Não se julga um livro pela capa

“Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.” (Jo 7:24)

Um menino de rua, de 12 anos, entrou numa sorveteria, sentou-se em uma mesa e perguntou para a garçonete que passava:
– Quanto custa um sorvete?
– 3,00 – respondeu a moça.
O menino tirou algumas moedas do bolso e começou a contá-las bem
devagar para não errar. Ele havia passado a manhã toda catando latinhas
e tinha apurado aquele dinheiro:
– Quanto custa o picolé mais barato?
A essa altura, já havia mais pessoas esperando para serem atendidas, e a
garçonete estava perdendo a paciência.
– 2,00 – respondeu ela, de maneira brusca.
O menino, mais uma vez, contou as moedas e disse:
– Eu vou querer, então, o picolé de 2,00.
Após alguns minutos, a garçonete trouxe o picolé e a conta, colocou-os na mesa e foi atender outros clientes.
O menino terminou o picolé, pagou a conta no caixa e saiu.
Quando a garçonete voltou para limpar a mesa, sentiu uma dor profunda no peito e começou a chorar. Na mesa, o garoto havia deixado 1,00 todo de moedas. Ele havia escrito em um guardanapo: – Esta gorjeta é para a senhora. É pouco, mas é de coração. DEUS te abençoe!
Com isso, ela percebeu que o menino tinha pedido o picolé mais barato para que sobrasse uma gorjeta para ela. Mesmo ela tendo sido ríspida com o garoto!
Quantas vezes temos a oportunidade de abençoar alguém, sacrificando apenas uma parte do que temos e não o fazemos?
Quantas vezes julgamos as pessoas pela aparência, e não pelo seu coração? (autor desconhecido)

“Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia.” (1 Co 10:12)

O aspecto exterior não reflete os dons e a graça do Espírito Santo de Deus que podem estar sobre a pessoa que encontramos.
Muitas vezes, encontramos pessoas que suas vestimentas, e mesmo aparência visual, não nos comunica o verdadeiro intento de seus corações; tanto para o bem, quanto para o mal. Haja vista o fato de um ladrão, bandido ou assassino, não trazer escrito em sua testa o que de fato traz em suas bagagens. Por esse motivo somos frequentemente enganados ao eleger pessoas que nos acompanharão em nossas jornadas.
Mas, deixa dito o Senhor, não julgue a aparência, senão os atos das pessoas que de ti se aproximam. Cada um dá, daquilo que abunda em seu coração, e muitas vezes, algumas pessoas, como o caso do menino do texto, deixam de fazer coisas que lhe seriam agradáveis, para te ver mais feliz e menos preocupado com as coisas deste mundo.
Que Deus abençoe a ti, tua casa, bem como à obra de tuas mãos, hoje e sempre, amém e amém!

(ap. Ely Silmar Vidal – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 130417 – Não se julga um livro pela capa – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.elyvidal.com.br

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *