Convenção COJAE e o Pluralismo Religioso

Paz queridos… O povo cristão tem obrigação de bom convívio entre os irmãos e o pluralismo religioso implica exatamente nisso: defender um ponto de conversação e convivências de forma saudável entre os diferentes pontos de vista.
Não preciso concordar com suas práticas, mas preciso entender que, cada um tem o seu direito à livre expressão e à livre escolha, daquilo a que quer seguir.
Isso inclusive faz parte do que nos diz a Sagrada Palavra:

“Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.” (Js 24:15)

Ou como nos confirma:

“Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente. Tomara que foras frio ou quente!
Assim, porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.” (Ap 3:15-16)

Vemos confirmado pelo Verbo, pelo que é o Sim e o Amém, que todo homem deve buscar um lado de que ficar e defender, porém, analisando firmemente, vemos a necessidade de um convívio saudável, mesmo com os diferentes.
Lembrando que não vivemos mais sob as leis de Talião, ou o código de Hamurabi.
Hoje vivemos sob um regime “democrático” (e o coloquei entre aspas, justamente pelo fato de esse regime ser falso), e notamos que sob esse regime democrático, estamos sendo perseguidos por fundamentalistas de outras formas de conduta, e vemos todos os nossos códigos e valores sendo destruídos, com o objetivo claro, da instauração do reinado de satanás.
Mas não devemos esquecer, que nós mesmos, em muitos momentos exercemos esse mesmo fundamentalismo, com irmãos muito próximos, apenas porque pertencem a outras denominações.
Não igorar a total falta de cabimento do pluralismo, com o “inclusivismo”, que dá um certo ar de que nenhuma religião é a certa, ou que todas as religiões levam à verdade. Posto que não é porque em uma religião os fiéis estejam esperando pelo Messias que eles não estejam seguindo os ensinamentos de Jesus Cristo, ou seja, que não possuam verdades e valores verdadeiros.
Não confundir jamais, pluralismo, com ecumenismo, ou mesmo sincretismo, o que são coisas totalmente diferentes.
Sendo então o que penso acerca do assunto, segue aqui um breve esclarecimento, para que não pairem dúvidas.

(ely silmar vidal – skype: siscompar – fones: DDD (041) (TIM) 9820-9599 – (CLARO e Whatsapp) 9821-2381 – (VIVO) 9109-8374 – (OI) 8514-8333 – mensagem 250816 – Convenção COJAE e o Pluralismo Religioso – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.elyvidal.com.br

#Cojae #Conipsi #Dojae #RádioEvangélica #PortalDaRádio #SantoDosSantos #InstitutoIESS #IgrejaEvangélicaSantoDosSantos

ps: – Caso queira conhecer um pouco acerca do trabalho sobre o qual o Senhor me pôs por despenseiro, visite:
www.elyvidal.com.br – (meu site pessoal)
www.cojae.com.br – (site da convenção COJAE da qual sou presidente)

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *