General Leônidas e a guerra das palavras:
Quem começa uma guerra, não pode temer a morte.
Guerra não tem nada de bonito, a não ser a vitória.
A miserável condição humana, leva a fazer as coisas mais criticáveis. Aquilo era guerra, começada por eles.
O soldado é um cidadão de uniforme, com o exercício cívico da violência. Ele atribui a mim? Deixa-o atribuir a mim se lhe faz bem.

(General Leônidas Pires Gonçalves – ex-ministro do Exército, tendo sido também Chefe do Estado Maior do Primeiro Exército, nesta função cabia-lhe a direção do DOI-CODI – Destacamento de Operações de Informações do Centro de Operações de Defesa Interna, concede aqui uma entrevista ao jornalista Geneton Moraes Neto em 03/04/2010 para o Dossiê GloboNews)

(ap. Ely Silmar Vidal – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 220417 – General discute o Regime Militar – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

Tags: