A Intervenção já ocorre e faz tempo

Não tenho que enfeitar o pavão, que já é bonito por natureza.
O que tenho a mostrar é que militares, não dependem de aplausos do povo, não têm medo de povo e não têm que dar satisfação a ninguém de seus atos.
Suas satisfações têm que ser ao alto comando, caso não esteja adequada ao que está contido na Constituição Federal.
A única coisa que pode fazer medo a um agrupamento militar, é não estar preparado para o confronto, no entanto, querendo ou não, devemos admitir que temos uma das melhores e mais bem preparadas Forças Armadas do mundo, dessa forma, pobre de quem esteja tentando enfrentar um só agrupamento, pertencente a essas Forças Armadas.
E quanto aos aplausos, vejo nossas Forças Armadas, como a dizer: “Minha parte, quero em direitos, numa sociedade mais justa e mais eficiente!”, portanto, se acham que nossos militares sejam movidos a interesses estranhos à ética, à moral e ao contido na Constituição Federal, estão muito enganados. E os enganados que se cuidem, porque é hora de a onça beber água!

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista e Jornalista – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e WhatsApp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 301017 – A Intervenção já ocorre e faz tempo – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAEIntervençãoMilitar

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos! Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos. CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR. DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *