E vivas ao Estado de Exceção I

Uma quadrilha de “homens de bem”, ou homens de bens, um deles é o “SUPREMO”, a figurinha que em uma aula magna, ensina a surrupiar processos das mãos de juízes. Isso não depende de expertise, basta ser mau caráter, à altura do caráter do Presidente da Suprema Corte.

Olha que vejo como positiva a atitude do STF frente aos últimos acontecimentos, e com a consequente censura expedida pela caneta poderosa, ferramenta “suprema” do “SUPREMO” Alexandre de Moraes.
Para quem não lembra direito, Alexandre de Moraes, é aquele ser que flana acima da maioria dos mortais e que entra aeroporto adentro, dando carteiraços e que ao desvencilhar-se desse episódio, agora, mostra-se submisso ao Excelentíssimo Ministro Presidente do STF José Antonio Dias Toffoli.

Gostaria sinceramente de ver algum “Power Point” ligando os “SUPREMOS”. Tenho certeza que muito me divertiria ao ver a relação entre eles escancarada para a opinião pública.

Bem, mas eu dizia, que achei positiva a atitude deles. Porque?
Primeiro porque precisavamos sim de algum paspalho que ousasse relembrar ao Brasil, o que de fato é o viver em um “Estado de Exceção”.
Isso por si só, já mostrou-se uma magnífica arma contra o feiticeiro, pois ao condenar dessa forma o site “O Antagonista”, bem como à “Revista Crusoé”, eles, os “SUPREMOS”, por esse alarde, deram à matéria e ao assunto, a divulgação necessária. Ou seja, no momento que Alexandre de Moraes “O Dono da Carteira Poderosa”, manda retirar a matéria do ar e tudo o que a ela se refira, ele mostra ao povo brasileiro, que onde há fumaça, pode sim haver fogo. E isso, acende no povo a lâmpada vermelha que é o sinal de alarme.

Além disso, ao tomar todas as atitudes que tomou, Alexandre de Moraes” “O Dono da Carteira Super Poderosa”, também leva toda a classe jornalística a unir-se pelo que há de mais sagrado ao trabalho da imprensa. A liberdade, bem como o rechaço à censura, seja ela qual for.
Ainda que na imprensa, não sejamos todos amigos, mas uma coisa é certa, no quesito “Liberdade de opinião, de manifestação e de Imprensa”, que é inegociável, todos são unânimes: Aceitamos tudo, menos isso.

E quando se diz aceitamos tudo, é claro que inúmeros não deixarão de lembrar, dos números vergonhosos, do estilo de censura que era praticado a poucos dias atrás pelos governos antecedentes:

Lista de Blogs pagos pelo Governo Dilma
“- Brasil 247 – R$ 2,1 milhões;
– DCM (Diário do Centro do Mundo) – R$ 1,11 milhão;
– Carta Maior (site) – R$ 921 mil;
– Fórum – R$ 921 mil;
– Paulo Henrique Amorim – R$ 865 mil;
– Ópera Mundi (Breno Altman) – R$ 83 mil;
– Luís Nassif (além do contrato com a EBC) – R$ 814 mil;
– Carta Capital (site) – R$ 664 mil;
– Sidney Rezende – R$ 409,5 mil;
– CGM – R$ 359 mil;
– Pragmatismo Político – R$ 219 mil;
– Blog do Esmael – R$ 169 mil;
– Viomundo (L C Azenha) – R$ 166 mil;
– O Cafezinho – R$ 124 mil;” (Fonte: “O Antagonista”)

Muito interessante e apropriado citar que o documento que liga Toffoli à alcunha criada por Marcelo Odebrecht: “Amigo do Amigo do meu pai”, foi estranhamente retirado dos autos. Justamente o documento, onde Marcelo explica essa situação é retirado dos autos.
Isto faz-nos lembrar uma situação de um vídeo em que Dias Toffoli ensina em uma aula magna, como um de seus amigos, – o Wladimir, ou o Wladi, como ele carinhosamente o denomina em seu vídeo -, conseguiu resolver uma situação, com apenas o desaparecimento do processo. Estranho e casual, não acham?
Agora, estranhamente, vê-se retirado de um processo uma nota processual de extrema importância. Tão importante, que essa nota processual incrimina, ninguém menos que o ministro presidente do STF Supremo Tribunal Federal.
E quando muitos me ouvem dizer que a nossa Suprema Corte se transformou em um bordel, querem me recriminar.

Segundo se sabe, estas foram as últimas palavras de Alexandre de Moraes nos autos, creio que devemos ter isto tudo em mente, e no dia de suas exéquias, que o povo brasileiro não esqueça da façanha e coloque isto sobre sua lápide, a fim de que as futuras gerações saibam o que faz uma caneta nas mãos de um “SUPREMO” idiota:

“Determino que o site “O Antagonista” e a revista “Crusoé” retirem, imediatamente, dos respectivos ambientes virtuais a matéria intitulada “O amigo do amigo de meu pai” e todas as postagens subsequentes que tratem sobre o assunto, sob pena de multa diária de R$ 100.000,00 (cem mil reais), cujo prazo será contado a partir da intimação dos responsáveis. A Polícia Federal deverá intimar os responsáveis pelo site “O Antagonista” e pela Revista “Crusoé” para que prestem depoimentos no prazo de 72 horas”.

O Ministro, que encontra-se como relator do inquérito que vai apurar esse fato, é Alexandre de Moraes, aquele que tem a “Carteira Super Poderosa”, capaz de fazê-lo sentir-se acima da Lei e das autoridades, pelo menos quando entra em aeroporto. Alexandre de Moraes por estar ligado a inquéritos abertos que se destina a apurar notícias fraudulentas que possam ferir a honra dos integrantes da Corte, por esse motivo, acabou por decidir sobre a questão.
Dessa forma é que esse indivíduo superior, estipula a multa de R$ 100 mil por dia, caso não sejam tiradas todas as notícias que relatam “O Amigo do Amigo do Meu Pai”, do ar. E ainda, segundo ele, determinou que a Polícia Federal ouvisse os responsáveis pelos sites: “O Antagonista” e da Revista “Crusoé”.
Alexandre de Moraes, teria ficado mais bonito que determinasse à Polícia Federal, que primeiro ouvisse, na qualidade de depoente e não como ministro, o cidadão José Antonio Dias Toffoli, e que investigassem porque foi tirado dos autos do processo, um documento de tão grande importância, como o que foi tirado.
Consta que na quinta dia 11 a mídia já nos informava sobre a juntada de documentos, por parte de Marcelo Odebrecht, em um dos processos que corre contra ele na Justiça Federal em Curitiba – Pr. Nesse documento juntado aos autos Marcelo dava conta de que uma pessoa que se utilizava do codinome “amigo do amigo do meu pai”, era tão somente o ministro, hoje presidente do Supremo Tribunal Federal, José Antonio Dias Toffoli, que à época era o advogado-geral da união. Naturalmente que havia outros elementos que descreviam melhor essa situação.

Existe um fato que fica bastante relevante e comprova que existe uma mentira e que não partiu da mídia, a própria TV Globo confirmou que o documento citado pelo site “O Antagonista” de fato foi anexado aos autos da Lava Jato no dia 09/04/19 e que o conteúdo é o que a Revista Cruzoé descreve.
De alguma forma, bastante suspeita, o documento não chegou à Procuradoria Geral da República.
E ao verificarem, no dia 15/04, a própria TV Globo, nos comunica que o documento não mais consta dos autos.
Lembrando que no dia 12/04 o Dr. Luiz Antonio Bonat, intimou a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, a fim de que se manifestassem. Porém, ficou constatado que no mesmo 12/04 o documento misteriosamente foi retirado do processo.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 99820-9599 (TIM)
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 150419 – E vivas ao Estado de Exceção I – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.