo tem ideias bastante discutíveis no que tange às drogas.
Vejam, o problema não é votar, o problema é votar em alguém que vai apoiar a agenda LGBT que está querendo entrar nas escolas com a lei da ideologia de gênero, que quer colocar um transexual para dar aulas aos teus filhos, sobrinhos e netos, e você nem se apercebe desse fato, apenas, porque não buscou saber com atenção em quem votar.
Portanto, vamos parar de hipocrisia, se você é cristão, é claro que não pode votar em quem defende ideologia de gênero, aborto, ou liberação de drogas. Isso é uma obviedade.
Portanto se quer ser honesto consigo e com seus filhos, ou com todos aqueles que de uma forma ou de outra dependem de você, ou te seguem, aprenda o que diz a palavra do Senhor:

“Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” (1 Jo 4:1)

Simples como andar para a frente.
E para seguir esta Palavra, não precisa nem mesmo ser cristão. Trata-se de um ensinamento filosófico.
Ora, você avalia sempre o que te é apresentado. Fazendo a prova, para ver se aquilo te poderá ser bom ou não. Se você está sendo convidado para trabalhar em uma empresa por exemplo, e a pessoa te oferece um valor acima do valor de mercado, é claro que a prudência, já te manda prestar atenção na oferta, porque, se a esmola é demais, é claro, que o santo deve desconfiar. Porque raios de motivo, alguém te ofereceria um salário acima da média, e especialmente a você.
Dá uma oba olhada no espelho, e veja se teus olhos estão encantadores além da medida, esse pode ser o motivo, pelo qual essa oferta te esteja sendo feita.
De minha parte eu diria. Não acho que eu seja isso tudo e portanto, não aceitaria tal convite à toa.

E se essa conversa ainda não foi boa o suficiente para te fazer entender os fatos, podemos prolongar um pouco mais.
Veja-se que uma pessoa estuda feito um louco, digamos para ser um bom cozinheiro.
Muito bem, ao término do curso, o cozinheiro, agora devidamente aprovado, em testes, e provas, etc…, pega seu canudo e muito contente sai da faculdade e corre para pegar um carro para trabalhar como UBER, porque agora, como um profissional da cozinha, devidamente preparado, ele provavelmente agora, está mais apto a ser um motorista de UBER. Lembrando por exemplo dos riscos a que se submete esse tal motorista.
Não estou dizendo que o cozinheiro não estaria sujeito a outros riscos. Sim está, ou estaria, no entanto, ao optar por estudar para ser engenheiro, ou dentista, ou advogado, ou mesmo cozinheiro, não foi para exercer seu ofício como motorista de UBER. Dessa forma, dá para entender o porquê tua opção política está equivocada.
Eu, ao longo dos meus sessenta anos de vida, já vi, médicos vindos de famílias extremamente pobres, já vi engenheiros saindo de famílias igualmente e extremamente pobres; enfim, já vi pobres que ralaram muito durante o dia, e dormiam em cima de cadernos e livros, e às vezes até mesmo nos bancos de escola de tão cansados estavam ao chegar às salas de aula. Mas venceram, foram produtivos e capazes.
Ganharam o pão de cada dia, na labuta diária, e ainda desafiaram o sistema e venceram, sem quotas, sem protecionismos, venceram. E depois, eu vi, muitos desses, que foram ao mercado de trabalho, antes vendiam pipoca, engraxavam sapatos, e depois de formados, foram exercer suas profissões.
Hoje, com todo o protecionismo que se faz, eu vejo o cara que vai estuda mal e porcamente, porque muitas vezes não sabe sequer escrever direito o próprio nome, mas ganha um “DIPROMA”, ou até mesmo um “DIPLOMA” verdadeiro, porém, não poderá jamais exercer a sua atividade, pelo fato de que o mercado não pode absorver o profissional, por inúmeros motivos, que poderíamos até citar, se não fosse a falta de tempo. E aí, bem, aí o fulano vai dirigir um UBER.
E vemos que essa façanha, só foi possível depois dessa versão equivocada do que hoje se pensa ser a política.

Não pensem que trata-se de alguma animosidade com relação aos políticos ou a isso que hoje se apresenta como política. Não, não é.
Eu particularmente, acho que a política é uma das mais nobres artes. E até me aproximo de Aristóteles que ousou dizer, que o homem é um animal político.
Ele coloca dessa forma e ainda nos indica que é na “polis” que esse animal teria atendida suas necessidades. Claro que não importa qual “polis”, que poderia ser a sua tribo, o seu bairro, a sua fazenda, na chácara, não importa, seria, no meu modo de ver, no convívio com os demais seres que pensam e vivem da mesma forma.
Ou seja, o convívio com os demais, gera as normas e regras que fazem o bem viver, já que temos a necessidade de viver em comunidade.
Lembrando que o viver em comunidade, começa quando um resolve conviver com outro, aí então se forma uma nova comunidade. Porém, se inserida em um contexto maior, então terá que estar adequada às regras do contexto maior.
Então, percebe-se que não sou um anarquista, aceito sim as regras e ouso dizer que elas são extremamente necessárias.
Bem, então começamos agora a avaliar o conjunto de regras para esta ou para aquela comunidade. Chegamos ao ponto hoje por exemplo do Brasil.
No período de 1964 a 1985, tivemos o surgimento do Milagre Brasileiro, a construção de inúmeras Usinas Hidrelétricas, que eu posso dizer que se não tivessem sido criadas naquela época, hoje teríamos apagões pelo Brasil inteiro.
Tivemos patamares interessantes na economia, quando saímos do 45º lugar em que estávamos por conta de nosso PIB (Produto Interno Bruto), e ao longo dos 21 anos que vivemos sob aquele regime, chegamos ao 7º PIB (Produto Interno Bruto) mundial.
Além disso, vimos logo após a posse de Castelo Branco, um País que tem restaurada a autoridade, e que vê a inflação ser reduzida por uma política sem um controle de preços, e além disso, o pleno emprego.
Foram também, criadas, ampliadas ou fortalecidas diversas empresas, como a NUCLEBRÁS – Empresas Nucleares Brasileiras S/A, uma empresa estatal a quem competia a pesquisa e a lavra de jazidas de minérios; também a EMBRATEL – Empresa Brasileira de Telecomunicações; a ELETROBRÁS –
Centrais Elétricas Brasileiras; TELEBRÁS – Telecomunicações Brasileiras; EMBRAER – Empresa Brasileira de Aeronáutica; EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; BACEN – Banco Central do Brasil.
E nessa linha ainda seguimos com um aumento na nossa rede asfáltica que viu-se ampliada de 3 mil para incríveis 45 mil quilômetros; também um acréscimo na produção da PETROBRÁS – Petróleo Brasileiro, que tem um salto de 75 mil para 750 mil barris por dia; e além disso, como tínhamos um aumento de nossas exportações, com índices vinte e cinco vezes maiores, fomos obrigados a ampliar, construindo novos portos e ferrovias; e nesse momento tivemos também a construção da ponte Rio-Niterói, das maiores usinas hidrelétricas do mundo. E nos vimos obrigados a buscar o estudo e a implementação do famoso “Pró-Álcool”, além de buscar integrar a nossa Amazônia.

Pois bem, mas eu não falei isso tudo para propagandear os atos e sucessos do Regime Militar que cuidaram de nosso País de 1964 a 1985, embora se assim o fosse, seria uma propaganda justa e honesta. Mas o meu objetivo foi apenas lembrar a todos:
Primeiro que nesses 33 anos de governo civil, estamos no pior momento de nossa economia,
No quesito educação ficamos em 35º lugar no ranking mundial, ganhando apenas do México. (conforme a Revista Veja de 02/2017)
Temos neste momento segundo números do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o indicativo de que os brasileiros que estão sem trabalhar e que nem mesmo estão a procurar emprego, já atinge a casa de 65 milhões de pessoas, sendo assim, este, o maior índice já registrado. Sem levar em conta que o número de trabalhadores com carteira assinada é o menor já registrado.
Mas para não parecermos ruins, peçamos aos interlocutores que nos apresentem as construções e obras dos últimos 33 anos.
Mas vemos que o mesmo grupo (esquerdistas em geral, porque todos mancomunados formam um mesmo pacote, segundo a teoria das tesouras), especialmente o que tomou o poder de assalto nos últimos 16 anos. Pois bem, todos sabemos e nem é preciso ser muito esperto para lembrar que: O PT “venceu” as eleições em 2002;
Depois, o PT “venceu” as eleições em 2006;
Depois disso, o PT “venceu” novamente as eleições em 2010;
E parece, que, para mal de todos os pecados, o PT “venceu” novamente em 2014;
Mas o absurdo dos absurdos, é que a cantilena deles é a de que, eles estão disputando as eleições, dizendo que precisam “vencer” agora em 2018, para consertar o País que está destruído. Mas que raios, quem foi que destruiu essa coisa, se somente eles governaram?

O problema é que a turma que come alfafa, não entende essa matemática básica.

Por isso, repito sempre o que o ilustre Augusto Cury fala e com tanta propriedade:

“A sociedade moderna, não apenas no Brasil, mas no mundo todo, está doente, formando pessoas doentes para um sistema doente.” (Augusto Cury)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (Oi)
(41) 99820-9599 (Tim)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 211018 – Regime Militar X Comunismo e suas controvérsias – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip #FalaPortal #MiottoéÓttimo #conipsi #cojae #dojae #ciepClubedeImprensa #bandeiradoBrasilnajanela

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.