O legado de Cazuza

Em 1988 Cazuza, faria sucesso com a música “Ideologia”, onde ele dizia:
“Meus heróis morreram de overdose…”
Aquilo pode ser interpretado hoje, sob os signos da história, com um paralelismo interessante, porque vemos que hoje, muitos dirão:
“Meus heróis estão todos na cadeia, por sérios e complicados desvios comportamentais, provocados pelo uso excessivo de de tudo quanto é tipo de droga:
A droga do poder;
A droga do sexo entre pessoas do mesmo sexo, e de forma tresloucada;
A droga da vadiagem, porque a maioria nunca trabalhou sério na vida;
A droga da excessiva auto-confiança, e do afastamento da força superior que a todo momento e por todos, deve ser sempre lembrada e reverenciada;
E por aí vai…
Como facilmente podemos saber ao analisar um pouco da história do homem, “Assim caminha a humanidade!”; não exatamente da forma cantada por Lulu Santos, ou mesmo, da forma contada no filme de 1956 magistralmente interpretado por Rock Hudson e Elizabeth Taylor, mas pelo vislumbre deixado por Friedrich Nietzsche, em “Ecce homo”, quando de sua possível análise da vida de Cristo, apoderando-se justamente da frase com que Pôncio Pilatos apresenta Jesus aos judeus.
Onde vemos a propriedade com que Nietzsche nos mostra o quanto a vida é cíclica e portanto tudo se repete, e a importância de observar o mundo à sua volta na construção do seu Eu pelos caminhos que se descortinam à sua frente.

(ap. Ely Silmar Vidal – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 070917 – O legado de Cazuza – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *