Abraçar traveco, a vocação esquerdista

Não podemos entrar em pânico, temos que tomar as medidas que sejam necessárias, porém sem a histeria, a fim de que não tomemos medidas que não se coadunem.
Estas foram as palavras, não literais de Jair Messias Bolsonaro, durante o seu pronunciamento de hoje, mas de uma sobriedade à toda prova.

“Não me imaginem fazendo nenhuma pirueta, eu vou levar bastante pancada, mas nós vamos passar isso juntos.” – (Ministro Mandetta)

Ronaldo Fenômeno, Vampeta, Dinei e Romario estes são, apenas alguns dos jogadores mais famosos do mundo do futebol, que já tiveram envolvimento com travestis.

“O Paraguai já nos deu uma grande lição de justiça e cidadania, afinal de contas, prenderam, praticamente o maior jogador do mundo e ainda o mantém preso, enquanto nós, os brasileiros, um País com pretensões continentais, não consegue manter preso o maior ladrão do mundo.” (post encontrado pelas aí)

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

Antônio Drauzio Varella é um médico oncologista, cientista e escritor brasileiro, aos 76 anos resolve colocar o pé na jaca e afundar de vez uma carreira que começou a muito tempo.
De vários livros publicados, é importante citar “Estação Carandiru”, que vem a ser um relato do que aconteceu naquela Casa de Detenção, culminando com o “massacre” que teria sido provocado pelos policiais militares que tinham por obrigação, devolver a tranquilidade à Casa de Detenção, bem como, aos arredores.
Lembrando que esse caso do “Carandiru”, assim como, o da “Comissão da Verdade”, foram julgamentos promovidos por pessoas integrantes de um sistema que estava disposta a destruir todo o sistema judiciário do País.

“Estou aqui para dar uma explicação para as pessoas que me acompanham.
No último domingo foi revelado para o País, inclusive para mim mesmo, o crime cometido por uma das entrevistadas da matéria que apresentei no Fantástico no dia 1 de março. Não há o que falar, é um crime que choca a todos nós.
Escrevi uma nota, em que fui sincero ao dizer que não entrei naquela cadeia como juiz, e sim como médico.
Ser médico orienta o meu olhar em todas as situações, não só quando estou atendendo pacientes. Faço isso a mais de 50 anos. Seja no consultório, nas cadeias, nos livros que escrevi, na televisão, nos jornais e na internet.
Posso imaginar a dor e peço desculpas para a família do menino que foi involuntariamente envolvida no caso.
Na matéria em questão, o foco era mostrar as condições em que vivem as trans-sexuais presas. As estatísticas oficiais, indicam que a imensa maioria delas, está presa por roubo e furto. A maneira pela qual a Suzy foi apresentada, deu a entender que ela fazia parte desse grupo majoritário, por isso eu entendo a frustração de quem se decepcionou comigo.
Ali aconteceu o seguinte: Eu terminei a entrevista, foi uma entrevista longa, e ela ficou de cabeça baixa, no fim, eu perguntei a ela a quanto tempo ela não recebia visitas. Ela falou 7, 8 anos. Eu ainda disse para ela: Solidão não é minha filha?
Nessa hora ela se virou para mim, e se virou com um olhar tão triste, que me comoveu. E eu dei um abraço nela.
Para quem acha que eu errei, me desculpa, mas esse é o meu jeito. Eu lamento mas assumo totalmente a responsabilidade pela repercussão negativa que o caso teve.
Agora, eu gostaria de dizer claramente e sem nenhuma chance de que eu volte atrás no futuro, que nunca fui e nem serei candidato a nada. As pessoas que estão explorando politicamente esse episódio podem ficar tranquilas.” (Drauzio Varella)

Caríssimo Drauzio Varella, se em algum momento te passou pela cabeça ser candidato a alguma coisa, você mesmo conseguiu enterrar isso com a porcaria que você protagonizou.
E pare de tentar jogar para a geral, o problema não estava no abraço do Drauzio em uma travesti, aliás, sinta-se à vontade em distribuir os teus abraços; o problema todo está na falta de honestidade para com a matéria.
Até então, todo mundo achava que a falta de honestidade estaria somente com o Grupo Globo, mas observamos que subscreve integralmente tudo e permanece com a mesma cara de palerma tentando culpar o povo por tua desonestidade intelectual que restou evidente e à toda prova.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 11032020 – Abraçar traveco, a vocação esquerdista – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.