Burburinho: Derrubada do comunismo, GLO na Amazônia

Bravo
Bravíssimo a “Los Hermanos”
Essa é a Argentina que o mundo espera ver, dando a resposta a Cristina Elisabet Fernández de Kirchner, ou simplesmente Christina Kirchner como ela é mais conhecida. Dizendo ao mundo que sim, os argentinos são capazes de mudar e de mostrar ao mundo que nada e nem ninguém poderá impedir o renascimento argentino.
Essa é a Argentina que conheço desde muito jovem, que é capaz de levantar e se preciso for, meter fogo em tudo, mas renascer de fato das cinzas.

Com toda a certeza, brasileiros e argentinos juntos podemos fazer uma grande mudança e que vai mostrar ao mundo o quanto nós temos sim no sangue sul americano os valores morais e os princípios éticos bastante firmes em nosso coração.

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

Além disso em um dos últimos vídeos eu já havia dito que agora, como já havia sido autorizada a GLO Garantia da Lei e da Ordem na Amazônia, isso tudo recolocaria, essa parte ao menos de nossa nação nos trilhos.
Nossos militares, já começaram suas investigações, que aliás já vinham acontecendo a muito tempo.
Não nos esqueçamos que nossos militares nunca abandonaram suas obrigações, e desde sempre, têm estado na brecha, e portanto à espreita e prontos, para poder dominar o inimigo, seja ele quem quer que seja.

Eu ousaria dizer, que essa tentativa macroniana de colocar o mundo contra o Brasil, foi justamente o estopim necessário, para fazer tocar o despertador e alertar os argentinos, de que algo muito maior estaria prestes a acontecer.
Claro, os argentinos, são pessoas de um desenvolvimento intelectual bastante interessante e estão lendo os sinais, e como, para bom entendedor pingo é letra, foi o que vimos, os argentinos, entenderam para o lado que seu povo poderia estar se encaminhando, e por isso, saíram em massa, assim como o Brasil, às ruas, e disseram a Macri, que sim, querem uma Argentina livre da dominação esquerdopata, demente e doente que Cristina Elisabet Fernández de Kirchner, representa.
Os Argentinos sabem que Cristina não está presa, não porque ela represente a Nuestra Señora de Luján, ou a Virgen de Luján, senão porque ela tem muitos lacaios à sua volta e que estão impedindo que essa vadia pague por seus crimes contra a soberania Argentina.
Portanto minha gente, podemos dizer que Macron colaborou com o Brasil e com o povo brasileiro, porque, ao dar a cutucada em Bolsonaro, e por extensão, ao agredir a nossa soberania, forçou uma tomada de atitude, que há muito, o povo brasileiro esperava que fosse tomada.
Muitos brasileiros e até mesmo, muita gente nas comunidades internacionais, achavam de fato que Bolsonaro, não ousaria tomar tal atitude. Alguns, penso, chegavam a imaginar que Bolsonaro seria apenas um fanfarrão, que chegou ao poder sem qualquer plano de combate efetivo, ao crime organizado, à lavagem de dinheiro etc… E que dessa forma, poderiam mandar alguns boiolas que viessem desfilar por aqui, e tentar vender ao mundo uma imagem que jamais, faria jus à realidade.

Lembro a todos os patriotas de nosso canal, que há muito venho dizendo:
Existe uma linha estratégica a ser seguida, essa linha não pode de forma alguma ser desvendada, nem por experts, e muito menos por leigos, pois trata-se da Segurança Nacional.
Essa estratégia, foi cuidadosamente montada, com o objetivo de retomar a nossa soberania.
Já há muito tempo que nossos militares sabiam que o Brasil estava sendo fatiado e que a maioria dessas ONGs agiam na penumbra com o objetivo de apenas dilapidar as nossas riquezas naturais.
E o objetivo desses militares dentro dessa linha estratégica, é como dito acima, apenas a retomada do que é nosso de fato e de direito. Dando ao povo brasileiro, o direito de usufruir do que lhe pertence, o direito de ganhar com a riqueza natural que nosso solo produz.

“Ah…EUROPA…sua linda…!!!

Europa sua linda, inocente, desinteressada e bondosa!
Você dividiu povos e nações, criou fronteiras artificiais que colocaram povos amigos em guerras.
Escravizou milhões de africanos, dizimou milhões de indígenas, assassinou milhões de judeus, ciganos e gays. Viveu os últimos 2 milênios em guerras, produzindo inclusive duas guerras mundiais. De quebra nos brindou com o comunismo, o nazismo e o fascismo.
A super civilizada Europa que matou, estuprou, explorou e roubou ouro, café, açúcar, madeira, minerais e vidas agora anda preocupada. Devastou continentes e civilizações inteiras.
Extinguiu milhares de espécies animais.
Agora essa mesma Europa que transformou suas próprias florestas em carvão, essa tão boazinha e inocente Europa agora está preocupada com a Amazônia e quer dar sermão no país que mais protegeu as suas florestas no mundo. Ah Europa sua colonialista genocida linda!” – (Ricardo Paulo dos Santos)

“Falar de Roraima. Podemos dizer, que trata-se de um Brasil que a gente não conhece.
As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente, mas chegando em Boa Vista (RR) não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e escutado por aqui.
Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução.
Para começar, o mais difícil de encontrar por aqui é roraimense. Pra falar a verdade, acho que a proporção de um roraimense para cada 10 pessoas é bem razoável, tem gaúcho, carioca, cearense, amazonense, piauiense, maranhense e por aí vai. Portanto, falta uma identidade com a terra.
Aqui não existem muitos meios de sobrevivência, ou a pessoa é funcionária pública, (e aqui quase todo mundo é, pois em Boa Vista se concentram todos os órgãos federais e estaduais de Roraima, além da prefeitura é claro) ou a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de Programas do governo.
Não existe indústria de qualquer tipo. Pouco mais de 70% do território roraimense é demarcado como reserva indígena, portanto restam apenas 30%, descontando-se os rios e as terras improdutivas que são muitas, para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades.
Na única rodovia que existe em direção ao Brasil (liga Boa Vista a Manaus, cerca de 800 km) existe um trecho de aproximadamente 200 km reserva indígena (Waimiri Atroari) por onde você só passa entre 6:00 da manhã e 6:00 da tarde, nas outras 12 horas a rodovia é fechada pelos índios (com autorização da FUNAI e dos americanos) para que os mesmos não sejam incomodados…
Detalhe: Você não passa se for brasileiro, o acesso é livre aos americanos, europeus e japoneses. Desses 70% de território indígena, diria que em 90% dele ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI.
Outro detalhe: americanos entram à hora que quiserem. Se você não tem uma autorização da FUNAI mas tem dos americanos então você pode entrar. A maioria dos índios fala a língua nativa além do inglês ou francês, mas a maioria não sabe falar português. Dizem que é comum na entrada de algumas reservas encontrarem-se hasteadas bandeiras americanas ou inglesas. É comum se encontrar por aqui americano tipo “nerd” com cara de quem não quer nada, que veio caçar borboleta e joaninha e catalogá-las, mas no final das contas, pasme, se você quiser montar uma empresa para exportar plantas e frutas típicas como cupuaçu, açaí, camu-camu etc…, medicinais ou componentes naturais para fabricação de remédios, pode se preparar para pagar ‘royalties’ para empresas japonesas e americanas que já patentearam a maioria dos produtos típicos da Amazônia…
Por três vezes repeti a seguinte frase após ouvir tais relatos: Os americanos vão acabar tomando a Amazônia. E em todas elas ouvi a mesma resposta em palavras diferentes… Vou reproduzir a resposta de uma senhora simples que vendia suco e água na rodovia próximo de Mucajaí:

‘Irão não minha filha, tu não sabe, mas tudo aqui já é deles, eles comandam tudo, você não entra em lugar nenhum porque eles não deixam.
Quando acabar essa guerra aí eles virão pra cá, e vão fazer o que fizeram no Iraque quando determinaram uma faixa para os curdos onde iraquiano não entra, aqui vai ser a mesma coisa’.

A dona é bem informada não? O pior é que segundo a ONU o conceito de nação é um conceito de soberania e as áreas demarcadas têm o nome de nação indígena. O que pode levar os americanos a alegarem que estarão libertando os povos indígenas. Fiquei sabendo que os americanos já estão construindo uma grande base militar na Colômbia, bem próximo da fronteira com o Brasil numa parceria com o governo colombiano com o pseudo objetivo de combater o narcotráfico. Por falar em narcotráfico, aqui é rota de distribuição, pois essa mãe chamada Brasil mantém suas fronteiras abertas e aqui tem estrada para as Guianas e Venezuela.
Nenhuma bagagem de estrangeiro é fiscalizada, principalmente se for americano, europeu ou japonês, (isso pode causar um incidente diplomático). Dizem que tem muito colombiano traficante virando venezuelano, pois na Venezuela é muito fácil comprar a cidadania venezuelana por cerca de 200 dólares.

Pergunto inocentemente às pessoas: porque os americanos querem tanto proteger os índios?

A resposta é absolutamente a mesma, porque as terras indígenas além das riquezas animal e vegetal, da abundância de água, são extremamente ricas em ouro – encontram-se pepitas que chegam a ser pesadas em quilos), diamante, outras pedras preciosas, minério e nas reservas norte de Roraima e Amazonas, ricas em PETRÓLEO.
Parece que as pessoas contam essas coisas como que num grito de socorro a alguém que é do sul, como se eu pudesse dizer isso ao presidente ou a alguma autoridade do sul que vá fazer alguma coisa.

É, pessoal… saio daqui com a quase certeza de que em breve o Brasil irá diminuir de tamanho. Será que podemos fazer alguma coisa???
Acho que sim.” – (Mara Silvia Alexandre Costa – Depto de Biologia Cel. Mol. Bioag. Patog. FMRP – USP)

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

E os gritos de guerra vão se sucedendo:
Marielle vive!
Lula livre!
Onde está o Queiróz?
Quem teve interesse no atentado à vida de Bolsonaro?
e agora com certeza: Quem é o Lewan?
E curiosamente essa pergunta: Quem é o Lewan? Deverá ser muito aborrecedora à ala esquerdopata, que com toda a certeza, não quer saber de Lewan de forma alguma.
Bem, de qualquer forma, será muito interessante, tentar o monólogo com algum PTralha, e de repente do nada, perguntar: Quem será o Lewan? Creio que veremos muito PTralheiro suando frio a essa pergunta. E é claro que Lewan, deve ser o caseiro.
Todos vocês devem lembrar do caseiro Francenildo Santos Costa, que teve o seu sigilo bancário quebrado, porque ele teria ousado falar contra um grandão do PT, naquela ocasião, Francenildo falou exatamente sobre a pessoa de Antonio Palocci.
Ou quem sabe, alguém ainda lembra de um motorista, chamado Eriberto França, cujo depoimento, foi o principal para que fosse determinado o pedido de impeachment de Fernando Collor de Mello.
Pois bem… Quem raios, pode ser, ou assumir que seja o portador da identidade de Lewan…
Os únicos que, com certeza, não querem nem ouvir o balbuciar Le, muito menos a pronúncia Lewan, com certeza são os alinhados ao Foro de São Paulo, que estão, sem a menor sombra de dúvida, com as cuecas borradas.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 250819 – Burburinho: Derrubada do comunismo, GLO na Amazônia – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.