A quem você destina o título de Ídolo

Muito bom… Bastante provocador e com pontuações muito apropriadas. Desperta de fato a necessidade da auto-crítica.
Mostra-nos a cada um de nós, onde estamos depositando nossos conceitos e valores. E acima de tudo, mostra, que nos grandes eventos (carnaval, reveillon, copa do mundo, etc…) servimos de palhaços, para fazer a alegria da “elite”; a mesma, que nos esnoba, que nos expropria e que nos afronta o tempo todo. (ap. Ely Silmar Vidal – jornalista)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 140118 – A quem você destina o título de Ídolo – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

A Lei de Imigração e o ponto de vista de um Libanês

Iskandar Riachi, um libanês, que fugitivo da ameaça muçulmana no Líbano na décad de 90, vem ao Brasil e hoje, na qualidade de presidente e fundador da Liga Cristã Mundial, fala algumas coisas de interesse nacional, vejam o vídeo com atenção. Alguns trechos de sua fala:
“Michel Temer, não é só porque você é o presidente, que você pode fazer o que você quiser.”
“Nós, como libaneses, fomos convidados para este país, temos que respeitar a cultura dele.”
“Sobre os perigos dessa Lei de Imigração, aonde estão os deputados? Eles só ficam gritando, fazendo teatro, fingindo que estão se mexendo. Por que não trabalham contra essa lei?
Por favor senhor presidente, corrija isso, antes que seja tarde.
Todos sabemos, que sua posição é muito complicada no mundo. Mas o que eles estão pedindo para você, você pode negar isso. Volte-se para sua raiz, volte-se para você mesmo, volte-se para sua família. Proteja este país. Coloque essa “lei de imigração” no lixo!
Você recebeu uma ordem de alguém que está acima de você. Não faça isso. Ao final de sua vida deixe orgulho, não faça isso para o seu país.
Até a nossa última gota de sangue, a gente vai defender esta Terra de Santa Cruz. Não será fácil para vocês Jihadistas muçulmanos, trazer a lei sharia para cá.
(SHARIA – Lei do Islã que manda matar pessoas, violentar e ser dono de mulheres, além de estuprar crianças.) Liga Cristã Mundial ORG

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 140118 – A Lei de Imigração e o ponto de vista de um Libanês – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Maduro segue eliminando seus opositores

Excelente os vídeos publicados pela Sociedade Militar, os quais, achei por bem unir, a fim de mostrar a todos como estão as coisas na Venezuela do amigo do “AMIGO”. Esquerdopatas brasileiros, estão felizes?
Era isso que queriam? Ver sangue dá-lhes prazer?
Pois bem, aí está, creio que todos vocês vibrarão, com o morticínio provocado por seu ditador de estimação.
Já temos a face desse ser ignóbil e rastejante, representado por Maduro, ao se soma, a face de Evo Morales, outro que muito breve, estará nas manchetes com os mesmos tipos de atividades terroristas para com seu povo.
Vamos ver o que dizem os “delinquentes” da rede globo, pois sempre têm tido palavras leves para classificar o que esses vermes dementes vêm fazendo.
A propósito “AMIGO” dia 24 de janeiro está aí. Se ainda existe alguma honra no nosso judiciário, nós o veremos atrás das grades.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 150118 – Maduro segue eliminando seus opositores – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Magistrado Helio Martins rechaça esquerdopatia

Reginaldo Lopes do PT, fez um convite a um homem sério, ao digníssimo Juiz da comarca de São João del Rei, Dr. Hélio Martins, de quem recebeu a resposta que segue:

“Exmo. Senhor Deputado Reginaldo Lopes, em que pese o profundo respeito que tenho pela atuação parlamentar de V. Exa., não é hora de lutar para salvar pessoas, mas sim o País, atolado no caos econômico, na recessão, no desemprego, na violência e na vergonha internacional onde agentes políticos e públicos protagonizam o maior caso de corrupção de que se tem notícia na história da humanidade.
Quero, como tantos outros brasileiros com capacidade de discernimento e compreensão, que se faça justiça!!!
Que todos aqueles que se apropriaram de recursos públicos paguem por tão grave crime, além de devolver o que indevida e criminosamente levaram, privando o cidadão de saúde, educação, segurança, infraestrutura dentre outros. Todos, indistintamente, como republicanamente deve ocorrer, sejam do PT, do PMDB, do PSDB ou de qualquer outro partido político devem responder pelos crimes cometidos. Lugar de ladrão é na cadeia!!!
Lula foi processado, julgado e condenado no primeiro processo, sob a égide dos princípios constitucionais do devido processo legal e da ampla defesa.
Sou juiz de primeira instância, ou de piso, como gostam de dizer. Juiz de carreira, com muito orgulho! Submetido, como em todos os concursos públicos para membros da Magistratura e do Ministério Público, a provas de conhecimento de elevadíssimo nível de dificuldade, além de exames psicológicos, e rigorosa investigação social. Aqui não tem princípio de presunção de inocência não, senhor Deputado. Qualquer “ derrapada” na vida social tira o candidato do certame. Não somos escolhidos por agentes políticos. Somos independentes, como manda a Constituição. A Magistratura e o Ministério Público brasileiro, a que me refiro, merece, pois, absoluto respeito!
Desta forma, falar em “golpe” e envolver o judiciário nesta trama é, no mínimo menosprezar inteligência das pessoas.
Me causa total estranheza ver V. Exa. se referir às “elites” como posto em seu texto. Afinal o PT se aliou às “elites” para alcançar o poder. Foram integrantes da ala da “elite” mais elevada deste país que proporcionaram o desvio de dinheiro público em benéfico não só do partido, mas daqueles que já estão condenados ou sendo processado. Basta verificar as doações para campanhas eleitorais passadas. Então a “elite” que abastece de recursos, é a mesma elite “golpista”? Não há uma gritante incoerência na sua proposição? Não há uma incoerência ideológica por parte daqueles agentes políticos e públicos já condenados ou processados, que pregam distribuição de renda, mas se enriquecem às custas do trabalho alheio das “elites” através do achaque? Este comportamento é moralmente aceitável? Para mim isso tem uma definição: bandidagem!
Me desculpe a franqueza, senhor Deputado, mas Lula, assim como aqueles que já estão condenados e aqueles que estão sendo processados, não estão nem aí para o Estado Democrático! De fato querem poder. Só poder. Poder eterno sobre tudo e todos. E poder a todo custo é sinônimo de tirania! Basta! Basta! Basta!
Quem conhece realmente história sabe muito bem que os criminosos anistiados do passado, não praticaram ações violentas em nome de democracia, mas para imporem o regime que entendiam ideologicamente adequado. Ditadura! Igualmente ditadura!
Ainda que compreenda seu alinhamento político partidário, senhor Deputado, não se permita, em homenagem à sua história de vida, descer ao nível da excrescência das mentiras deslavadas, como as protagonizadas publicamente pelo ex-presidente Lula, e tantos outros, desprovidos de dignidade e decoro, sustentando o insustentável. Desejo ao senhor e sua família um Ano Novo abençoado.
Que sua luta seja de fato pelo povo e não por pessoas!”

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 140118 – Magistrado Helio Martins rechaça esquerdopatia –
(imagens da internet – Jornal da Cidade Online noticias 8342/deputado-do-pt-convida-juiz-para-lancamento-de-lula-2018-e-recebe-resposta-memoravel)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Escancaradas as Fronteiras do Brasil com a nova Lei de Imigração

E assim festeja o califado islâmico pelo presente que lhes está sendo oferecido.
Tal como a cabeça de João, o Batista em uma bandeja, o califado recebe o Brasil e muitas cabeças.

“Este artigo trata da situação da islamização do Brasil à luz da nova Lei de Imigração, aprovada pelo Senado do país e enviada para assinatura presidencial. Destaca as medidas que foram tomadas para aumentar a presença islâmica inexistente no Brasil para se tornar um poder influente. Tendo em mente que a política no Brasil tem um enorme fator complicador: a corrupção endêmica.

Durante uma conferência islâmica em Chicago, em 2008, ouvi o áudio de um discurso de um Imam no qual ele descreveu como o Brasil se tornaria uma nação islâmica dentro de 50 anos. Eu estava ciente do que estava acontecendo no Ocidente, mas eu pensei que o Brasil não estaria no eixo do interesse islâmico. Eu estava errado. Afinal de contas, o Brasil é a potência da América do Sul não apenas devido ao tamanho do país (lembre-se, o Brasil é maior do que os EUA sem o Alasca), mas também devido ao tamanho de sua economia e influência. Diz-se que onde o Brasil vai, vai a América do Sul. De fato.

Em 1964, um governo democrático, mas apoiado pela URSS, foi derrubado pelos militares brasileiros sob o pretexto de impedir que o Brasil se tornasse uma “Nova Cuba”. O regime militar permaneceu no poder, abandonando-o lentamente sob pressão de uma frente democrática que englobava políticos, sociedade e os bispos católicos brasileiros, a maioria deles adeptos da Teologia da Libertação. Durante este período ocorreu guerrilha de estilo comunista e vários líderes guerrilheiros acabaram deportados, principalmente para o Chile (sob Allende), Cuba ou França. Em 1988, foi promulgada uma nova Constituição e em 1989 realizaram-se eleições presidenciais. Os líderes guerrilheiros voltaram ao país sob uma lei de anistia e se juntaram a uma série de partidos pró-socialistas. O mais notável deles foi o Partido Trabalhista (PT), liderado pelo líder sindical Lula da Silva, que foi comparado por muitos a Lech Walesa e Václav Havel. A diferença é que, ao contrário de Walesa e Havel, Lula queria Socialismo e Globalismo.

O novo regime civil atingiu o seu ápice durante a presidência de Fernando Cardoso (1995-2003), dos sociais-democratas também de esquerda (PSDB). Ele controlou a inflação e levou o país a um crescimento fenomenal, embora sob acusações de corrupção desenfreada. Lula da Silva foi eleito em 2003, permanecendo no poder até 2011. Ele usou o legado econômico de seu antecessor, criando sua própria base de corrupção na tentativa de solidificar o poder. Seu objetivo era manter o Partido Trabalhista no controle permanente do Governo Federal. Ele foi seguido por Dilma Roussef em 2012, mas a economia não sobreviveu aos 8 anos de Lula da Silva e à corrupção que atingiu níveis sem precedentes. A corrupção foi tornada pública por alguns jovens e corajosos juízes no que se conhece como Operação Lava Jato. Dilma Roussef foi posta em causa, sendo substituída por seu vice-presidente, Michel Temer.

Deve-se mencionar que desde a presidência de Fernando Cardoso, o Brasil voltou-se para a esquerda e vários ex-guerrilheiros se tornaram Ministros de Estado. Continua até hoje sob o atual presidente.

Então entra a aliança profana entre a esquerda e o islamismo, ao estilo brasileiro.

A maior parte da esquerda no Brasil é anti-semita, anti-Israel e pró-palestina. Adicione à equação a animosidade inerente contra os EUA (acusada de ajudar os militares em 1964) e a derrubada de Saddam Hussein e al-Khadafi, bem como sua simpatia pelo Irã, e você tem portas abertas para qualquer líder islâmico para os altos Escalões de poder.

Desde o final da década de 1990 tem havido uma crescente presença de sauditas e apoio da UAE para um esforço exponencial na construção de mesquitas e madrassas, embora o número de muçulmanos continue pequeno (registros oficiais mencionam menos de 100.000 enquanto líderes islâmicos mencionam dois milhões).

Houve também um aumento no número de visitas de líderes islâmicos de qualquer tipo a funcionários do governo nos níveis estadual, municipal e federal. Tem havido também crescente atividade de segurança pública, incluindo a prisão de vários muçulmanos acusados ??de terrores, bem como a crescente atividade do Hezbollah em conexão com o crime organizado.

Mas o Islã não causou impacto na população local, como seus líderes gostariam. A única maneira para um crescimento mais rápido é promover a imigração muçulmana para o Brasil. Houve um esforço concentrado que ligava funcionários governamentais, ONGs (por exemplo, a Open Society Foundation de George Soros e a Fundação Ford), grupos cristãos e líderes islâmicos para abrir as portas para mais imigrantes e refugiados. A indústria halal é uma porta, mas não importa muçulmanos suficientes.

Conheça a nova Lei da Imigração:
O senador Aloysio Nunes, ex-combatente da guerrilha e agora Ministro das Relações Exteriores, é o autor desta legislação que, entre outras coisas, destrói as fronteiras do país. A intenção principal da esquerda brasileira é a “integração continental”, isto é, que a América do Sul se torne uma única entidade socialista (eles têm a Venezuela como um modelo, sério!). Assim, a nova legislação visa principalmente o livre trânsito de estrangeiros de países limítrofes, dando-lhes pleno direito de cidadania. Mas quem vem ao Brasil, mesmo como turista, pode reclamar o mesmo. As portas estão abertas a qualquer pessoa, de qualquer lugar. Esta lei, em termos práticos, deixa a política migratória brasileira nas mãos de organizações internacionais (por exemplo, a ONU e a União das Nações Sul-Americanas – UNASUL), sem limitar o número de Imigrantes que vêm para o Brasil. Como disse o ministro da Justiça: pode haver mil, dez mil, cem mil por ano, todos são bem-vindos. Acontece que o Brasil não pode prover seu povo, com dezenas de milhões de pessoas vivendo na pobreza; Como vai proporcionar “cem mil refugiados por ano”? Esta lei garante que os estrangeiros – qualquer um que queira ficar no Brasil – terão acesso a todos os serviços de saúde pública, bem-estar – como se fossem brasileiros. Mas o Brasil não é a Suécia nem a Alemanha. Quem vai pagar esta conta? Os visitantes (turistas) são considerados imigrantes, com todos os direitos, eles só precisam se declarar como tal. Os estrangeiros podem formar partidos políticos e sindicatos. Quem eles vão representar? Estão comprometidos com o bem comum público ou com forças e entidades externas? A lei permite a criação de “espaços comuns”. Desta forma, vários enclaves de estrangeiros serão criados no território brasileiro. Ao criar um país sem fronteiras, esta lei torna mais difícil lutar contra o narcotráfico e o tráfico de armas, o que já é um grande problema. O controle dos criminosos é comprometido, porque a lei permite a “não-criminalização da imigração”, ignorando o fato de que imigrantes ilegais ou perigosos existem! O Brasil enfrenta confrontos da pior espécie. Uma crise de confiança, uma crise moral, uma crise económica, a falta de emprego, uma grave crise no seu sistema de saúde pública e uma carga fiscal excessiva que prejudica a prosperidade econômica. Há 60.000 assassinatos por ano, 38.000 estupros e 7,6 milhões de armas ilegais que atravessam nossas fronteiras e um poder incontestável para o crime organizado e narcotraficantes. As leis que permitem um ‘mundo sem fronteiras’ falharam na Europa. Precisamos ser honestos e realistas. O discurso humanitário não sobreviverá à falta de emprego, ao preconceito que surgirá na confusão de disputas por pão, remédios, migalhas jogadas ao vento, e esta lei vem com valores errados, sem olhar para o que está dentro da porta. Abrir nossas portas ao mundo desconhecido é fechar a porta a uma vida digna dos brasileiros. Antes de propor uma lei para aceitar centenas de milhares de refugiados e imigrantes sem controles e fronteiras, nossos representantes devem entender que qualquer absorção de migração só pode ser feita por aqueles que têm as condições e os critérios em que essas condições são sustentadas. Mas parece que os nossos representantes não são melhores do que os europeus. Considerando que a União Europeia já manifestou o seu interesse em realocar os refugiados fora da Europa, o Brasil corre o risco de se tornar o esgoto da União Europeia.

Só uma última coisa. O prefeito de São Paulo, João Dória, um social-democrata, está vendendo bens municipais sob a desculpa de melhorar os serviços. Onde ele foi para anunciá-los? Para os países do Golfo. Ele é um candidato presidencial forte para as eleições no próximo ano. As perspectivas não são boas.”

O texto está perfeito e mostra exatamente como os inimigos da soberania nacional estão agindo. Alguns, talvez, apenas para benefício próprios, caso como vejo o de Dória, mas alguns, por excesso de servilismo: os jihadistas determinam, e muitos, como Temer, estão apenas seguindo ordens. Vocês, tanto uns, como outros e até mesmo, os inocentes, chorarão lágrimas de sangue.
Até onde percebemos, a história de nada adianta, não adianta ler, para quem enxerga mal e porcamente a pontinha do nariz.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 140118 – Escancaradas as Fronteiras do Brasil com a nova Lei de Imigração – (imagens da internet – Tradução: Rafael Abdalla – israelislamandendtimes com – brazil-first-nation-officially-eliminate-borders-muslims-welcome)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:
(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE #Libertarin

Elite são os filhos de Lula que em 4 anos ficaram milionários

Tem que ser visto, e temos que dar a mão à palmatória, que “feeling” para negócios, têm os filhos de lula, seus familiares e curiosamente, amigos mais chegados.
Ali foi que o toque de midas se fez manifesto, não existem pobres à volta dessa família. Seus amigos são tão milionários que liberaram para uso dos amigos menos favorecidos (Lula e família), apartamentos, chácaras, aviões, casas, etc…
Vejam que interessante, um amigo, empresta apartamento, outro empresta avião, outro ainda, paga tarifas de armazenagem em empresas especializadas, ou seja, são tarifas de altíssimo custo.
Mas, verdade seja dita, amigo mesmo, tem o amigo do amigo. Aquele do Rio de Janeiro, cuja mulher ganhou do amigo do marido, um anel de 300 mil Euros. Ora… Vão ter competência para negócios lá em outro lugar.
Se o povo brasileiro quer ser ignorante e analfabeto, tudo bem, a mim não; não nasci ontem e não trago escrito na testa a competência de burro, portanto, não precisa nem de provas para condenar o meliante, porque, as provas são exatamente as evidências.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 090118 – Elite são os filhos de Lula que em 4 anos ficaram milionários – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com/2018/01/14/elite-sao-os-filhos-de-lula-que-em-4-anos-ficaram-milionarios/

#COJAE

Elite são os filhos de Lula que em 4 anos ficaram milionários

Tem que ser visto, e temos que dar a mão à palmatória, que “feeling” para negócios, têm os filhos de lula, seus familiares e curiosamente, amigos mais chegados.
Ali foi que o toque de midas se fez manifesto, não existem pobres à volta dessa família. Seus amigos são tão milionários que liberaram para uso dos amigos menos favorecidos (Lula e família), apartamentos, chácaras, aviões, casas, etc…
Vejam que interessante, um amigo, empresta apartamento, outro empresta avião, outro ainda, paga tarifas de armazenagem em empresas especializadas, ou seja, são tarifas de altíssimo custo.
Mas, verdade seja dita, amigo mesmo, tem o amigo do amigo. Aquele do Rio de Janeiro, cuja mulher ganhou do amigo do marido, um anel de 300 mil Euros. Ora… Vão ter competência para negócios lá em outro lugar.
Se o povo brasileiro quer ser ignorante e analfabeto, tudo bem, a mim não; não nasci ontem e não trago escrito na testa a competência de burro, portanto, não precisa nem de provas para condenar o meliante, porque, as provas são exatamente as evidências.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 090118 – Elite são os filhos de Lula que em 4 anos ficaram milionários – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

O Cala Boca Inconstitucional a Carlos Fernando dos Santos Lima

Sobre a recomendação do Corregedor do CNMP para que restrinja minhas manifestações pessoais, retornando hoje as minhas atividades, faço as seguintes considerações:

“A tranqüilidade de consciência do Ministério Público depende de avanço que ele mesmo executará”. Roberto Lyra

1. A recomendação de lavra do Excelentíssimo Corregedor Nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel Moreira, é formalmente ilegal, pois o STF reconheceu (MS 31.306-DF, de 11.03.2014) ser descabida recomendação quando reconhecida a ausência de qualquer irregularidade na conduta do membro do Ministério Público.
2. A recomendação também pretende impor censura às minhas manifestações, o que ofende ao direito de livre manifestação do pensamento previsto na Constituição Federal (Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: … IV – é livre a manifestação do pensamento;).
3. A vedação do exercício de atividade político partidária pelo membro do MP (art.128, ?§5º, II, ‘e’, da CF) não significa que o membro do Ministério Público esteja obrigado a se calar como cidadão, mas sim que deve se abster de usar sua função para favorecer candidaturas ou partidos políticos.
Nesse sentido, Pontes de Miranda, ao interpretar a mesma regra em relação ao juízes na Constituição de 1969, ainda no tempo dos governos militares: “O que se veda ao juiz não é o ter opinião politico-partidária porque essa é livre: a Constituicão assegura que, por motivo de convicções filosóficas, políticas, ou religiosas, ninguém pode ser privado, de qualquer dos seus direitos, salvo se, alegando-as, se isentou de ônus ou serviços que a lei imponha aos Brasileiros, porque, então, o cidadão pode e deve ser privado dos direitos políticos (arts. 153, §§ 6º e 8º, e 149, §1º, b); e é inviolável a liberdade de consciência e de crença, bem como garantido o exercício, dos cultos religiosos, desde que êsses não contravenham a ordem pública e os bons costumes.
O juiz, desde que não esteja filiado a partidos ou não tenha atividade político-partidária, não infringe o princípio. Não constitui atividade político-partidária dirigir diários que discutam assuntos políticos e intervenham na vida política, desde que tais, diários não sejam órgãos de determinado partido ou de determinados partidos. Foi o que decidiu o Tribunal Superior Eleitoral, a 17 de julho de 1934: “O que se veda aos juízes no art. 66 da Constituição (de 1934), é o exercício de atividade político-partidária. Essa proibição, porém, só se refere à ação direta em favor de um partido e só assim alcança o juiz, por ser de se supor que não terá a isenção de ânimo necessária para decidir questões submetidas a seu julgamento, em que estejam envolvidas agremiações partidárias”.
(Comentários à Constituição de 1967, com emenda I, de 1969, tomo III, Forense, Rio de Janeiro, 1987,p.582/583).
4. A utilização da mídia, de palestras e aulas, de redes sociais e contatos pessoais para explicar a atividade do Ministério Público, as suas manifestações (aquilo que fez, não o que fará), as consequências das suas decisões, etc. são inerentes a sua atividade, especialmente em um mundo conectado e informado, pois cada vez mais se vê campanhas públicas de acusados para denegrir investigações e acusações, promotores e juízes, tentando fazer crer em inexistentes fragilidades da investigação ou acusação, ou ainda em desvios funcionais para favorecer outros políticos.
5. Como dizia Roberto Lyra: “A tranqüilidade de consciência do Ministério Público depende de avanço que ele mesmo executará”. A Lava Jato é um dos avanços executados pelo Ministério Público. Não cabe da minha parte qualquer recuo, portanto.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 080118 – O Cala Boca Inconstitucional a Carlos Fernando dos Santos Lima – (imagens da internet – Carlos Fernando dos Santos Lima – ANPR org br noticia/5340)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Observem os amigos do “AMIGO” como são cândidos

A polícia está à procura desse vagabundo PeTista. Ele está ameaçando a Ordem e a Justiça.
Ainda que ele estivesse certo, somente pelo fato de estar pervertendo a ordem, esse camarada já deveria estar sentindo o peso dos longos braços da Lei.

Segundo o indivíduo do vídeo:
Ela não tem ideia do que é a “Onda Vermelha, ela vai sentir o peso, quando nós chegar lá” – (referindo-se à Sargento que já disse estar esperando essa cambada lá em Porto Alegre)

Pois bem, eu como cidadão brasileiro, confesso que estou começando a gostar, porque esse povo está desafiando a nação inteira a uma reação. E acho que esse caboclo, não tem ideia do que é uma nação enraivecida por ter que sustentar vagabundos e ainda aguentar desaforo. E como agora está num momento de ruptura, como o Brasil está entendendo que essa coisinha idiota do “Politicamente Correto”, vai de um lugar nenhum a um caos previamente pensado pelas teorias comunistas, então creio que teremos, nós, o povo, a mostrar a esses “homens bravos”, como o desse vídeo, que a coisa mudou, e que agora, vocês podem até cantar de galo, mas é na cozinha da casa de vocês, e isso se a mulher de vocês deixar, porque segundo nos consta, a mulher de esquerda é a mulher do grelo duro, portanto, desconfio, dessa macheza toda…

Segundo o propagandista, estão prontos a meter fogo em tudo. Pois bem senhores generais, aí está, a forma como essa corja quer conversar. Será que existe ainda alguma dúvida?

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 110118 – Observem os amigos do “AMIGO” como são cândidos – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Caio Fábio mostra um pouco do que já era Lula em 1998

Caio Fábio, pastor evangélico, muito conhecido no meio cristão, foi uma pessoa que teve muito contato, e pelo que ele descreve em várias situações, conheceu Lula como muito poucos poderiam dizer tê-lo conhecido.
Neste vídeo ele fala um pouco do relacionamento de ambos, e pelo que ele descreve, sua intimidade com Lula, era bastante grande.
Vemos aqui, em um misto de confissão e de desabafo, o Caio Fábio, mostrando o lado de Lula que todo mundo conhece. Um Ladrão, espertalhão e que não mede esforços para conseguir o que quer.
Caio Fábio, a meu ver me surpreende, porque com o conhecimento que ele tinha, sabedor do que ele demonstra ter sabido, ter se calado, é no mínimo a meu ver, conivência.
Entendo que Caio Fábio possa não ter querido manifestar-se, o que o leva hoje, sob o meu ponto de vista, a ter que dormir com o barulho de sua consciência, porque ele poderia ter ajudado, pelo menos, a tentar brecar a caminhada do homem que viria a fazer tanto mal à nação.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 120118 – Caio Fábio mostra um pouco do que já era Lula em 1998 – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.

#COJAE

Maduro e o Holodomor Venezuelano

Esses comunistas dos infernos, que não sabem o que querem, porque se conhecessem o que propõem com toda a certeza não proporiam, por ver o grau de desumanidade contida nas propostas comunistas.
O que está acontecendo na Venezuela lembra o que nos conta a história acerca de “holodomor”, que em ucraniano quer significar “morte por fome”. Essa trágica parte da história foi ocasionada por Josef Stalin e seus seguidores por volta de 1930, trata-se portanto de um genocídio calculado, com o objetivo de eliminar uma parcela expressiva do povo.
Mas Deus é grande e fiel e com toda a certeza, veremos esses comunistas do dinheiro e da propriedade dos outros, cercados pela população e então sentirão o gosto de seu próprio veneno. (ap. Ely Silmar Vidal – WhatsApp 41-99821-2381 – teólogo, psicanalista, jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 110118 – Maduro e o Holodomor Venezuelano – (imagens da internet – Notícias Agrícolas noticias politica-economia/205596-supermercados-da-venezuela-sao-cercados-estamos-com-fome-queremos-comida)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:
(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Ser PM no Brasil

Ser policial no Brasil é difícil
e isso é fácil de perceber
Os bandidos estão fazendo o que quer
e no final das contas o lesado é você
Ser pego fumando maconha
não dá nada pois já é normal
Depois de tomarmos o cigarro,
eles ficam rindo e ainda dão tchau
Se prendemos um cara hoje
com garra e primazia
o bandido sai primeiro do que nós, lá de dentro da delegacia. Se trabalharmos correto fazendo a nossa missão
a justiça vai lá e solta, meu amigo que esculhambação.
Se o meliante for menor, vixe, não pode nem encostar a mão
mas eles podem escolher o presidente da Nação.
Resumindo guerreiros, faço aqui este apelo
pois o nosso trabalho aqui no Brasil, está sendo só enxugar gelo.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 050118 – Ser PM no Brasil – (recebido por WhatsApp – @jacksonfigueiredo)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

Gilmar: a Batalha do Itararé, e a mídia aplaude maluco que dança

Gilmar Mendes e uma quantidade enorme de chavões e repetições dos mesmos, sem as devidas respostas à altura das perguntas pertinentes.
Muito interessante e oportuna esta entrevista que o Gilmar Mendes dá ao Datena, ao que tudo indica é uma entrevista dada à distância no dia 29/12/17. Gilmar Mendes estaria em Portugal e Datena em alguma praia.
Creio ser muito bom observar que Gilmar Mendes, tergiversa e não responde, além de fazer uma colocação que deixa o Datena com a pulga atrás da orelha:

“Eu sei que hoje vocês acham isso normal, até que a crise bata às portas de vocês, que vai bater. Se essa onda autoritária continuar, vai bater.” (Gilmar Mendes) “Ministro isso é uma ameaça ou uma análise histórica.” (Datena)

Embora o Datena se utilize de uma linguagem suave, percebe-se que Datena é bastante crítico ao assunto e busca uma resposta mais ampla, da qual o Gilmar escapa como bagre ensaboado.
Segundo diz o Gilmar Mendes, estaria sendo criada uma “onda do Direito Penal de Curitiba”.
“Prisão provisória para que a pessoa delate, Em linguagem vulgar isso significa utilizar a prisão provisória como método de tortura” Isso é pejorativo, e está colocando em suspeição todo o trabalho da Lava Jato.
Esse homem não chega a falar mais abertamente, porque creio, ele não tem a coragem ainda suficiente para tal ato, mas que sua vontade e o que deixa derramar de sua boca é exatamente isso, como se pode observar na entrevista completa.

A mídia bate palma para maluco dançar. Quem é o maluco, Gilmar? Pois você também está muito em evidência e faz muito tempo.

“Não entenda minha palavra nunca como ameaça.” (Gilmar Mendes)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 080118 – Gilmar: a Batalha do Itararé, e a mídia aplaude maluco que dança – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE

A “luta de classes” é real – só que os lados opostos são diferentes do que imagina a esquerda

A teoria liberal-clássica é a única que explica a situação corretamente

“A história da humanidade é a história da luta de classe”, escreveram Karl Marx e Friedrich Engels logo no início do primeiro capítulo de O Manifesto Comunista.
Segundo o núcleo básico do sistema de crenças marxista, a história da humanidade é a história das lutas entre uma classe dominante relativamente pequena e uma classe de explorados bastante numerosa. A principal forma de exploração é econômica: a classe dominante expropria parte da produção gerada pelos explorados — ou, como dizem os marxistas, a classe dominante “se apropria da mais-valia social e a utiliza para seus próprios propósitos de consumo.”
Essa teoria, em si mesma, é absolutamente correta. No entanto, Marx cometeu um erro crasso ao apontar quais seriam os lados antagônicos desta batalha.
De acordo com Marx, os sistemas sociais pré-capitalistas, como a escravidão e o feudalismo, eram caracterizados pela exploração. Não há nenhuma controvérsia quanto a isso. Afinal, o escravo não é um trabalhador livre e não se pode dizer que ele ganha por estar escravizado. Ao contrário, ao ser escravizado, sua utilidade é reduzida em prol de um aumento na riqueza apropriada pelo escravizador. O interesse do escravo e o interesse do dono do escravo são de fato antagônicos.
O mesmo é válido quanto aos interesses do senhor feudal que extrai impostos sobre a terra de um agricultor que se apropriou originalmente dela. Os ganhos do senhor são as perdas do agricultor.
E também não há controvérsia quanto ao fato de que tanto a escravidão quanto o feudalismo de fato obstruem o desenvolvimento das forças produtivas. Nem o escravo nem o servo serão tão produtivos quanto seriam sem a escravidão ou a servidão.
No entanto, a idéia genuinamente nova do marxismo — e que deturpou em definitivo toda a ideia, até então correta, da luta de classes — foi afirmar que, essencialmente, nada muda quando se sai do sistema escravagista para o sistema capitalista; nada muda se o escravo se torna um trabalhador livre, ou se o agricultor decide cultivar uma terra originalmente apropriada por outra pessoa e paga um aluguel para fazer isso.
Não só não há luta de classes entre assalariados e patrões sob um arranjo genuinamente capitalista, como também os interesses de ambos não são rivais, mas sim complementares. (Sobre isso, você pode encontrar explicações completas aqui e aqui.)
A luta de classes existente no mundo atual não antagoniza trabalhadores e empreendedores, mas sim os coloca lado a lado. E contra o mesmo inimigo.
No mundo atual, a luta de classes é outra
Vale ressaltar que a teoria do conflito de classes não foi criada por Marx, mas sim pelos liberais franceses do século XIX. Com efeito, foram os intelectuais liberais-clássicos da França, da Inglaterra e dos EUA que lideraram o desenvolvimento inicial desta teoria.
Marx, Engels e mesmo Lênin estavam bem cientes das origens da doutrina de classes, e reconheciam abertamente suas influências burguesas. Entretanto, os marxistas criaram uma versão própria da teoria, a qual, além de ser inferior àquela desenvolvida pelos liberais franceses, era também completamente destituída de sentido lógico (ver os dois links do penúltimo parágrafo da seção acima).
Tanto Marx quanto os liberais franceses concordavam que a sociedade era formada por uma classe de exploradores e por uma classe de explorados. Entretanto, para os liberais, a sociedade não era dividida entre a burguesia e o proletariado, mas sim entre a classe produtiva e a classe política.
Os liberais mostraram que havia duas maneiras de se organizar o esforço humano produtivo: por meio da cooperação pacífica e do comércio, ou por meio da violência.
Cada método — paz ou poder — cria grupos de pessoas com interesses distintos e conflitantes. O primeiro organiza os indivíduos dentro de um sistema de divisão do trabalho, no qual cada pessoa contribui voluntariamente para o bem-estar de terceiros (pois é do interesse próprio delas fazer isso). Já o último organiza os indivíduos em grupos políticos que usufruem o monopólio da coerção e do esbulho.
A filiação de um indivíduo a uma classe não depende de suas funções econômicas — ser assalariado ou empreendedor —, mas sim de sua fonte de renda. O poder político e seus privilégios são as principais fontes de distinção de classes.
Assim, a sociedade pode ser dividida entre a classe produtiva e a classe política: a classe produtiva é formada por aqueles indivíduos que criam riqueza por meio do trabalho, do empreendedorismo, da cooperação pacífica e voluntária, e do comércio; já a classe política é formada por aqueles indivíduos que vivem da exploração desta classe produtiva — no caso, do confisco da renda criada pelos produtivos.
No final, a sociedade é formada, de um lado, por indivíduos que são beneficiários líquidos desta exploração, e, de outro, por indivíduos que são as vítimas desta exploração.
É extremamente importante ressaltar que a classe política não se limita apenas a políticos detentores de cargos públicos. Estes, com efeito, são seus mais ínfimos representantes. A classe política é majoritariamente composta por todos aqueles que se beneficiam da redistribuição da renda confiscada da classe produtora: além dos próprios políticos, a classe política inclui:
a) funcionários públicos (que são recebedores líquidos de impostos);
b) grandes empresários cujas receitas advêm majoritariamente de contratos com o governo (como empreiteiras que fazem obras públicas);
c) empresários que recebem subsídios do governo;
d) empresários protegidos por tarifas de importação;
e) empresários que usufruem uma reserva de mercado protegida pelo governo;
f) pessoas que recebem benefícios assistencialistas (em volume maior do que pagam em impostos).
Todos estes são, em última instância, sustentados por empreendedores e trabalhadores assalariados, que pagam impostos e recebem pouco (ou nada) em troca. A riqueza produzida por estes é parcialmente confiscada pela classe política e redistribuída para seus integrantes. Não fossem os empreendedores e trabalhadores (a classe produtiva) não haveria como existir a classe política, pois não haveria riqueza a ser espoliada.
Assim, o estado — que é a instituição que efetua o ato da tributação e da redistribuição — é quem estabelece e institucionaliza a divisão de classes e, inevitavelmente, a luta de classes. O estado não apenas institucionaliza a redistribuição como também cria uma rede de privilégios acessível apenas aos indivíduos e grupos que ele privilegia.
Embora seja difícil definir de maneira perfeita os membros de cada classe, uma boa maneira de começar é distinguindo aqueles que auferem sua renda por meio da produção daqueles que auferem sua renda por meio do esbulho. Há ocasiões em que o mesmo indivíduo pertence aos dois grupos: por exemplo, um funcionário público que também possui um empreendimento produtivo, ou um empreendedor que consegue um subsídio ocasional do estado.
Em geral, no entanto, os membros produtivos da sociedade são pagadores líquidos de impostos, ao passo que os membros da classe política sobrevivem parasiticamente como consumidores líquidos de impostos. A tributação é quem institucionaliza a divisão entre, de um lado, o estado e seus grupos privilegiados, e, de outro, as classes produtivas.
Conclusão
A luta de classes existe e é real. Só que os antagonistas não são aqueles imaginados pela esquerda. Ao contrário, empreendedores e assalariados quase sempre estão do mesmo lado da batalha. O inimigo em comum de ambos é o estado, que é a instituição que divide a sociedade em dois grupos: a classe privilegiada politicamente (que necessariamente é a minoria da população) e aqueles que a sustentam (empreendedores e trabalhadores).
Neste quesito, vale repetir um dos mais brilhantes ensaios já escritos sobre filosofia política: Disquisition on Government, de John C. Calhoun. Segundo Calhoun:
[O] inevitável resultado desta iníqua ação fiscal do governo será a divisão da sociedade em duas grandes classes: uma formada por aqueles que, na realidade, pagam os impostos — e, obviamente, arcam exclusivamente com o fardo de sustentar o governo —, e a outra formada por aqueles que recebem sua renda por meio do confisco da renda alheia, e que são, com efeito, sustentados pelo governo.
Em poucas palavras, o resultado será a divisão da sociedade em pagadores de impostos e consumidores de impostos.
Porém, o efeito disso será que ambas as classes terão relações antagonistas no que diz respeito à ação fiscal do governo e a todas as políticas por ele criadas. Pois quanto maiores forem os impostos e os gastos governamentais, maiores serão os ganhos de um e maiores serão as perdas de outro, e vice versa. E, por conseguinte, quanto mais o governo se empenhar em uma política de aumentar impostos e gastos, mais ele será apoiado por um grupo e resistido pelo outro.
O efeito, portanto, de qualquer aumento de impostos será o de enriquecer e fortalecer um grupo [os consumidores líquidos de
impostos] e empobrecer e enfraquecer o outro [os pagadores líquidos
de impostos].
Consequentemente, quanto mais inchado se torna o governo, maior e mais intenso passa a ser o conflito entre essas duas classes sociais.
Por tudo isso, a análise da luta de classes é tão relevante hoje quanto era há dois séculos, se não mais. Com efeito, difundi-la pode ser tão importante para o avanço da liberdade quanto a difusão da teoria marxista foi para o progresso do socialismo.
Tragicamente, a mensagem libertária é simples, porém difícil de ser comunicada efetivamente: a exploração violenta por meio da política cria um conflito de classes destrutivo; já a cooperação pacífica por meio do mercado cria a prosperidade.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 120118 – A “luta de classes” é real – só que os lados opostos são diferentes do que imagina a esquerda – (imagens da internet – Mises org BR – rticle.aspx?id=2825)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:
(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://

#COJAE

Trem-Bala

“Não é sobre ter todas as pessoas do mundo pra si
É sobre saber que em algum lugar alguém zela por ti
É sobre cantar e poder escutar mais do que a própria voz
É sobre dançar na chuva de vida que cai sobre nós

É saber se sentir infinito num universo tão vasto e bonito
É saber sonhar
E, então, fazer valer a pena cada verso daquele poema sobre acreditar

Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu
É sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu
É sobre ser abrigo e também ter morada em outros corações
E assim ter amigos contigo em todas as situações

A gente não pode ter tudo
Qual seria a graça do mundo se fosse assim?
Por isso, eu prefiro sorrisos e os presentes que a vida trouxe Pra perto de mim

Não é sobre tudo que o seu dinheiro é capaz de comprar
E sim sobre cada momento sorriso a se compartilhar
Também não é sobre correr contra o tempo pra ter sempre mais Porque quando menos se espera a vida já ficou pra trás

Segura teu filho no colo sorria e abrace teus pais
Enquanto estão aqui que a vida é trem-bala, parceiro
E a gente é só passageiro prestes a partir

Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá
Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá

Segura teu filho no colo sorria e abrace teus pais
Enquanto estão aqui que a vida é trem-bala, parceiro
E a gente é só passageiro prestes a partir” – (Ana Vilela)

Que isto nos dê um novo alento, porque não somente a letra, mas o vídeo trazem a informação do quanto nossa vida é passageira.
Que o Senhor te oriente no rumo correto a seguir, para que um dia possa enfim dizer: “Cumpri a carreira…” – (ap. Ely Silmar Vidal – WhatsApp 41-99821-2381 – teólogo, psicanalista e jornalista)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(014) 41 9 8514-8333 (Oi)
(041) 41 9 9820-9599 (Tim)
(015) 41 9 9109-8374 (Vivo)
(021) 41 9 9821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 030118 – Trem-Bala – (Ana Vilela) – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#InstitutoIESS