Ideologia de Gênero, a Farsa

O intuito é tirar a família de circulação e dessa forma impor uma nova condição de vida, onde o ser homem ou mulher hétero, passa a ser crime, porquanto inibe aos que têm uma ideologia distinta daquilo como foram gerados. Portanto, ser homem, não! Ser mulher, também não!
O objetivo dos que defendem essa ideologia é fazer com que todos sejam tudo e em todo tempo, a fim de que esteja implantada a bagunça generalizada na mente do ser humano, e dessa forma, você deixa de ter o seu valor, pois, se você não tem uma identidade, você não serve para absolutamente nada.
Neste vídeo, vemos o Professor Felipe Nery, que é presidente do Observatório de Biopolítica, nos mostra de forma bastante didática e clara as consequências dessa tal ideologia de gênero, e nos mostra que isso é uma organização em busca da destruição dos valores judaico-cristãos, e assim conseguir a implantação de uma nova sociedade, onde os valores seriam implantados pelo aqui e agora.
A ideologia de gênero já está sendo implantada, ainda que contrária à vontade da maioria.
Vamos lutar e bater de frente contra esses canalhas, pois já sabemos onde eles querem chegar.

(ap. Ely Silmar Vidal – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 300917 – Ideologia de Gênero, a Farsa – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *