Como Singapura livrou-se da pobreza

Há dez anos atrás existiam 500 mil presos, hoje restam apenas 50 mil. Todos os criminosos confessos e provados foram fuzilados.
Toda figura pública corrupta, policiais, políticos, militares, foram fuzilados. Os empresários ladrões foram fuzilados, ou fugiram às pressas do país.
Os drogados que dormiam pelas ruas, fugiram do país, via Malásia, para evitar que ao serem pegos, fossem condenados a trabalhos forçados, ou fuzilados.
E hoje existe uma nova Singapura, um País, dos mais seguros e desenvolvidos do mundo, para se viver.
Mais seguro que os Estados Unidos, Grã Bretanha, Arábia Saudita, Espanha ou Israel.
Eis aí uma condição de se colocar um país nos trilhos, ou deixá-lo ao sabor do vento, como está o Brasil. O que você prefere?
Quer continuar a achar que criminosos são coitadinhos?
Você é quem sabe. – (ap. Ely Silmar Vidal – WhatsApp 41-99821-2381 –
teólogo, psicanalista, jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa – parte do texto extraído do próprio vídeo)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 160118 – Como Singapura livrou-se da pobreza – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *