O que prepara a Esquerda para o governo que se anuncia?

Este é o Brasil que nós queremos. Um Brasil que tem seus valores muito bem estabelecidos e que luta por eles, doa a quem doer.
Que os patriotas estejam a postos, pois está chegando a hora, e a onça, que já está bebendo água, está convidando a que a cobra saia para fumar..
Como eu costumo dizer, muito pior que deparar-se com a onça a beber água, é perceber que à sua frente está uma cobra fumando.

Joyce Hasselmann recebeu uma cabeça de porco, uma peruca loira e um bilhete, que diz: judia porca, vai sofrer e depois vai morrer;

Flávio Dyno, governador do Maranhão, resolve entrar em uma queda de braço com o Governo Federal, pois demitiu, conforme corre à boca miúda, somente hoje através de uma canetada, vários médicos e parece pretender contratar, à revelia do Governo Federal, os médicos do programa “Mais Médicos” de Cuba;

E um áudio que fala de um avião que caiu; cai em São Paulo um monomotor Cessna C-210, esse acidente ocasiona a morte de 2 pessoas e outros 12 feridos;

Além disso, circula, o que eu soube pelo Neumanne, que estão programando algumas leis, espécies de bombas, no sentido de impedir que o governo de Bolsonaro, possa transcorrer de forma normal e natural, por exemplo, como eles sabem que ele quer privatizar algumas instituições, então terá que haver uma lei para cada nova privatização que se queira fazer.

Entendemos isso, como sendo uma das artimanhas para um boicote ao Governo Bolsonaro, uma verdadeira “Caixa de Pandora”, que estão preparando para o Bolsonaro e sua equipe.

E segundo: Theodore Dalrymple, “Eles não gostam da meritocracia, porque o fracasso também é merecido”. Desta forma, começamos a entender porque comunistas e socialistas são inimigos dos Direitos Humanos e da Liberdade.

Nesta publicação de 23/06/2017, podemos entender melhor isso.

“(Em defesa do preconceito: a necessidade de se ter idéias preconcebidas), que diz que o individualismo radical conduz ao autoritarismo. E não é isso mesmo? O mero desejo de satisfazer o ego vira direito por força do Estado, que, sem intermediários morais entre este e o indivíduo, passa a centralizar todos os mandos e desmandos, naquilo que se sabe permitir a liberdade privada ou as liberdades públicas: “Não há lei contra isso, contra aquilo, então, o que não é proibido é permitido“. Os agentes do Estado passam a inflar como agentes humanitários do bem, na condição de messiânicos salvadores. E tudo passa a ser regulado apenas por ela, pela lei. O único governador do indivíduo. Esquece-se a natureza humana e a Lei do Certo e do Errado, nossa lei moral.

Ora, a filosofia que desafie os costumes já consagrados pela história e pela experiência humana, ataque a tradição, os preconceitos (entendidos como princípios anteriores) e a hierarquia humana natural sempre tem que partir de algum lugar e esse lugar será sempre o já conservado. Não existe um a priori quando se fala em desnaturar, violar nossa lei moral. Existe sim a substituição de um preconceito por outro, na melhor ou na pior forma. Melhorando ou destruindo. O problema é que esses tais preconceitos individuais substituidores do já conservado, bem verdade, não são autênticos preconceitos que partem do indivíduo como ente natural. O ego superabunda, o eu é supervalorizado, sendo certo que a consequência disso é se perpetuar costumes que não devem ser costumes, costumes que não passam pelo crivo moral do bem viver e do viver melhor, já que partido de um indivíduo antinatural.

Citando Dalrymple, Le client est roi, ou seja, O CLIENTE É O REI. Entre num supermercados e veja o exemplo citado pelo psiquiatra frente a frente. Pessoas comprando quase que sem critérios de escolha e sem ver data de validade dos produtos. Se der problema no produto mal vistoriado, isso gerará outro problema, o de encontrar alguém que o ajude.

O viver sem um ordenamento moral diverso do arcabouço legislativo do Estado conduz ao autoritarismo, por certo. Veja-se o caso da ONU, que legisla para o mundo todo sem saber as particularidades de cada local, sem saber o que cada um tem de necessidade e quer valorizar. Pense, também, aqui no Brasil, no Ministro Luis Roberto Barroso, que acabou de decidir e está tentando perpetuar um costume antinatural, liberando, por uma simples assinatura com caneta esferográfica, ideologia de gênero nas escolas infantis, sob o argumento de inconstitucionalidade, preconceito e estigmas.

Será que devemos culpar os juízes por agirem assim, de uma forma centralizada? Para Dalrymple a resposta é negativa. Porque passa a não existir autoridade moral diversa da lei, do Estado, e o juiz é obrigado a aplicar a lei. Não tem outra saída. E vira até mesmo um vício. O poder normativo, ele mesmo, vira um vício nas mãos de quem tem a caneta pesada do “progresso” e da evolução cujo embrião é o socialismo e cujo destinatário é… o indivíduo? Não, uma pessoa, ou melhor, algo, um ser, estranho, sem cara e sem cabeça, sem sentimentos morais, sem reflexo e sem pensamento: a humanidade!

O comunismo e o socialismo são adversários dos direitos humanos e das liberdades humanas.”

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 301118 – O que prepara a Esquerda para o governo que se anuncia? – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE @elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip #FalaPortal #MiottoéÓttimo #conipsi #cojae #dojae #ciepClubedeImprensa #bandeiradoBrasilnajanela

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.