O ranço da velha política

Gilssarabarbosa Lima, mandou uma mensagem a 6 horas atrás, pedindo que denunciemos aqui os desmandos do governador Ricardo Vieira Coutinho.
Esse espécime, que promete estar em extinção no Brasil, por conta de ações que temos visto contrárias às oligarquias estabelecidas, parece vir causando um certo terror na Paraíba. Trata-se de um indivíduo que filiado ao PSB, já foi vereador em João Pessoa, deputado estadual em 2004 e depois em 2008, em 2010 teria sido eleito governador, e novamente em 2014 reeleito.
Como podemos observar, trata-se daquele espécime de há muito conhecido no Brasil, o político profissional, aquele que não usa a moita, mas que também não a desocupa a fim de que outro a possa usar de jeito algum.

– Em 26/03/2018, ele foi condenado pelo pleno do TRE por conduta vedada, após a exoneração e a nomeação de servidores comissionados durante a eleições de 2014.

Mas os escândalos parecem acontecer em profusão:
– Ele disse ter adquirido armas para a PM, porém, as mesmas parecem ter sido doadas pelo governo do Estado de São Paulo;

– A ANAPE, Associação Nacional de Procuradores, também insatisfeita com o desrespeito desse indivíduo para com a Justiça, recorreu ao Supremo, clamando por uma Intervenção Federal na Paraíba, uma vez que o governador reiteradamente recusa-se a cumprir decisões judiciais; Vemos aqui, mais um homem que está acima da Lei;
E pelo andar da carruagem, percebe-se que esse homem tem as costas bastante protegidas, pois mesmo esse pedido de intervenção tendo sido acatado, por conta de um recurso, ele seguiu desconhecendo e rejeitando os pareceres dos procuradores. Ou seja, ele é o dono da casa, manda, desmanda e ao que tudo indica, segue a tática do: “Manda quem pode, obedece quem tem juízo!”;

– Existe também o fato de parecer ter havido um dinheiro do JAMPA Digital, – um projeto, que foi desenvolvido de maneira pioneira pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e que dá acesso gratuito a Internet – financiando a campanha do príncipe herdeiro da monarquia Paraibana;

– Como farra pouca é bobagem, especialmente quando envolve pessoas com o perfil do Ricardo Coutinho,, além dos envolvimentos com Duda Mendonça entre outras 21 pessoas nesse assunto do Jampa Digital, ainda tem o caso do desrespeito para com os servidores públicos daquele estado, bem como à censura que ele exerce, de maneira nada discreta.
Ele conseguiu impedir a realização de ato público em favor do funcionalismo e contra a política do Estado em relação à categoria. A atitude inconteste de condução com mãos de ferro da coisa pública, merece ser, pelo menos, melhor averiguada, uma vez que existem atos contra os desmandos desse cara;
Como diz Victor Hugo, que atua como presidente do SINDIFISCO: “Não sabemos o que o governador tem contra o funcionalismo”;

– Bem, tudo poderia parecer, até mesmo teorias de conspiração e queixas inócuas para com uma administração que talvez, pudesse um dia vir a ser boa. Porém, primeiro percebe-se que a administração não promete muito de positivo, se é que promete alguma coisa, dado o caos que se estabeleceu naquele Estado e não é de hoje, onde impera a lei do mais forte;

– Para que não seja pensado haver apenas um prato quebrado ou coisas do gênero, o homem tem também o caso da propina, que teve sua história vazada na internet, através de um vídeo com depoimento do motorista. Esse fato ocorreu em 30/06/2011, quando numa noite durante uma blitz foi apreendido um veículo Fox, placa DYE-5922.
Nesse veículo foi encontrado R$ 81 mil reais e diversos documentos. Isso conduzia à revelação de um esquema de pagamentos de propinas, envolvendo o semi-deus Ricardo Coutinho;

– Ainda seguindo seu estilo “todo-poderoso”, o cacique promove uma espécie de carreata para a entrega de ambulâncias, e desta forma, afronta a lei, porque assim o fez, e em momento eleitoral, com a clara intenção eleitoreira;
Isto inclusive consta da Lei 9.504/1997, que em seu artigo 73, disserta acerca das “Condutas Vedadas aos Agentes Públicos em Campanhas Eleitorais”, onde consta ser vedado ao agente público o que possa ferir a igualdade nas disputas. Doações em períodos eleitorais é o principal, especialmente é claro no que tange a ambulâncias, que adoça o olho do eleitor e acaba por ser fartamente utilizado como uma espécie de moeda de troca em campanha, da mesma forma que os famosos benefícios transformados para a captação dos votos de cabresto;
Isso em muitas opiniões é sim, crime eleitoral, dê-se a isso, o nome que se queira dar;

– Bem, o herdeiro da monarquia ora instaurada na Paraíba, também gosta de carne em abundância, e por isso adquiriu em um só dia, 22 toneladas de carne de primeira, peixes raros, lagosta e camarão para sua Granja Santana no ano de 2011; E ao que consta, isso não aconteceu apenas uma única vez não; em 2012 repetiu a farra e adquiriu novamente de uma única vez e de uma única empresa, 22 toneladas de carne, frango e salsicha;

– Mas absurdos parece ser o forte do menino levado, que comprou também duas mil latas de farinha láctea e quase uma tonelada de leite em pó. Bem, todos sabemos que ninguém cheira leite em pó e muito menos farinha láctea, por isso a aquisição chama mais ainda a atenção;

– Também é citado no propinoduto, afora a denúncia da procuradoria da ilegalidade na compra do helicóptero, uma vez que essa aquisição que necessitava do “pode” da Procuradoria, a mesma não abonou a referida aquisição;

– A conduta estilosa do governador Ricardo Coutinho, parece seguir as mesmas de seus pares esquerdopatas, que gostam de mandar, esbanjar e não ser questionados por quem quer que seja.

– Vêm-se também isenção de algo aproximado a R$ 5 bilhões de reais, de isenção, às empresas que fizeram doações para a campanha de Ricardo Coutinho;

Desta forma, nos sentimos à vontade para denunciar o Ricardo Coutinho de forma tão clara, uma vez que o mesmo tem ainda outras coisas que o desabonam no cenário administrativo brasileiro.

– E como podemos observar o Exército está de olho na Paraíba, e por conta disso faz uma varredura, vez por outra em empresas ligadas ao comércio de armas, munições e explosivos.
A Operação “Alta Pressão VII” deve estar fiscalizando em torno de 17 empresas pelo Exército.
É claro que essa operação não tem por alvo apenas a Paraíba, mas percebe-se que o Ricardo Coutinho, deve ter muita satisfação por ver o Estado que ele administra como um dos alvos, pela longa lista que apresentamos, de suas peripécias.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (Oi)
(41) 99820-9599 (Tim)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 171018 – O ranço da velha política – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.