Avenida Santidade (Anderson Freire – Part. Fernanda Brum)

Não vejo o Teu rosto, por enquanto é assim
Ainda não toquei na Tua pele, diz pra mim
Que o tempo está findando, nosso dia vai chegar
Sou rio se entregando, o Teu braço é o meu mar

A minha alma está submersa no Senhor
Matei a minha sede, Tua fonte em mim jorrou
Vida que a morte não consegue consumir
Sou Tua igreja, Te esperando pra subir

Estou Te esperando no centro da verdade
Que fica numa avenida escrito “santidade”
A rua é calçada de renúncia e amor
O chão está marcado pelo sangue do Senhor

Estou Te esperando no centro da verdade
Que fica numa avenida escrito “santidade”
Meus pés estão feridos, mas não quero retornar
O sangue é a prova de que o Senhor vem me buscar
www.facebook.com/apostoloelyvidal/videos/730924310370625/?l=6280194711359158122

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *