Aquilo que retém em tuas mãos, deixa de ser teu

A vida só é dura, para os que são moles.
Pensando nisso, resolvi trazer algumas considerações, e para ilustrar isso tudo, nada melhor que o maravilhoso poema de Antonio Cícero, que traz a mensagem certa. É como uma cantiga que diz:
“A palavra certa, na hora certa e para a pessoa certa…”
Teu jardim está florido, as borboletas virão, aguarde…

“Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la. Em cofre não se guarda coisa alguma. Em cofre perde-se a coisa à vista.
Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado.
Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela, isto é, estar por ela ou ser por ela.
Por isso melhor se guarda o vôo de um pássaro
Do que pássaros sem vôos.
Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica, por isso se declara e declama um poema:
Para guardá-lo:
Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda:
Guarde o que quer que guarda um poema:
Por isso o lance do poema:
Por guardar-se o que se quer guardar.” – (Antonio Cícero)

A vida é dura?
Bem, para os que são moles a vida até nem faz muita questão de ser muito fácil de fato.
Existe uma necessidade básica da vida, na eliminação, exatamente, daqueles que não suportam muita pressão.
E justamente com o objetivo de que você possa suportar pressões cada vez maiores, é que te foi dada a resiliência.
Observe que ao teu nascimento, dá-se quase que por certo, que tenhas passado pelo almoxarifado, e que ali, você tenha recebido um arsenal que te possibilitaria vencer esta guerra que se chama vida e para a qual você foi convocado.
É claro que juntamente com o armamento necessário para a guerra, vem junto os inimigos, que comporão esta guerra. Alguns estarão ao teu lado, apesar de inimigos, e você terá que identificá-los e desarmá-los na medida necessária. Alguns inimigos, são facilmente identificáveis, outros, nem tanto. Lembre-se, a vida é a mestra na arte da camuflagem.
Assim, muitos que iniciam a vida contigo, uma grande maioria das vezes, serão teus próprios e piores inimigos. Identifique-os e facilmente haverá de neutralizá-los.
Caso contrário, alguns desses, poderão ser os seus próprios algozes.

“Una regola di base ed l´unica é che per cambiare le noste esperienze, dobbiamo cambiare noi stessi!” (desconheço o autor)
“Uma regra básica e a única é que, para mudar nossas experiências, nós temos que mudar a nós mesmos!” – (desconheço o autor – tradução livre)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 021218 – Aquilo que retém em tuas mãos, deixa de ser teu – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE @elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip #FalaPortal #MiottoéÓttimo #conipsi #cojae #dojae #ciepClubedeImprensa #bandeiradoBrasilnajanela

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.