É urgente, o Brasil definha

O que estão fazendo com essas crianças, na qualidade de “sem-terrinha”, é algo criminoso, algo que verdadeiramente beira a criminalidade, contra aqueles que não vão poder se defender, contra aqueles que não têm a menor condição de se defender.

Editorial do Jornal Brasil de Fato PR – As tragédias no meio das políticas trágicas “Nada deve parecer natural” – (sic – Bertolt Brecht)

“O ano de 2019 tem sido marcado por trapalhadas diárias do governo Bolsonaro e também por tragédias que não podem ser chamadas de acidentes ou desastres naturais, isso porque tiveram responsáveis por elas – empresas e governos.
O desabamento da barragem de Brumadinho que deixou 165 vítimas fatais até o momento e 160 desaparecidos, mostra a falta de medidas do governo de maior controle sobre os rumos da mineradora Vale.
Mas a equipe econômica anunciou que o governo quer “reprivatizar” a empresa, como empresa já não fosse privada e preocupada apenas com os lucros.
Ao lado disso, a morte de dez jogadores da base do Flamengo é o símbolo da falta de políticas públicas para os jovens.
Neste contexto, a morte do jornalista Ricardo Boechat aumenta a sensação de que o país pouco a pouco definha, à medida em que perde sua capacidade econômica, sua democracia, seus direitos sociais, suas melhores vozes. O momento de crise é sensível para as pessoas, marca as conversas nas ruas e traz uma sensação de angústia para a maioria do povo brasileiro.
Infelizmente as medidas do governo Bolsonaro acentuam ainda mais a crise. Cabe à sociedade brasileira se mobilizar por outro projeto de país, em que predomine a democracia, os espaços públicos e os direitos do povo trabalhador. É urgente.”

Pois então como dito acima, esse é o editorial do Jornal Brasil de Fato PR, – edição nº 111 – do período de 14 a 20 de fevereiro de 2019.

Tudo o que está escrito nesse editorial, lembra à sociedade quem é que vinha trazendo as trapalhadas para o campo do “acidental”, e mesmo dos “desastres naturais”, que foi justamente o governo que deixou o Palácio do Planalto em 31 de dezembro de 2018.
A partir de 01 de janeiro de 2019, entra um novo time sob a liderança de um novo “técnico” e esse novo time, a partir de agora, começa a tomar as atitudes a favor da população.
Lembrem, o Jair Bolsonaro, não editou o decreto que esse relator desse editorial, tenta jogar no colo de Bolsonaro. Quem criou esse decreto e deu a liberdade para matar, porque tudo seria “acidente ou desastre natural” para os gurus da esquerdopatia antes dominante no Brasil.
A doutrina ideológica faz com que esses dementes de plantão, pensem que pensam e saem vomitando suas asneiras de forma irresponsável, repetindo a cantilena marxista: “xingue-os do que você é!” “acuse-os do que você faz!”

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 99820-9599 (TIM)
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 200219 – É urgente, o Brasil definha – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.