Hino Nacional Brasileiro

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da pátria nesse instante.
Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!
Ó pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do cruzeiro resplandece.
Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.
Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!
II
Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do novo mundo!
Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores; “Nossos bosques têm mais vida”, “Nossa vida” no teu seio “mais amores”.
Ó pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
– Paz no futuro e glória no passado.
Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.
Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!
Letra‎: ‎Joaquim Osório Duque Estrada‎ – Composição‎: ‎Francisco Manuel da Silva‎ – https://youtu.be/c7XYtVA4bKo

“Porque você não lamenta os 24 mil leitos de hospital fechados pelo PT?”

Que decepção com essa classe artística brasileira! Nunca fizeram nada pelos pobres do Brasil. Só pensam em si mesmos
Hoje recebo a notícia que a Faculdade de Comunicação da UFRJ está fechando as portas por falta de dinheiro. Cadê a indignação da Classe artística ? Cadê o desabafo de Wagner Moura?
Wagner não lamenta o fechamento de 24 mil leitos hospitalares pelo governo Dilma.
Porque você não apareceu para lutar contra os desvios nas estatais ?
Porque não levantou sua voz nos superfaturamentos dos estádios para a Copa do Mundo ?
Porque você não se indignou com tantas obras prometidas e não realizadas […] Nem tampouco escreveu um artigo quando subiram as contas de energia elétrica depois de prometerem sua redução?
Porque [Sr. Wagner] vocês não fazem mutirões pra fazer shows ou peças beneficentes pras favelas, para hospitais sem recursos, para comprar cisternas para o povo da seca ?
Pô Wagner! Porque vocês não fazem ‘videozinhos’ no Youtube para defender os 11 milhões de desempregados de nosso país?
Vocês vivem esfregando riqueza e ostentação na cara do povão e agora querem dar uma de coitados mambembe ?
Será que você se dá conta do que aconteceu com as contas públicas brasileiras? Que estamos em uma situação jamais vivida desde a crise de 1929?
Vai te catar Wagner! Michel Temer não vale nada […] disso eu sei! Só que Dilma vale menos ainda!
ahhh…só uma pergunta pra você caro artista: Você considera TROPA DE ELITE e NARCOS (a vida de Pablo Escobar) como CULTURA?
18/05/2016 – (Patrícia Carvalho) -diariodobrasil.org/porque-voce-nao-lamenta-os-24-mil-leitos-de-hospital-fechados-pelo-pt/#

Dilma e Lula. Não há mais espaço para os dois

Da série “Antes que me esqueça…” nº06
Lula tem motivos de sobra para aparecer abatido, deprimido, preocupado, como atestam as fotos feitas na área externa do palácio do Planalto, por ocasião da saída de Dilma.
O rastreamento de suas pegadas pela operação Lava Jato, a aprovação do impeachment e as nuvens ameaçadoras que pairam no seu horizonte político e no seu partido são motivos de sobra para seu estado de espírito.
Creio, entretanto que há outras razões e, provavelmente mais graves e difíceis de lidar, que passam despercebidas.
Refiro-me às relações de Lula e Dilma e, curiosamente, às condições políticas do criador e da criatura no futuro próximo.
Dilma, por uma daquelas situações imprevistas que se constituem na política, ganhou com o impeachment uma liberdade que antes não tinha: não precisa mais fazer o que não sabe e, ainda por cima, fingindo que sabe – governar.
Não corre mais o risco de presidir o país em meio ao caos econômico e político. O jogo do poder empurrou-a para a guerrilha política novamente, talvez a única forma de política que sabe jogar, restabelecendo uma continuidade que fora rompida na década de 70.
Por guerrilha política entenda-se um conflito político (não militar) feito de escaramuças pontuais para desgastar o inimigo, enfraquecê-lo e conquistar o poder.
Atente-se para o que ela ganhou com o afastamento compulsório provocado pelo processo de impeachment.
Ganhou um inimigo – Temer e seu governo; ganhou os meios de combate – veículos, casas, recursos para viajar dentro do país e no exterior, acesso aos meios de comunicação, auxiliares pagos; ganhou uma causa – lutar contra o golpe em nome da democracia que ela não precisa justificar; ganhou também um tema emocional para mobilizar apoio – sua vitimização; ganhou ainda aliados no Brasil e no exterior, o suficiente para produzir fatos, notícias e declarações; ganhou uma condição mais protegida que Lula em relação à ameaça da operação Lava Jato; e ganhou um partido que, goste ou não, terá que fazer dela a sua bandeira.
Lula, contrariamente à Dilma, será obrigado a “jogar na defensiva” e a ofensiva que lhe restará será apoiar Dilma…
Apoiar Dilma é o que ele tem feito, contrariando seus desejos e ambições. Apoiou de mau grado – segundo se diz – na eleição que desejava disputar; apoiou ao oferecer seus auxiliares mais próximos (Wagner, Berzoini) para ajudá-la no governo, apoiou ao aceitar tornar-se chefe da casa civil do seu governo – uma nítida posição de inferioridade – e apoiou ao se instalar no Hotel Royal Tulip para conseguir votos para ela na Câmara e no Senado.
Ao aceitar a posição subalterna e ao pôr sua reputação, prestígio e esforço à serviço da luta contra o impeachment, Lula deu-lhe o reforço de legitimidade – dentro do PT e na esquerda – com o qual ela poderá removê-lo da liderança do partido.
Se Dilma conseguir evitar o impeachment (o que até agora parece pouco provável) não precisará mais de Lula ao seu lado e, ao contrário, Lula talvez seja então um peso a carregar. Ela terá ocupado o espaço do comando do PT, por ter logrado uma vitória em condições muito difíceis e, mais ainda, poderá herdar de Temer um Brasil certamente melhor, no rumo do crescimento e da estabilização.
Se non è vero, forze è bene trovato.
por Francisco Ferraz – Artigo publicado em 18/05/2016 -puggina.org/artigo/outrosAutores/dilma-e-lula-nao-ha-mais-espaco-para-os-dois/7899

Um começo “porreta”: Temer faz mais e melhor em meio dia do que o PT em 13 anos!

Michel Temer teve apenas a metade de um dia no comando do governo até agora. Ainda assim, já fez mais e melhor do que o PT em 13 anos! Duvida? Acha que exagero? Então vejamos.
Para começo de conversa, restabeleceu o português como língua oficial nos pronunciamentos da presidência. Sim, aquilo que Lula e principalmente Dilma falavam era outra língua, algum dialeto qualquer. Dilma, então, não era capaz de dizer uma frase com começo, meio e fim que tivesse lógica, coerência. Temer fala bem. Faz bom uso de nossa língua. Utiliza até mesóclise. Dar-lhe-ei crédito por isso. Já é um salto e tanto de qualidade.
Mas não é apenas a forma; o conteúdo também teve enorme upgrade. Temer fez um discurso com cores republicanas e até liberais, destacando as funções básicas do estado e pregando mais espaço para a iniciativa privada. Fez distinção entre governo e estado, algo que se perdera completamente na era lulopetista. Tem sido assessorado por gente de respeito, como o professor de filosofia Denis Rosenfield.
Outra mudança sutil, mas profunda, pode ser encontrada na nova logomarca do governo. As cores vermelhas desapareceram. Agora temos o azul em destaque, com a mensagem “ordem e progresso”, justamente o que está em falta no Brasil. O diabo está nos detalhes, e esse detalhe é relevante sim. Fora slogans populistas, megalomaníacos e socialistas do PT; agora é hora de pensar na união do país, de forma serena e séria.
Em seguida, apresentou Henrique Meirelles como ministro da Fazenda. Meirelles foi presidente do Bank Boston, candidato pelo PSDB, depois presidente do Banco Central no primeiro mandato de Lula, o único em que a responsabilidade fiscal foi minimamente respeitada. É um bom nome para a economia, e deve levar consigo uma equipe técnica boa, com nomes como Mansueto Almeida na Secretaria do Tesouro, no lugar de Arno Augustin, e Ilan Goldfajn no Banco Central, no lugar de Alexandre Tombini. Mudanças da água (suja) para o vinho.
O discurso fala em privatizar a infraestrutura do país, o que é altamente desejável, e em corte de milhares de cargos não-concursados no governo, novamente algo muito importante. Ou seja, ao que tudo indica, Temer vai mesmo na necessária linha de menos estado, mais mercado. E Meirelles disse que a reforma da Previdência é uma prioridade, o que está totalmente correto.
Seu ministério está longe de ser sensacional, não por não ter mulher, uma denúncia que só feministas bobocas fazem (preferiam quando tínhamos uma “presidenta” incompetente e ligada a uma quadrilha?), e sim porque nomes estranhos fazem parte da lista. Ainda assim, a quantidade de ministério foi significativamente reduzida, um avanço, e o Ministério da Cultura (MinC) incorporado no da Educação, entregue para o DEM. A elite artística chiou, mas o choro é livre. O que preocupa essa turma é a perda de boquinhas, pois a cultura verdadeira é viva na sociedade, não precisa de mecenas estatal. Um golaço de Temer.
Na mesma linha, o novo presidente (interino) decidiu cortar as verbas para a imprensa chapa-branca, para os blogs sujos que faziam propaganda escancarada para o PT. A esgotosfera está com seus dias contados. Temer vai asfixiar as prostitutas do jornalismo financeiramente, para desespero dos vagabundos. Não é à toa que a esquerda radical está em polvorosa. Diz que não reconhece Temer, “esse canalha”, como presidente. Gostam é dos canalhas do PT, que liberam verbas públicas para suas mamatas.
Ou seja, Temer, em meio dia de governo, deu duros golpes na esquerda radical incrustada no estado, gerou a revolta dos “movimentos sociais”, dos “intelectuais” e artistas engajados, e das feministas recalcadas de esquerda. Tudo isso enquanto valorizava a língua portuguesa, com uma mensagem clara e positiva, com postura discreta e institucional. E ainda por cima colocando a educação (e cultura) nas mãos do DEM e a economia nas mãos de gente capaz.
Não dá para negar: os petistas fizeram ao menos uma coisa razoável na vida, ainda que de forma inconsciente. Votaram em Michel Temer para vice-presidente. Trata-se de alguém muito acima dos padrões petistas. Seu começo de gestão foi alvissareiro. Claro que não podemos relaxar. Mas, se continuar assim, Temer vai contar com o apoio do Brasil trabalhador, independente de verbas públicas, aquele que produz riquezas. Em frente.
13/05/2016 – Rodrigo Constantino -rodrigoconstantino.com/artigos/um-comeco-porreta-temer-faz-mais-e-melhor-em-meio-dia-do-que-o-pt-em-13-anos/

Lugar Sagrado

Jovens invadem e depredam aquele que deveria ser o mais sagrado dos lugares.
Não é uma igreja, não é um palácio, não é um estádio, é uma escola.
Escolas são lugares sagrados, não no sentido divino ou religioso, mas compreendido como um lugar a ser venerado porque ali se busca o saber, o conhecimento. É ali que se exercita a razão, nossa única ferramenta para a preservação da vida.
Escola não é lugar onde se produz e difunde dogmas, como uma igreja; não é lugar onde se possa produzir coerção, como num palácio; não é lugar para se deixar mover pela paixão, como num estádio.
Escola é lugar para a descoberta da verdade. Não é um lugar para se aprender a obedecer os outros, é um lugar para se aprender a usar a razão, para se aprender a conhecer a realidade, aprender a lógica, descobrir a natureza.
Escola não é um lugar de doutrinação, de catequese, de cooptação, de arrebatamento.
Escola é um lugar para se construir mentes livres e independentes, capazes de gerar valor com base no entendimento.
Entendimento de como as coisas funcionam e como se pode cooperar para aprimorá-las.
Escolas, igrejas, palácios e estádios são lugares simbólicos, cada um com o seu significado.
Todos podem abrigar pessoas com boas ou más intenções. No entanto, não há lugar onde a ação humana terá maior e mais duradoura repercussão do que numa escola.
É ali que se investe no futuro, é ali que se constrói, quase que irreversivelmente, a próxima geração.
Escolas deveriam ser mantidas, pedagógica, operacional e financeiramente, como as mentes de seus frequentadores, livres e independentes, longe dos dogmas, longe da coerção, longe das paixões.
(Roberto Rachewsky – Artigo publicado em 17/05/2016) -puggina.org/artigo/outrosAutores/lugar-sagrado/7897

A História do Brasil do PT

Sem apoio ao pensamento liberal, não importa quantas Dilmas destruírem o Brasil, pois elas serão produzidas em série.
A nova Dilma está sentada ao lado da sua filha na escolinha
A “batalha do impeachment” é a ponta do iceberg de um problema maior, problema este que transcende em muito o cenário mais imediato da crise política brasileira e que independe do destino do impeachment e de sua personagem tragicômica Dilma.
Mesmo após o teatro do impeachment, a história do Brasil narrada pelo PT continuará a ser escrita e ensinada em sala de aula. Seus filhos e netos continuarão a ser educados por professores que ensinarão esta história. Esta história foi criada pelo PT e pelos grupos que orbitaram ao redor do processo que criou o PT ao longo e após a ditadura. Este processo continuará a existir. A “inteligência” brasileira é escrava da esquerda e nada disso vai mudar em breve. Quem ousar nesse mundo da “inteligência” romper com a esquerda, perde “networking”.
Ao afirmar que a “história não perdoa as violências contra a democracia”, José Eduardo Cardozo tem razão num sentido muito preciso. O sentido verdadeiro da fala dos petistas sobre a história não perdoar os golpes contra a democracia é que quem escreve os livros de história no Brasil, e quem ensina História em sala de aula, e quem discorre sobre política e sociedade em sala de aula, contará a história que o PT está escrevendo. Se você não acredita no que digo é porque você é mal informado.
O PT e associados são os únicos agentes na construção de uma cultura sobre o Brasil. Só a esquerda tem uma “teoria do Brasil” e uma historiografia.
Esta construção passa por uma sólida rede de pesquisadores (as vezes, mesmo financiada por grandes bancos nacionais), professores universitários, professores e coordenadores de escolas, psicanalistas, funcionários públicos qualificados, agentes culturais, artistas, jornalistas, cineastas, produtores de audiovisual, diretores e atores de teatro, sindicatos, padres, afora, claro, os jovens que no futuro exercerão essas profissões. O domínio cultural absoluto da esquerda no Brasil deverá durar, no mínimo, mais 50 anos.
Erra quem pensa que o PT desaparecerá. O do Lula, provavelmente, sim, mas o PT como “agenda socialista do Brasil” só cresce. O materialismo dialético marxista, mesmo que aguado e vagabundo, com pitadas de Adorno, Foucault e Bourdieu, continuará formando aqueles que produzem educação, arte e cultura no país. Basta ver a adesão da camada “letrada” do país ao combate ao impeachment ao longo dos últimos meses.
Ao lado dessa articulada rede de agentes produtores de pensamento e ação política organizada, que caracteriza a esquerda brasileira, inexiste praticamente opção “liberal” (não vou entrar muito no mérito do conceito aqui, nem usar termos malditos como “direita” que deixam a esquerda com água na boca).
Nos últimos meses apareceram movimentos como o Vem Pra Rua e o MBL que parecem mais próximos de uma opção liberal, a favor de um Brasil menos estatal e vitimista. Ser liberal significa crer mais no mercado (sem ter que achá-lo um “deus”) e menos em agentes públicos. Significa investir mais na autonomia econômica do sujeito e menos na dependência dele para com paternalismos estatais. Iniciativas como fóruns da liberdade, todas muitos importantes para quem acha o socialismo um atraso, são essencialmente incipientes. E a elite econômica brasileira é mesquinha quando se trata de financiar o trabalho das ideias. Pensa como “merceeiro”, como diria Marx. Quer que a esquerda acabe por um passe de mágica.
O pensamento liberal no Brasil não tem raiz na camada intelectual, artística ou acadêmica. E sem essa raiz, ele será uma coisa de domingo a tarde.
A única saída é se as forças econômicas produtivas que acreditam na opção liberal financiarem jovens dispostos a produzir uma teoria e uma historiografia do Brasil que rompa com a matriz marxista, absolutamente hegemônica entre nós. Institutos liberais devem pagar jovens para que eles dediquem suas vidas a pensar o país. Sem isso, nada feito.
Sem essa ação, não importa quantas Dilmas destruírem o Brasil, pois elas serão produzidas em série.
A nova Dilma está sentada ao lado da sua filha na escolinha.
Luiz Felipe Pondé – Filósofo – 15/05/2016 – (Publicado originalmente na Folha) -puggina.org/artigo/outrosAutores/a-historia-do-brasil-do-pt/7893

CRISE – Exército teme ‘ações terroristas’

O afastamento da presidente Dilma Rousseff pode gerar um período de agitação e ações desestabilizadoras no Brasil. Similar ao que acontece na Argentina onde grupos filiados ao Governo K agem na desestabilização do Governo Macri.
Ações de bloqueio realizadas na cidade de São Paulo. Com poucos recursos consegue tumultuar bastante a vida da cidade
A possibilidade concreta de ataques terroristas durante as Olimpíadas, no Rio de Janeiro, é apenas mais uma preocupação para o Exército Brasileiro. Fontes ligadas às Forças Armadas afirmaram à DefesaNet que o clima de tensão se agravou nas últimas horas com a saída de Dilma Rousseff.
O Batalhão de Caçapava, no Vale do Paraíba paulista, está de prontidão há uma semana para possíveis bloqueios e ataques ao longo da Rodovia Presidente Dutra e também expediu um comunicado de alerta para os centros de ‘Tiro de Guerra’ para que reforcem a guarda nos depósitos de armamentos leves.
O alvo desta vez não é o Estado Islâmico ou qualquer ação que venha do Oriente Médio ou dos países ocupados pela Rússia ou Estados Unidos. Mas de grupos irregulares como o colombiano, s Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), que já atuou financiada por partidos políticos de esquerda e sindicatos na desocupação pela Polícia Militar de São Paulo da invasão numa área privada sob litígio judicial conhecida como ‘Pinheirinho’, em São José dos Campos, em 2012.
Outro grupo que tem chamado atenção são os de extrema esquerda argentinos “La Campora”, criados pelos Governos Kirchner como elementos de apoio e ataque a adversários. Atualmente trabalham na desestabilização do Governo Mauricio Macri.
Desde o governo Lula, as FARC não são consideradas uma entidade terrorista no Brasil e nem envolvidas com narcotráfico, como já foi declarado pelas autoridades colombianas e dos Estados Unidos. As FARC são consideradas uma organização terrorista pelo governo da Colômbia, dos Estados Unidos, Canadá e pela União Europeia, inclusive já tendo sequestrado e mantido em cativeiros diversos estrangeiros, inclusive brasileiros.
Os governos do Equador, Bolívia, Brasil, Argentina e Chile não consideram o ‘exército popular’ de vertente marxista-leninista uma entidade terrorista e a reconhecem como legítima. Isso facilitaria em muito o trânsito dos ‘guerrilheiros’ no território do país, inclusive com recentes embates no Acre.

Outras Vertentes
Segundo fontes, a inteligência das Forças Armadas constatou que alas mais radicais do PT e de centrais sindicais, além de movimentos irregulares como o MST e MTST, pretendem recorrer as táticas de ações urbanas para iniciar um movimento nacional de desestabilização do governo de Michel Temer.
Uma das ameaças feitas pelo ex-presidente Luiz Inácio com o “exército do Stédile” são relativizadas. Mais importante é o surgimento de novos grupos de extrema-esquerda.
Grupos que seguem as tendências “Trotskistas” e “Anarquistas” dentro dos movimentos estudantil. Para isso as ações de “ocupações” de escolas são prioritárias como fator de arregimentação e doutrinação ideológica para estes grupos.
Interessante que estas ações são amplamente apoiadas pela imprensa e estão disseminando-se pelo Brasil.
Um item que atrai a atenção dos militares é a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), criada em 2007 pelo ex-presidente Luiz Inácio. Projeto grandioso cujo campus está em construção. Já está em funcionamento sendo a aluna mais famosa, a venezuelana Daniella Cabello Contreras filha do deputado Diosdado Cabello, homem forte no regime chavista. Ela foi aprovada em 2016, em ciência política e sociologia.
Como suas instalações estão na área da Itaipu Binacional conseguem escapar ao controle de autoridades brasileiras.

Ações de emboscada
Outro ponto importante são as ações de emboscada com o foco de tornar inviável o trânsito pela principal rodovia do país, a Via Dutra e atuar fortemente nas capitais e nas cidades do eixo Rio-São Paulo com manifestações surpresas e com alto impacto na população. De acordo com os militares ouvidos, o propósito é ‘instaurar o clima de terror e pânico e confundir as polícias e as próprias armadas sobre a autoria das ações’.
As informações estão sendo coletadas pelos setores de inteligência das armadas desde as primeiras ações nas manifestações de 2013, quando surgiram indícios de que parte dos atos de vandalismo apresentavam táticas de guerrilha urbana. Além disto, demonstravam ser ações coordenadas por uma estratégia de levante civil, muito semelhante as ocorridas na Venezuela, Argentina e Bolívia.
Com as ameaças dos últimos meses entre blocos de opositores ao governo petista e a militância e setores favoráveis à continuidade do governo, o Exército passou a tomar cautelas até chegar agora ao estado de alerta.
Júlio Ottoboni – Especial DefesaNet -defesanet.com.br/crise/noticia/22346/CRISE—Exercito-teme-%E2%80%98acoes-terroristas%E2%80%99-/

Por que o Cristianismo é o alvo?

“Por que não sou cristão” é o titulo de uma obra filosófica de Bertrand Arthur Willian Russel, conde nascido na Gália que foi matemático e se proclamava liberal, humanista e socialista. Foi considerado o maior expoente do ateísmo desde Voltaire. E exerceu uma enorme influência nos meios intelectuais do seu tempo, o século XX. Ontem, portanto.
Eu li, na minha juventude, esse livro dele. E gostaria de ter lido sua réplica – PORQUE EU SOU CRISTÃO. Mais do que gostaria, eu precisava, porque confesso que seus argumentos me impressionaram.
Segundo eu entendi, ali não estava um filósofo defendendo o materialismo, alguém que atribuísse à religião cristã uma brutalidade que estaria desviando a humanidade de um destino fraterno e luminoso que os ateus desbravam com a lanterna da razão e da ciência. Ele só queria esclarecer que nós não precisamos cogitar a hipótese de um deus. O homem é o seu próprio deus.
Como disse, eu era jovem, e confesso que não revisitei essa obra filosófica de Bertrand Russel. Mas se ele foi um discípulo de Voltaire, convém lembrar o que o famoso ateu francês confessou, quando sentiu que estava prestes a falecer: “Eu me reconciliei com Deus”. O que me reporta a Chesterton: “Nada torna a mente do homem mais lúcida do que a visão do cadafalso”.

Por que ser cristão? Eis a questão.
Que eu não pretendo responder com a profundidade que ela mereceria, pois não sou teólogo e, mesmo que o fosse, não caberia enveredar, aqui, nesta senda.
Limito-me a anotar que o cristianismo, a filosofia grega e o direito romano são os alicerces de nossa civilização. E sobre eles se ergueram as instituições do Estado que não se confunde com a ambição de seus governantes. Não lhes obedece como um lacaio, ao contrário, submete-os à nação que eles governam sob o império da lei, votada pelo povo soberano.
Numa palavra – a DEMOCRACIA. Ela é o resultado do cristianismo, da filosofia grega e do direito romano. O tripé de nossa civilização ocidental que evoluiu até os nossos dias. Retirado qualquer um deles, não há como ela se sustentar.

Então, cuidemos de examinar o que está sendo feito para abalar essa estrutura.
Karl Marx disse que “o Direito é a ciência dos burros”, e que a “lei é o instrumento de opressão da classe dominante”. Nada mais coerente a quem pretendia fazer a revolução que levaria à ditadura do proletariado. Que pressupõe a necessária eliminação da lei.
Lá se foi uma perna do nosso tripé: o direito romano que evoluiu por milênios. De alicerce de nossa civilização, ele foi convertido em carrasco da humanidade.

Mas ainda restariam outras duas para a gente se equilibrar.
Os marxistas, porém, são muito previdentes. Não deixariam outra perna sem lhe passar uma rasteira.
“Os filósofos tentaram explicar o mundo;nós vamos modificá-lo”, prometeu Karl Marx.
O que teria lhe dado essa convicção? A descoberta filosófica de que o espírito é uma fantasia humana. A matéria é que dita nossa vontade, sabiamente, e que nos realiza como seres humanos.
Já destituída desses dois pés, não custava nada poupar a civilização ocidental ao menos um apoio para morrer com alguma dignidade, de pé, não é mesmo?
Nem pensar. Não se espere de um revolucionário a mais ínfima condescendência com quem eles consideram inimigos da humanidade, que eles amam apaixonadamente. Só o túmulo de seus inimigos pode assegurar a plenitude sua convicção como construtores de um futuro que os infiéis chamavam de utopia.
Então, foi preciso fulminar o cristianismo. O “ópio do povo”, segundo o mesmo Karl Marx. Tirar da civilização ocidental o último pé. Que, tardiamente, eles perceberam que era o mais forte. O pé que lhes passou uma rasteira na Polônia e derrubou todo o império soviético.

Por quê? Talvez por um erro histórico de Nikita Kruschev.
Focado na Guerra Fria, ele encomendou a confecção de uma teologia que apresentasse Cristo como um ativista, um revolucionário que defendia os pobres contra os ricos. Em síntese, um marxista intuitivo que viveu numa época em que a religião, não a ciência, dominava o mundo. Uma doutrina para o consumo da América Latina, onde recebeu o nome de Teologia da Libertação.
Digo talvez, mas provavelmente ele já sabia que perdia a guerra ideológica dentro dos seus muros. Como sabe o PT, e por isso procura, lá fora, quem ainda possa lhe dar algum crédito.
Certo, porém, é que, aqui, os três fundamentos de nossa civilização caíram. E o primeiro deles foi o do cristianismo,numa investida que surpreendeu, covardemente, uma população que sabe muito pouco da filosofia e do direito, mas confia naqueles que pregam a religião cristã.

Por que eu sou cristão? E católico.
Pelo mesmo motivo que sou brasileiro. Não será porque uma organização criminosa tomou o poder que eu haveria de abdicar da herança da pátria que meus antepassados me legaram e pretendo legar aos meus descendentes. Ou não poderia merecer essa herança bendita.
Assim como a história da nossa Igreja foi construída por mártires, a história de uma nação só pode ser construída por seus patriotas.
(Genaro Faria – publicado em 15/05/2016) -puggina.org/artigo/outrosAutores/por-que-o-cristianismo-e-o-alvo/7891

Você foi escolhido na qualidade de filho

“E ele lhe disse: Sai para fora e põe-te neste monte perante a face do SENHOR. E eis que passava o SENHOR, como também um grande e forte vento, que fendia os montes e quebrava as penhas diante da face do SENHOR; porém o SENHOR não estava no vento; e, depois do vento, um terremoto; também o SENHOR não estava no terremoto;
e, depois do terremoto, um fogo; porém também o SENHOR não estava no fogo; e, depois do fogo, uma voz mansa e delicada.” (1 Rs 19:11-12)

“E, se nós somos filhos, somos, logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.
Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.” (Rm 8:17-18)

(ely silmar vidal – skype: siscompar – fones: DDD (041) (TIM) 9820-9599 – (CLARO) 9821-2381 – (VIVO) 9109-8374 – (OI) 8514-8333 – mensagem 130516 – Você foi escolhido na qualidade de filho – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:
https://youtu.be/vi9bi5CGvGs
http://www.elyvidal.com.br

#Cojae #Conipsi #Dojae #RádioEvangélica #PortalDaRádio #TurbineSuasVendas #GanheVisitas #SantoDosSantos #InstitutoIESS #CalaaBocaPTralha #IntervençãoConstitucional #IgrejaEvangélicaSantoDosSantos

Segurança no Porvir

“Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.
Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus.
Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou,
na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.
E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.
Porque, em esperança, somos salvos. Ora, a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê, como o esperará? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos.” (Rm 8:18-25)

“Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum! Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não disesse: Não cobiçarás.
Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, despertou em mim toda a concupiscência: porquanto, sem a lei, estava morto o pecado.
E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri; e o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte.
Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou e, por ele, me matou. Assim, a lei é santa; e o mandamento, santo, justo e bom.
Logo, tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum! Mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem, a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno.
Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.
Porque o que faço, não o aprovo, pois o que quero, isso não faço; mas o que aborreço, isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
De maneira que, agora, já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho, então, esta lei em mim: que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus.
Mas vejo nos meus membros outra lei que batalha contra a lei do meu entendimento e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?
Dou graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. Assim que eu mesmo, com o entendimento, sirvo à lei de Deus, mas, com a carne, à lei do pecado.” (Rm 7:7-25)

(ely silmar vidal – skype: siscompar – fones: DDD (041) (TIM) 9820-9599 – (CLARO) 9821-2381 – (VIVO) 9109-8374 – (OI) 8514-8333 – mensagem 130516 – Segurança no Porvir – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:
https://youtu.be/_QEH0gA0i6E
http://www.elyvidal.com.br

#Cojae #Conipsi #Dojae #RádioEvangélica #PortalDaRádio #TurbineSuasVendas #GanheVisitas #SantoDosSantos #InstitutoIESS #CalaaBocaPTralha #IntervençãoConstitucional #IgrejaEvangélicaSantoDosSantos

Samba do Impeachment – autoria desconhecida

É… Fica triste não querida, a teta secou né?
tchau, tchau querida, o Congresso e o Senado te botou pra fora, do comando da vaca leiteira, que dava um leite gostoso da hora… Delicioso…
A vaca que dava mais leite era a Petrobrás e sua teta secou, e a vaca BNDES, xiii, quanta gente ali mamou.
Dava leite em abundância, chegaram a exportar até leite pra fora, ui… Vendo a vaca ir pro brejo, tem muita gente que chora.
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
Deixando a vaca de lado, vamos falar do coqueiro Brasil, carregado de cocos podres, alguns desses cocos caiu.
Caiu Cunha, caiu Dilma, do coqueiro da corrupção, se o povo balançar com força, derruba a penca no chão.
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
tchau, tchau querida, o Congresso e o Senado te botou pra fora, do comando da vaca leiteira, que dava um leite gostoso da hora… Delicioso…
A vaca que dava mais leite era a Petrobrás e sua teta secou, e a vaca BNDES, xiii, quanta gente ali mamou.
Dava leite em abundância, chegaram a exportar até leite pra fora, ui… Vendo a vaca ir pro brejo, tem muita gente que chora.
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
Deixando a vaca de lado, vamos falar do coqueiro Brasil, carregado de cocos podres, alguns desses cocos caiu.
Caiu Cunha, caiu Dilma, do coqueiro da corrupção, se o povo balançar com força, derruba a penca no chão.
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora?
Chora querida chora, chora cambada chora, a teta da vaca secou, onde vão mamar agora? https://youtu.be/PVHF8NfFyp0

O inimigo quer bloquear o teu caminho

“E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos.
E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto.
Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.
E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.” (Rm 8:26-30)

(ely silmar vidal – skype: siscompar – fones: DDD (041) (TIM) 9820-9599 – (CLARO) 9821-2381 – (VIVO) 9109-8374 – (OI) 8514-8333 – mensagem 130516 – O inimigo quer bloquear o teu caminho – imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:

(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:
https://youtu.be/62CZiYOCUcc
http://www.elyvidal.com.br

#Cojae #Conipsi #Dojae #RádioEvangélica #PortalDaRádio #TurbineSuasVendas #GanheVisitas #SantoDosSantos #InstitutoIESS #CalaaBocaPTralha #IntervençãoConstitucional #IgrejaEvangélicaSantoDosSantos

A Maldição de Dilma Rousseff

“Isso é GOLPE Estou sendo vítima de uma grande injustiça!” (Dilma Rousseff)
“Digo, pois: porventura, rejeitou Deus o seu povo? De modo nenhum! Porque também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim.” (Rm 11:1)

Será coincidência ela estar sendo afastada do governo exatamente hoje (12/5/16), quando Israel inicia as comemorações do 68º aniversário de sua independência?

Então o Senhor disse a Abrão: “Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei. Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção. Abençoarei os que o abençoarem, e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem; e por meio de você todos os povos da terra serão abençoados” Gênesis 12:1-3.

Hoje é uma data histórica e profética para a nação brasileira. Data em que a palavra do Eterno Deus é manifesta diante dos nossos olhos. Será coincidência que a presidente Dilma está sendo afastada do governo exatamente hoje, quando Israel inicia as comemorações do 68º aniversário de sua independência?

Não, não é coincidência. Dilma se levantou contra a nação de Israel e atraiu maldição sobre sua vida e sobre seu governo.

A Bíblia nos mostra o exemplo de um governo formado pelo rei Acabe e Jezabel. Estes se levantaram contra Deus, instituindo o culto ao deus baal, que consistia em atividades sexuais ilícitas e aberrações condenadas pela Palavra de Deus, manipulações, ambições e muita corrupção.

Deus julgou Acabe e pôs fim ao seu governo. Jezabel tornou-se alimento dos cães, após ser jogada do alto da janela de seu palácio pelos levitas.

Lula e Dilma casam muito bem com estas figuras. No governo deles foi amplamente divulgado e instituído o culto a baal com cartilhas e “Kit´s Gays” nas escolas, promovendo depravação sexual entre crianças, jovens e adultos.

Como se não bastasse tanta imoralidade, este desgoverno de Dilma cometeu um grande erro. Ela se opôs à uma decisão democrática da nação de Israel. Por várias vezes rejeitou o embaixador israelense e fez pactos com os maiores inimigos de Jerusalém.

Assim que eu soube do posicionamento de Dilma Rousseff, rejeitando o candidato a embaixador no Brasil, Dani Dayan, em setembro de 2015, decidi publicar uma resposta à presidente da República, em vídeo, cedido com exclusividade ao Portal Guiame. Assista, clicando aqui.

Apoiou nações terroristas, comunistas e rebeldes. Deu parecer favorável a ações de grupos extremistas mulçumanos e ao Estado Islâmico.

Dilma rejeita o “conselho” dos profetas. Convida a Igreja Evangélica para combater mosquitos Aedes Aegypti, porém a Igreja tem mentes pensantes e autoridade para ajudar e aconselhar sobre os rumos da Nação.

No capitulo 4 do livro de Daniel, o rei Nabucodonosor teve um sonho e o profeta Daniel interpretou como um juízo de Deus que viria sobre ele por causa do seu orgulho. Por isso ele iria “pastar” como um animal por sete anos.

O profeta dá um conselho ao rei: “Portanto, ó rei, aceita o meu conselho: Renuncia a teus pecados e à tua maldade, pratique a justiça e tenha compaixão dos necessitados. Talvez, então, continues a viver em paz” (Daniel 4:27).

O rei não ouviu o conselho e a profecia se cumpriu. Ele “pastou” por 7 anos.

“Você será expulso do meio dos homens, viverá com os animais selvagens e comerá capim como os bois. Passarão sete tempos até que admita que o Altíssimo domina sobre os reinos dos homens e os dá a quem quer” Daniel 4:32.

Hoje acontece o mesmo com Dilma e muitos governantes arrogantes que não reconheceram que foi Deus quem os entregou o poder para “governar” e por isso eles são destituídos e humilhados.

Israel é a menina dos olhos de Deus e o Senhor luta por esta nação.

Quando Dilma e Lula resolveram fazer aliança com os inimigos da nação judaica eles passaram a ser inimigos de Deus e atraíram o juízo de Deus sobre eles.

O Senhor Deus tem um dia para julgar todo aquele que se levanta contra seu povo escolhido.

A presidente Dilma Rousseff está sendo afastada exatamente no dia em que Israel inicia as celebrações de sua independência. Esta é a assinatura de Deus. Enquanto o povo celebra e busca a Deus, o Eterno julga os principados.
Fonte: GUIAME, JOEL ENGEL – 13/05/2016 -mts.org.br/noticiasrelacionadas/a-maldicao-de-dilma-rousseff

Lava Jato seletiva?

Nova lista de investigados tem Lula, Dilma, Cunha, Aécio, Palocci, Erenice…
A Procuradoria-Geral da República deflagrou investigações maciças.
A militância governista/petista costuma dizer que a Operação Lava-Jato é seletiva. Um dos argumentos é que políticos adversários não seriam investigados, mesmo havendo citação em delações premiadas.
Antes de tudo, é bom reiterar algumas obviedades (quando eles falam isso, não mencionam e fazem parecer que já seja assim): deputados e senadores, assim como ministros e a Presidente da República, só podem ser investigados pela Procuradoria-Geral da República, sob jurisdição do Supremo Tribunal Federal.
É o tal foro privilegiado. Desse modo, é imbecil – para dizer o mínimo – quando culpam Sergio Moro por conta de não haver investigação contra Eduardo Cunha ou Aécio Neves (sem contar que seu papel é julgar; a prerrogativa de investigar não é do juiz, mas dos procuradores e policiais).
Enfim, aos fatos do dia: Rodrigo Janot, Procurador-Geral da República, divulgou nova lista de investigados. E poucos escapam.
Além de Dilma e Lula, também serão investigados Eduardo Cunha, Aécio Neves, Antonio Palocci, Erenice Guerra, Jaques Wagner, Jader Barbalho, Delcídio Amaral, Eduardo da Fonte (PP-PE), Aguinaldo Ribeiro, André Moura, Arnaldo Faria de Sá, Altineu Cortês e Manoel Junior, Henrique Eduardo Alves, Giles de Azevedo, José Carlos Bumlai, Paulo Okamotto (Instituto Lula), André Esteves, Silas Rondeau, Milton Lyra, Jorge Luz, Sergio Machado, José Sérgio Gabrielli, Lucio Bolonha Funaro, Alexandre Santos, Carlos Willian, João Magalhães, Nelson Bornier, Solange Almeida…
Certamente, o pessoal que até hoje falava em “investigações seletivas” dará alguma outra ótima desculpa. Eles são bons nisso.
Mas a verdade é que a Lava Jato não está livrando a cara de ninguém que aparece em listas, delações ou afins. E isso se comprova agora com essa nova relação de investigados pela PGR.
-implicante.org/blog/lava-jato-seletiva-nova-lista-de-investigados-tem-lula-dilma-cunha-aecio-palocci-erenice/

Do lado de fora do palácio, Lula era a cara da decadência

Deu tudo errado. Antes que o PT desse consequência a seus delírios totalitários, que vinham consubstanciados numa proposta absurda de reforma política, a economia começou a desandar. Ou melhor: a fortuna bilionária de todos os erros começou a cobrar a sua fatura
Às portas do Palácio do Planalto, Lula parecia pra lá de Marrakesh. Estava aéreo, bateu palma poucas vezes, os olhos estavam injetados. Havia ansiolítico ali. Compreensível! Via desmoronar o poder petista, concebido para ser eterno.
Há muito o PT já é também poder, não apenas projeto. Na cabeça dos valentes, no entanto, a obra só se completaria com o extermínio dos adversários. E, no entanto, acontece isso que se vê.
Cumpre lembrar: o PT quebrou as pernas do DEM, emparedava o PSDB e já se preparava para se voltar com o PMDB, o seu mais importante aliado adversário, e até contra os evangélicos, com os quais pretendia conquistar “fiéis”.
Deu tudo errado. Antes que o PT desse consequência a seus delírios totalitários, que vinham consubstanciados numa proposta absurda de reforma política, a economia começou a desandar. Ou melhor: a fortuna bilionária de todos os erros começou a cobrar a sua fatura. E veio à luz, então, a Lava Jato. As crises econômica e política de conjugaram, e a real natureza do PT se revelou como nunca antes na história “destepaiz”.
Mais uma vez, os petistas resolveram usar a sua arma nada secreta: Lula. A presidente afastada teve o topete de nomear ministro o seu antecessor, que, dias antes, submetido a uma condução coercitiva, ameaçou a todos com a “vingança da jararaca”.
Antes mesmo do ato de nomeação, procurou as autoridades de Brasília e manteve reuniões a portas fechadas, conspirando abertamente contra a Lava Jato e os fundamentos da República.
Tendo sido impedido de tomar posse pelo Supremo, Lula acoitou-se num quarto de hotel e passou a se comportar como o virtual dono da República. Cargos da República era negociados no seu feirão.
Os petistas saíam aos quatro ventos: “Agora, sim, tudo vai mudar. Afinal, Lula está no comando”.
A verdade que se viu foi bem outra: a nomeação do chefão, pouco depois de gravações escabrosas terem ido ao ar, implica um claro desafio ao Ministério Público e à Polícia Federal. O termo de posse que Dilma antecipou àquele que seria seu ministro expôs, de maneira cabal, o que merece o nome de conspiração e se caracteriza como “obstrução da Justiça”.
Isso tudo explica aquela cara de Lula. Já houve um tempo em que todas as besteiras que dizia viravam lei. Desta feita, bateu no peito, disse que fazia e acontecia e deu com os burros n’água.
Aquela cara à porta do Palácio era a cara da decadência, de quem não entendeu até agora as regras da democracia.
Por: Reinaldo Azevedo – 12/05/2016 -veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/do-lado-de-fora-do-palacio-lula-era-a-cada-da-decadencia/