Burburinho: Brasil vive momentos de terror

Dentre tantos ataques que têm vindo:
– Esquerdalhas que não nos querem deixar trabalhar e crescer;
– As FARC que resolveram mandar um videozinho idiota ameaçando a Segurança Nacional;
– A França que por seu presidente resolveu agredir a soberania nacional de uma forma absurda e idiota;
– O STF que busca trabalhar contrariamente aos interesses do povo de bem do Brasil e a favor das organizações criminosas; – O óleo que invade nossas praias, porque descem pelo nosso cinturão marinho;
– As queimadas criminosas na Amazônia, entre outros ataques imbecis, que tentam frear as mudanças em nosso País; – A França que vem ameaçando o Brasil até com armas nucleares;
– Não menos violento e agressivo o manifesto promovido por, entre outros o Green Peace, quando deslocaram para o Planalto perto de 6 toneladas de dejetos, com o intuito de acusar descaso de nosso governo com o meio ambiente, por conta do óleo derramado em nossas águas.

Quem imagina que isso vai ficar assim, está redondamente enganado, lembro a todos que Jair Messias Bolsonaro está em viagem, e seu vice, o Mourão também, por esse motivo, o STF fez o que fez e acha que isso ficará barato.
Lembro a todos que o Alto-Comando do Exército, já fez a sua reunião, onde já avaliou tudo o que aconteceu, e já têm em suas planilhas, devidamente calculado, até mesmo o reflexo que Bolsonaro terá, caso não haja de sua parte, uma pronta resposta ao STF, tão logo ele pise em solo brasileiro.

Confesso que acho gratificante estar vivendo este momento no Brasil, embora o mesmo esteja pleno de inconstâncias e irregularidades, especialmente no plano judicial. Porém, devo admitir, que é justamente nesses momentos, que sabemos quem verdadeiramente são os heróis e quem são aqueles que falarão apenas, vomitando um dicionário, sem nem saber a que veio.
Encontrei essa portagem do General Freitas, em seu twitter: @Gen_Ex_Freitas e confesso, animei-me muito com ela.
Em sua postagem o General Freitas me mostra um encontro de 15 homens do alto comissariado militar.
!5 homens que pela postura se percebe que não estão buscando uma comissão, ou uma propina, senão o cumprimento de um dever, que lhes dará entrada para a história pela porta da frente.
São homens que se percebe na foto que tiraram junto ao General Villas Bôas, primeiro o alto apreço em que o têm, e segundo, me deixa claro, que essa visita não foi somente uma “visita de cortesia”, entendeu Dias Toffoli e Alexandre de Moraes?
A visita desses homens é uma visita de alerta, e justamente a vocês, porque ousaram, desafiar a autoridade que representa esse pequeno braço das Forças Armadas que é o Exército Brasileiro.
Pois bem, vocês acharam que poderiam tripudiar de um bravo, tão somente porque ele foi para a reserva e por problemas de saúde?
Preparem-se, não se brinca com homens de fibra, que passaram à categoria de “bastardos inglórios”, não porque eles assim o queiram, senão, pelo fato de que:
Exemplo disso é o Villas Bôas, ele está focado na mudança de nossa nação e não se iludam, ele não quer deixar esta nação sem o cuidado de homens sérios, e os homens que viveram todos esses anos ombreando com Villas Bôas e tantos outros, não o deixarão morrer na praia, porque um bosta como Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Rosa Weber e Gilmar Mendes, resolveram se amotinar.

Como disse o General Freitas em seu twitter: “Ao final de mais uma Reunião do Alto Comando do Exército, fomos visitar nosso antigo comandante, @Gen_VillasBoas Foram momentos de alegria e boas conversas entre antigos camaradas.”

Os países vizinhos convulsionados como estão, não somente por seus próprios problemas internos, porém, também com a ajuda tão grande do Foro de São Paulo, que como dito, por Nicolás Maduro, vem cumprindo cada um de seus planos e projetos, previamente estabelecidos, e a todo vapor, e como reforçado pelo arquiinimigo público número 1 e braço direito de Maduro, Diosdado Cabello, tudo o que acontece em volta, não passa de uma brisinha provocada pelo furacão bolivariano.
Dessa forma, não somente Maduro, mas também Cabello assumem, conforme suas próprias palavras, que nessa viagem à Rússia, bem como à Coreia do Norte, tudo o que vem acontecendo, está muito bem planificado em um grande estratagema e com o auxílio (financeiro, entre outros) especialmente de Putin.

Chile, Equador, Perú e Colômbia estão sendo monitorados pelas nossas Forças Armadas, e naturalmente que as eleições na Argentina e Bolívia também estão sendo vistos como que por uma lente de aumento, porque sempre existe o perigo de haver uma espécie de tentativa do ressurgimento de toda a organização criminosa que tentou destruir, dentre outros o nosso amado Brasil.
Especialmente agora, é muito temerosa a ideia de saída do apedeuta da prisão, por conta do risco a que ele submete a boa ordem política.

Pois dentre tudo o mais, pudemos ver no twitter do próprio General Villas Bôas, no dia 22/08/19:
“Com uma clareza dificilmente vista, estamos assistindo a mais um país europeu, dessa vez a França, por intermédio do seu presidente Macron, realizar ataques diretos à soberania brasileira, que inclui, objetivamente, ameaças de emprego do poder militar.

Segundo ele o tema será discutido na próxima reunião do G7 dentro de 2 dias. A questão que se coloca é de onde viria autoridade moral daquele país que, como disse Ho Chi Minh, é a patria do Iluminismo, mas quando viaja se esquece de levá-lo consigo.

Trata-se da mesma França que de 1966 até 1996, a despeito dos reclamos mundiais, realizou 193 testes nucleares na Polinésia Francesa, expondo o Taiti, ilha mais povoada da região, a índices de radiação 500 vezes maiores que o máximo recomendado por agências internacionais.

Segundo uma reportagem do UOL Notícias, datada de 11/03/2015, uma equipe de médicos franceses calculou, no ano de 2006, que os casos de câncer aumentaram nas ilhas da região por conta daqueles testes nucleares que atingiram os próprios cidadãos franceses.

Os desabitados atóis de Mururoa e Fangataufa escondem, até hoje, 3.200 toneladas de material radioativo de diferentes tipos, produto das explosões nucleares do exército francês, o mesmo que Macron usa para nos ameaçar.

A questão ultrapassa os limites do aceitável na dinâmica das relações internacionais. É hora do Brasil e dos brasileiros se posicionarem firmemente diante dessas ameaças, pois é o nosso futuro, como nação, que está em jogo.

Vamos nos unir em torno daqueles que têm procurado trazer à luz a verdade sobre essas questões ambientais e indigenistas.

Me refiro ao Ministro Ricardo Sales, Aldo Rebelo, Evaristo de Miranda, Luiz Carlos Molion, Lourenço Carrasco, Denis Rosenfield, Professor Francisco Carlos, General Rocha Paiva, General Alberto Cardoso e o General Heleno.”

Isto tudo o que estamos vivendo hoje, me faz recorrer a uma fala de um general de igual quilate ao de Villas Bôas, Heleno, Mourão, Freitas, Pujol, Azevedo e tantos outros. Naturalmente que estou falando do ilustre general Miotto, por quem tenho grande estima e consideração, e lembro que ele falou em bom tom:

“Eu vejo que vocês estão vendo tanta coisa ruim hoje na televisão, no rádio, e nos jornais. Mas não é esse o Brasil que nós vamos deixar para vocês. Não é isso…
Isso que estou falando para vocês, aqui tem muitos militares, isso eu falei na Universidade Federal, para vários universitários que estavam lá. Meus jovens, isso que vocês estão vendo aí, não é exemplo para ninguém.
Eu quero deixar a mensagem de que vale a pena ser honesto, vale a pena ter uma família, vale a pena trabalhar, vale a pena ter mérito nas coisas, vale a pena respeitar, não é respeitar só o seu superior, é respeitar a família, respeitar o pai, respeitar a namorada, a esposa, respeitar os filhos, respeitar os subordinados; vale a pena estudar, vale a pena estudar, vale a pena não usar drogas, vale a pena não ser corrupto.
Meus Jovens, não saiam do País, tenham confiança no Brasil. Temos que ter confiança neste País.
Eu já estou quase no final da carreira, mas temos que ter confiança, não vamos abandonar o País. Jovens, não saiam do País, temos que ter confiança.
Então para finalizar: Todo País tem uma Força Armada, ou própria, ou de outro País. Pensem bem nisso, e Brasil acima de tudo!”

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 251019 – Burburinho: Brasil vive momentos de terror – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.