Casal alvo de cusparada de Zé de Abreu responde por carta: ato incompatível com a civilização

O programa do Faustão deste domingo leu uma breve carta do casal que foi alvo de cusparada do ator Zé de Abreu, o mesmo que, segundo Ancelmo Gois, emocionou o ex-presidente Lula com seu “choro” no último domingo, no mesmo programa do Faustão, ao bancar a vítima depois de escarrar numa mulher. Abaixo, a carta que foi lida durante o programa ontem:
“Como amplamente divulgado pelas redes sociais e pela mídia, os jovens Ana Cláudia, publicitária, e Tiago, advogado, ambos de 25 anos, namorados, estavam jantando em um restaurante japonês na zona sul de São Paulo, na noite de sexta-feira, 22 de abril, quando foram covardemente agredidos com palavras e atitudes pelo ator José de Abreu. A partir de então, ambos vêm recebendo insistentes convites para entrevistas de diferentes veículos de comunicação. Contudo, o jovem casal, para manter a própria privacidade e a de suas respectivas famílias, decidiu manifestar-se exclusivamente por meio desta nota. Os dois querem virar definitivamente a página deste lamentável episódio, provavelmente resultado de um momento de descontrole do senhor José de Abreu. Nada naquela ocasião, nem mesmo eventuais comentários que viessem de encontro às convicções político-ideológicas do ator, justificaria ou autorizaria a atitude repugnante deste senhor. Trata-se de ato incompatível com a civilização do século XXI, com o agravante de ter sido praticado por uma figura pública, nacionalmente conhecida, de quem se espera exemplo. Para Ana Cláudia e Tiago, que integram uma nova geração de brasileiros e que acreditam no futuro do País, o Brasil precisa retomar o espírito ordeiro, pacífico e honesto de nossa sociedade.“
A postura do casal merece aplausos. Enquanto o ator petista usou preciosos minutos de um programa com audiência nacional para se vitimizar, mentir, fazer proselitismo ideológico e propaganda partidária, o casal respondeu por meio de uma simples carta discreta, em que deixa registrado o repúdio ao ato tosco do ator, ao mesmo tempo em que pede um país mais civilizado, ordeiro, pacífico e, claro, honesto, o que é incompatível com o PT e seus defensores.
Zé de Abreu gosta de bancar a vítima e fala de “intolerância”, tendo inclusive escrito um artigo para a Folha sobre o assunto. Mas faz isso defendendo o PT, Zé Dirceu, todos esses que querem “incendiar” o país, que tentam intimidar os opositores, que tratam adversários ideológicos como inimigos mortais. É muita cara de pau, muita inversão. A cara do PT.
A intolerância é alimentada pelos petistas. Mas o Brasil está cansado disso tudo. Quer um país melhor, com mais empregos, mais dignidade, mais honestidade. Os petistas representam o atraso, o retrocesso, a intolerância. Seus “argumentos” são o cuspe, a intimidação, os coquetéis Molotov, os pneus queimados para prejudicar a vida de milhões no trânsito caótico das cidades.
Precisamos mesmo virar essa página negra do lulopetismo e voltar a pensar num Brasil mais sereno, mais ordeiro, mais honesto e trabalhador. Zé de Abreu entrará para a história não apenas como um bom ator, mas como um sujeito asqueroso, símbolo de uma fase sombria que precisamos deixar para trás o quanto antes. O petismo não é compatível com a civilização.
Rodrigo Constantino -rodrigoconstantino.com/artigos/casal-alvo-de-cusparada-de-ze-de-abreu-responde-por-carta-ato-incompativel-com-civilizacao/

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *