O desconforto é grande, mas não podemos calar

A mídia desconcertada busca conhecer o que se desenha como o desenho de um Brasil que não houve, e que busca desesperadamente tirar o pescoço fora da água.
Senão todos, pelo menos a grande maioria dos profissionais de rádio, jornal e televisão, foram pegos totalmente desprevenidos, pois ninguém imaginava que um homem com a postura do Bolsonaro, sem o apoio dessa mesma mídia, e sem nem mesmo condição financeira, poderia sonhar sequer algum dia chegar ao poder em qualquer lugar do mundo, ainda mais em um País, como o Brasil, de proporções próximas às continentais.

A capital brasileira é agora a sede de uma equipe de transição se preparando para o governo.
A CG-TN teve a oportunidade de falar com o vice-presidente eleito, ele é um ex-general para explorar quais mudanças podem ser iminentes sob a presidência de Bolsonaro. Eu perguntei a ele

Entrevistador: Você é um ex-general um dos postos mais altos do Exército Brasileiro.
Muitos militares estão indo para este governo, muitos foram eleitos para o novo congresso, as pessoas estão um pouco preocupadas, isso pode ser uma forma de estar voltando no tempo para um governo militar.

Mourão: Somos militares, temos princípios, temos valores e a população estava procurando por isso. É porque muitos militares foram eleitos no Congresso, nosso caso, Bolsonaro e eu, fomos eleitos por cidadãos do Brasil.
Ok, nós viemos de militares, mas Bolsonaro é um político, nos últimos 30 anos, eu acho que ele é mais político do que um militar.

Entrevistador: Mas ele tem dado muito a impressão de que é o Exército que pode colocar esta casa em ordem.

Mourão: Nenhum país pode viver sem ordem, sem autoridade. É óbvio que a ordem e a autoridade tem que estar juntas com a lei. Nada fora da Lei. Nada fora da Constituição e o que aconteceu aqui no Brasil é que a aplicação da lei foi muito branda, precisamos ser mais rígidos.

Entrevistador: O Brasil ainda está no meio da maior investigação de corrupção política que esse país já viu. E uma das decisões controversas que o Sr. Bolsonaro tomou foi nomear o juiz que supervisionou essa investigação como seu ministro da justiça.
O vice-presidente eleito disse que a nomeação não é sobre o fechamento do inquérito, ele mostra como tem determinado seu governo será contra a corrupção.

Mourão: Ele é sempre um alerta sério para o Brasil como todo combate à corrupção será interminável. Não podemos permitir a corrupção. Não podemos manter a corrupção. Ela é uma doença que o Brasil tem e por isso temos que tratar isso como doença. Nós temos que tentar parar com isso para sempre.

Entrevistador: Eu acho que dos 37 presidentes do Brasil, oito foram vice-presidentes. Agora eu não vou te perguntar se você quer ser presidente, mas você deve ter ponderado a possibilidade de que através da circunstância ou de qualquer outra possibilidade realmente há uma chance que você possa se tornar presidente, o que você acha?

Mourão: É claro que no momento que você foi eleito como vice-presidente, você pode em algum momento ser o presidente mas eu não estou pensando nisso, eu desejo o Sr. Bolsonaro porque eu acredito em seus ideais, eu acredito em seu projeto e estou junto com ele. Nós o vemos como um irmão siamês é assim que eu me comporto.”

Bem, tirei da entrevista o que de fato me chamou a atenção e trouxe ao conhecimento de vocês, por achar que isto faz toda a diferença.
Espero que possamos ainda de fato vir a festejar essa “eleição que não houve”, como tendo sido algo que de uma forma ou de outra, possa vir a ter reconduzido o País aos rumos do crescimento, que é hoje o que tanto ansiamos.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 251118 – O desconforto é grande, mas não podemos calar – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE @elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip #FalaPortal #MiottoéÓttimo #conipsi #cojae #dojae #ciepClubedeImprensa #bandeiradoBrasilnajanela

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.