A natureza anuncia a promessa

“Os céus manifestam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.
Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite.
Sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes em toda a extensão da terra, e as suas palavras, até ao fim do mundo. Neles pôs uma tenda para o sol, que é qual noivo que sai do seu tálamo e se alegra como um herói a correr o seu caminho.
A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso, até à outra extremidade deles; e nada se furta ao seu calor.
A lei do SENHOR é perfeita e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel e dá sabedoria aos símplices.
Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro e alumia os olhos.
O temor do SENHOR é limpo e permanece eternamente; os juízos do SENHOR são verdadeiros e justos juntamente.
Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos.
Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa.
Quem pode entender os próprios erros? Expurga-me tu dos que me são ocultos.
Também da soberba guarda o teu servo, para que se não assenhoreie de mim; então, serei sincero e ficarei limpo de grande transgressão.
Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, SENHOR, rocha minha e libertador meu!” (Sl 19:1-14)

Em tudo, na chuva, no vento, sol e na seca, vemos a poderosa voz da natureza que anuncia o poder maravilhoso de Deus.
Vemos o choro de alguém, quer seja novo, quer seja velho, esse choro traz a poesia da efervescência da vida anunciada e que cumprida geme ao Criador, ainda que seja em angústia; o que não deixa de ser uma das vozes que louvam ao Senhor, pois está escrito: “Todas as vozes louvem ao Senhor!”

“Tudo quanto tem fôlego louve ao SENHOR. Louvai ao SENHOR!” (Sl 150:6)

E a isto soma-se toda a terra, e quando nos calamos, as pedras gritam ao nosso redor, porque tudo exalta a grandiosidade do Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, ao Deus de Nosso Senhor e Salvador Jesus, que é o Cristo de Nazaré.
Na Nova Zelândia por exemplo, encontramos uma belíssima flor, conhecida pelo nome de “Sangue de Cristo” e que tem a peculiaridade de florescer apenas na Semana Santa. É claro, que vejo isso como uma singularidade da majestade e poder de Deus, porque NEle creio, e você pode acreditar no que quiser.
“Sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes em toda a extensão da terra, e as suas palavras, até ao fim do mundo.”
Que Deus permita que ouça o que não se ouve, veja o que não se vê, sinta o que não se sente, para que ames ao teu próximo como a ti mesmo, ou seja, que primeiro aprendas a amar-se, com o fim de que possas amar aos outros. Amém e amém!

(ap. Ely Silmar Vidal – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 140417 – A natureza anuncia a promessa – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.elyvidal.com.br

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *