A Bíblia interpreta-se a si mesma

“Faze bem ao teu servo, para que viva e observe a tua palavra.
Desvenda os meus olhos, para que veja as maravilhas da tua lei.
Sou peregrino na terra; não escondas de mim os teus mandamentos.” (Sl 119:17-19)

Quando se compara, dentro da palavra, seus versículos; notamos, que um versículo ilumina outro. Mais ainda, quando todos estão dentro, ou abordam o mesmo tema.
A própria Bíblia diz:

“Porque é mandamento sobre mandamento, mandamento e mais mandamento, regra sobre regra, regra e mais regra: um pouco aqui, um pouco ali.” (Is 28:10)

E então, qual seria o motivo de a Bíblia expressar-se dessa forma?
Achei ao longo de estudos uma definição, que me pareceu bastante interessante:

“A razão, quanto a nós, encontra-se no próprio título da Palavra de Deus – Bíblia – pois esta palavra não identifica um singular, mas um plural, muitos livros. 57 Assim sendo, não esqueçamos que as Sagradas Escrituras são compostas por 66 livros diferentes repartidas da seguinte forma: 1º- Antigo Testamento = 39; 2º- Novo Testamento = 27 (14 dos quais são da autoria de S. Paulo). Isto significa que, se uma palavra de um livro não nos parece clara, então iremos comparar com a mesma noutro livro para que, desta forma, possamos encontrar mais luz sobre o assunto que queremos estudar na Palavra de Deus.”

Dessa forma, encontro, o respaldo a que o Divino Sopro, te fale algo em uma passagem e a mim, me fale algo um pouco diferente, e a outro ainda, fale com clareza sobrenatural de outra forma, sem que, em momento algum, alguém perca a clareza, ou mesmo fique sem a resposta buscada.

“Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido.
E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.
Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça,
para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda boa obra.” (2 Tm 3:14-17)

Devemos pois buscar em Deus, as instruções em como entender a Bíblia, e não em homens, que sempre buscarão, para sua própria ruina a vanglória de saber por suas próprias forças e conhecimentos.
Mas peçamos a Deus que permita que o Seu Divino Espírito nos abra os olhos espirituais e que nos permita entender a sua santa e sagrada Palavra, que no princípio era o Verbo.

“Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (1 Co 2:14)

“Então, abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras.” (Lc 24:45)

O estudo humilde da palavra, gera o conhecimento. Ela mesma complementa-se, sendo seu próprio dicionário e contém seus próprios comentários, para que ninguém se ufane.
Seja pois, sempre muito bem vindo, que Deus abençoe a ti, tua casa, bem como à obra de tuas mãos, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém e amém!

(ap. Ely Silmar Vidal – skype: siscompar – fones: 041-41-99820-9599 (TIM) – 021-41-99821-2381 (CLARO e Whatsapp) – 015-41-99109-8374 (VIVO) – 014-41-98514-8333 (OI) – mensagem 101216 – A Bíblia interpreta-se a si mesma – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.elyvidal.com.br

Comentários

Autor: Ely Vidal

Olá, eu sou Psicanalista, Jornalista, Teólogo e pai de 7 filhos maravilhosos!

Presido o Instituto IESS (Instituto de Educação e Serviço Social) que, dentre outras atividades, provê atendimentos psicanalíticos, suporte jurídico por meio da arbitragem e mediação de conflitos.

CIP (Psicanalista) sob nº 0001-12-PF-BR.
DRT (Jornalista) sob n° 0009597/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *