Ele pode, deve morrer?

O papel de um homem deve ser cumprido à risca para o bem de seu País e para o bem das futuras gerações.
Estamos vivendo momentos de terror, porque o que manda no Brasil é uma força tenebrosa, oculta apenas pelos altos cargos do governo.
Devemos lembrar, que ninguém que pense por um Brasil melhor, pode querer neste momento eleições, sem que haja antes, a limpeza geral da nação.
É por conta dessa sujeira toda que nossos filhos e filhas, netos e netas, estão tombando no meio da rua, vitimados pela maldade dessas quadrilhas criminosas que atuam de forma desavergonhada no País de Norte a Sul, de Leste a Oeste.
O que você acha, este ou aquele, pode, ou deve morrer? Porque este pode, e aquele não? Acaso, este que que você acha não poder, é melhor que aquele que você acaba de trocar?
Não esqueça da história de Barrabás, foi exatamente assim, alguém queria sangue, e naquele momento, resolveram satisfazer a sede de sangue da caterva, e deram-lhe a beber, o sangue de Cristo.
Que Deus tenha piedade de nós e de nossas vidas e que nos ajude a decidir melhor.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 240318 – Ele pode, deve morrer? – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.