Cadeia é um lugar altamente democrático

“Agora um poema procês:
Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão, meu presidente tá na Casa Branca e o seu tá na prisão.” Não sei quem fez este post, mas é 10.

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

“fica a sensação, ruim, de que é um aviso para que ninguém questione nenhum ministro do Supremo Tribunal Federal”. A deputada estadual afirmou que, simbolicamente, subscreve o requerimento do senador Alessandro Vieira que pede a instalação da CPI da Lava Toga: “não podemos mais tardar nessa investigação”
“Soa como um aviso de que quem ousar questionar um ministro do STF poderá ser perseguido com todo o rigor” (esse é um alerta nas palavra de Janaína Pachoal)

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

Conforme publicado no site de “O Antagonista”, o Rodrigo Maia, parece que julga ter saído das fraldas porque foi eleito o presidente da Câmara e resolveu alfinetar justamente o Excelentíssimo Ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil, Dr. (não por puxação de saco, senão pelo mérito que lhe é devido) Sérgio Fernando Moro, ex-magistrado, escritor, e professor universitário.
Bem, Maia primeiramente chamou ao atual ministro Sergio Moro de “funcionário de Bolsonaro”. Parece que se tornou lugar comum no STF Supremo Tribunal Federal, agora na Câmara dos Deputados, esse tipo de tratamento aos desafetos políticos. Um total descompostura Institucional. Notamos que Gilmar Mendes e sua postura pouco polida, vem fazendo escola.
Creio que Maia deve estar ignorando que Moro, não é como seus pares. Rodrigo, essas pessoas com quem você tem se relacionado, em sua grande maioria, mal saíram das fraldas; observe que Moro, dentre outras coisas, traz em seu currículo, a OMM Ordem do Mérito Militar e também a OMJM Ordem do Mérito Judiciário Militar.
Mesmo assim, o Dr. Moro não desceu das tamancas, mas deu uma resposta adequada a um menino que não aprendeu a respeitar nem mesmo seus pares.
E o Dr. Moro respondeu com uma nota, depois que Maia o chamou de “funcionário de Bolsonaro”, e depois de ter sido acusado pelo presidente da Câmara de haver copiado o texto do projeto anticrime apresentado por Alexandre de Moraes, ainda no governo de Michel Temer.
Quero crer que o “infante” não tem noção do que seja acusar de plágio, a um homem com o caráter a ética e a honradez de Sérgio Moro.

“O funcionário do presidente Bolsonaro? Ele conversa com o presidente Bolsonaro e se o presidente Bolsonaro quiser ele conversa comigo. Eu fiz aquilo que eu acho correto. O projeto [de Moro] é importante. Aliás, ele está copiando o projeto direto do ministro Alexandre de Moraes. É um copia e cola. Não tem nenhuma novidade, poucas novidades no projeto dele.” (excerto do blog de Josias de Souza)

“Sobre as declarações do Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, esclareço que apresentei, em nome do Governo do presidente Jair Bolsonaro, um projeto de lei inovador e amplo contra crime organizado, contra crimes violentos e corrupção, flagelos contra o povo brasileiro. A única expectativa que tenho, atendendo aos anseios da sociedade contra o crime, é que o projeto tramite regularmente e seja debatido e aprimorado pelo Congresso Nacional com a urgência que o caso requer. Talvez alguns entendam que o combate ao crime pode ser adiado indefinidamente, mas o povo brasileiro não aguenta mais. Essas questões sempre foram tratadas com respeito e cordialidade com o Presidente da Câmara, e espero que o mesmo possa ocorrer com o projeto e com quem o propôs. Não por questões pessoais, mas por respeito ao cargo e ao amplo desejo do povo brasileiro de viver em um país menos corrupto e mais seguro. Que Deus abençoe essa grande nação.” (Sérgio Fernando Moro – OMM OMJM – Ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil)

A Força Tarefa da Lava Jato em São Paulo, através da Polícia Federal indiciou em janeiro, mas só veio à tona hoje, porque estava correndo em sigilo de justiça, o Luiz Inácio Lula da Silva e o Luiz Cláudio Lula da Silva (o caçula, o Luleco) por propinas da empresa Touchdown.
Segundo informações que a grande mídia não pode apagar, ou mesmo ignorar, a PF indiciou em 01/19 Lula e Luleco, por crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência, através de pagamentos feitos à empresa de marketing esportivo intitulada Touchdown (Segundo o Cláudio Dantas, esta era a Lavanderia do Luleco). Esta empresa começou a ser investigada em 2017, e as investigações foram muito enriquecidas com as delações da Odebrecht. De acordo com as investigações esta empresa teria recebido mais de R$ 10 milhões de patrocinadores de grande porte.

Tudo indica que este indiciamento abra caminho para o aprofundamento nas investigações da empresa de outro filho de Lula, o Lulinha que é o filho mais velho, a PlayTV.
Esta teria movimentado mais de 300 milhões de reais, praticamente durante o período.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 99820-9599 (TIM)
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 060319 – Holodomor e a Ucrânia agonizou – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.