Porque o povo é desarmado?

A hipocrisia é muito grande.
Vemos neste vídeo um Secretário de Segurança que fala a real na cara dos Deputados. “No Brasil, a pena de morte não é para os bandidos, é para o cidadão de bem.”
Discute-se neste País o quanto é triste a implantação da pena de morte, no entanto, o bandido quando pega sua vítima, ele se transforma para a vítima, no Delegado, Promotor, Juiz e ao mesmo tempo no Executor.
Quando o bandido escolhe a vítima, em muitos dos casos, ele decide se a vitima viverá ou morrerá, e para ele não há dúvida, e nem ao menos ele se pergunta se no País que ele, o bandido vive, tem ou não pena de morte. Mas ele opta, por matar ou deixar viver. Enquanto você opta, por deixar esse mesmo bandido viver.
O próprio bandido, quando chegam a ele e dizem que um outro determinado delinquente o roubou ou matou alguém a quem esse bandido ama, ele próprio, mata o outro, porque, como ele diz: “Em casa de malandro, vagabundo pede licença!”

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista e Jornalista – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 311017 – Porque o povo é desarmado? – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAEIntervençãoMilitar

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.