Cristãos: caso de polícia?

No dia 21 de janeiro, o governador de Brasília criou uma delegacia especial para apurar crimes de “intolerância religiosa”. Na cerimônia que a instituiu, Rodrigo Rollemberg, do PSB (Partido Socialista Brasileiro) – partido que pertence ao Foro de São Paulo – acolheu as protagonistas do evento: representantes de “religiões de matriz africana” [1].
Falou-se ali em incêndio contra um “terreiro de candomblé”, contudo, sem que fosse apresentado qualquer esclarecimento sobre as motivações do crime – elemento necessário para saber se de fato estaria caracterizada a tal “intolerância religiosa”. O promotor que acompanha as investigações não tem ainda uma conclusão definitiva a respeito do caso: “É possível que tenha sido acidental, pois havia uma fiação elétrica no local que podia gerar um curto-circuito. Mas também é possível que seja criminoso. O que a gente tem recomendado é que não se afaste qualquer possibilidade” [2]. De qualquer maneira, na reportagem de referência para este texto – e em outras utilizadas para pesquisar o tema – não havia qualquer menção a crimes cometidos contra cristãos, nem mesmo às frequentes ridicularizações que “colorem” as Paradas Gay na capital do país – crime previsto no Código Penal (Cf. art. 208). Bom, a omissão não é por acaso, pois os cristãos são o alvo.
A delegacia não tem nada a ver com “intolerância religiosa”. A propósito, qual será o padrão estabelecido para o “tolerável”? É um despropósito criar toda uma estrutura – sendo que policiais, na própria cerimônia de sua criação, protestavam por condições mínimas de trabalho [3] – para cuidar de crimes e condutas já contemplados de forma eficiente na legislação penal e que não têm número de ocorrências significativo que justifique tratamento “especial”.
O teatrinho montado serve a interesses políticos, e é peça de uma disparatada engenharia social. Uma imagem traduz muito bem o que se passa por trás das cortinas. Recentemente, Porto Alegre (RS) sediou o Fórum Social Temático – evento do Fórum Social Mundial, criado pelo Foro de São Paulo. No dia 19 de janeiro, na marcha que deu início ao encontro comunista, macumbeiros levantaram a mesma bandeira dos “povos de matriz africana”. Mas, logo atrás deles, um grupo carregava o seguinte estandarte: “Busque à [sic] Jesus, NENHUMA ‘IGREJA'” (Cf. Imagem).
Não é interessante identificar agentes do mesmo tipo e grupos com os mesmos propósitos políticos marchando em fóruns comunistas e celebrando a criação de “delegacias especiais” contra a “intolerância religiosa”? Não é curioso notar que os cristãos têm sido o maior estorvo para as suas ambições? Afinal, não são os cristãos que começam a se dar conta do totalitarismo comuno-petista que tomou de assalto o Brasil e até as suas igrejas e templos? Não são eles que, na tentativa rasteira de amordaçá-los, são acusados de “fundamentalistas”, que ouvem gritos histéricos contra uma tal “teocracia” e reivindicações estapafúrdias por um “estado laico”? Não são os cristãos que têm frustrado a sanha assassina dos abortistas, que se opuseram à engenharia social da união entre pessoas do mesmo sexo, lutaram nas câmaras legislativas de todo o país contra a ideologia de gênero gayzista nas escolas?
Para implantar um projeto totalitário de poder – que abarque não só instituições políticas, mas as dimensões sociais e culturais – é necessário “domesticar” os cristãos. Não se trata aqui de formular uma tese conspiratória, basta recorrer à história dos regimes totalitários ou estudar os propósitos e efeitos da Teologia da Libertação dentro da Igreja Católica. Mas, para os cristãos “raivosos” e “indomáveis”, que não seguem o “catecismo” do “politicamente correto” – ou que não se adequam ao padrão do “tolerável” – resta a força: eles são transformados em caso de polícia, sob o pretexto de se estar combatendo a “intolerância religiosa”.
ADENDO.
O Fórum Social Temático de Porto Alegre contou com uma seita comuno-ecumenista para celebrar a “paz” e a “tolerância religiosa” [4]. No entanto, na marcha de abertura do evento comunista, havia bandeiras pontificando: “Tem que buscar a Jesus, não as igrejas”; “As ‘igrejas’ são uma fraude, por favor, busque a Jesus apenas por si mesmo” (Cf. imagens). Contradição? Expressão de “pluralismo”? Não. Nada disso tem a ver com “religião”. É o vale tudo, tudo que possa beneficiar a revolução comunista.
-b-braga.blogspot.com.br/2016/02/cristaos-caso-de-policia.html
REFERÊNCIAS.
[1]. Cf. “Brasília cria Delegacia de Repressão aos Crimes de Discriminação”, Agência Brasil, EBC, 21 de janeiro de 2016 [http://agenciabrasil.ebc.com.br/direitos-humanos/noticia/2016-01/brasilia-cria-delegacia-de-repressao-aos-crimes-de-discriminacao].
[2]. Cf. “Governo cria delegacia de combate à intolerância religiosa”, Jornal de Brasília, 21 de janeiro de 2016 [http://jornaldebrasilia.com.br/noticias/cidades/663601/governo-cria-delegacia-de-combate-a-intolerancia-religiosa/].
[3]. Cf. [1].
[4]. Cf. “Fórum Social Comunista 2016”, V [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/01/forum-social-comunista-2016.html].

Brasil conte conosco, porque somos muitos

Elcimar Pessoa, um verdadeiro brasileiro, um homem trabalhador, que tem sangue nas veias e que além da vergonha na cara, tem a coragem saltando aos olhos para defender o que lhe pertence.
Quem dera esse povo dos movimentos sem terra e outros movimentos afins, tivessem a metade da coragem para trabalhar, que tem esse brasileiro que no vídeo deixa o recado aos governantes brasileiros… (ely silmar vidal)
Salve Guerreiro Brasileiro! Estamos juntos. Até à morte, se preciso for. Força e Honra. Sempre! http://youtu.be/tVEVpKsPrmw

Ainda há muito a investigar na compra de apoio político

MAIS ESTATAIS E FUNDOS DE PENSÃO VIRÃO, AFIRMA PROCURADOR DA LAVA JATO
‘NOVAS ESTATAIS VIRÃO, FUNDOS DE PENSÃO VIRÃO’, AFIRMA PROCURADOR SOBRE FUTURO DA LAVA JATO (FOTO: GISELE PIMENTA/ESTADÃO CONTEÚDO)
O procurador Regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, que integra a força-tarefa da Lava Jato, afirmou que a operação atingiu a ‘maturidade’, próxima de completar 2 anos de sua fase ostensiva.
O procurador, considerando ter chegado a um “grande esquema de compra de apoio político partidário” originado nas “altas esferas do Governo Federal”, avalia que, mesmo que as investigações fossem interrompidas agora, “ainda haveria trabalho para muitos anos”, dentro e fora da Petrobras. “Novas estatais virão. Novos bancos virão. Fundos de pensão virão”, afirmou um dos mais experientes dos 11 procuradores do grupo da Lava Jato, em Curitiba.
Perplexos com o incrível e audacioso esquema de corrupção identificado na Lava Jato, os procuradores esboçaram um projeto que denominaram 10 Medidas contra a Corrupção, com apoio da Procuradoria Geral da República. O projeto está nas ruas, em busca da adesão popular. O sistema exige 1,5 milhão de assinaturas para que a Câmara dos Deputados acolha esse tipo de iniciativa.
O 10 Medidas contra a Corrupção, segundo esperam os procuradores, permitirá agilização no combate às fraudes e desvios de recursos públicos e redução do quadro de impunidade do colarinho branco. Carlos Fernando destacou que o petróleo não se restringe a ‘uns três diretores da Petrobras’.
Ao citar o manifesto subscrito por dezenas de juristas renomados, entre eles muitos defensores de réus da Lava Jato, que atacaram a investigação, no início do ano, o procurador disparou: “O choro é livre em nosso País”. – 13/02/2016
-diariodopoder.com.br/noticia.php?i=49118546500

Confesso que estou estarrecido com o Macri (Presidente argentino)

Ainda que estejamos no Brasil do carnaval, não podemos esquecer que quarta-feira ” terminou o carnaval ” e retornamos ao Brasil real.
Certamente as orações e virtudes do Papa, também argentino, estão chegando por lá.
Para qualquer brasileiro, que sofre há anos com a paralaxe cognitiva da nossa política (quando não apenas a prática é dissociada e diametralmente oposta ao discurso, ou seja, sempre é o CONTRÁRIO dele), ver um político efetivamente fazendo aquilo que prega, aquilo que anunciou para se eleger, é um choque.
A minha geração, possivelmente, nem sabia que tal coisa era possível.
Em dois meses de governo, Macri retirou todas as restrições de importações, zerou o imposto de exportação de trigo, milho e carne, reduziu imposto sobre soja, automóveis e motos (AUMENTANDO a arrecadação no processo, e provando de uma vez por todas a validade da Curva de Laffer), denunciou o acordo com o Irã, expulsou médicos cubanos sob a justificativa de que não financiaria ditaduras para ludibriar a população com uma pseudo assistência médica, já demitiu 19 mil funcionários públicos “nhoques” (aqueles que só aparecem dia 30 pra receber, e que foram indicados politicamente), desmontou a “Ley de Medios” e anunciou que vai pagar todas as dívidas dos seus importadores, no importe de US$ 5 bilhões, 80% nas mãos de exportadores brasileiros.
Há duas semanas investidores internacionais fizeram fila em Davos pra falar com ele, essa semana o governo argentino ainda quitou com credores italianos uma dívida de US$ 2,3 bilhões (por US$ 1,350 bi), e está firme no caminho de pagar a parcela restante com fundos “abutres”, de US$ 9 bi, com deságio de 30%. Se fizer isso, devolve a Argentina ao mercado mundial de capitais, depois de 10 anos de kirchnerismo em que a Argentina foi a leprosa do mundo.
Tudo isso, repito, em DOIS MESES. Enquanto isso, no Brasil, o Congresso parado sob o comando de dois corruptos, a lentidão do judiciário e a presidente, sustentada por um partido esfacelado pela contradição e pela corrupção generalizada convoca rede nacional para anunciar que ainda precisamos nos livrar de uma doença medieval (depois do seu ministro da saúde sugerir que, na falta de uma vacina bancada pelo Estado, tínhamos que torcer pra que o próprio mosquito imunizasse as pessoas antes da idade fértil).
Será que o Macri não toparia prestar umas 4 horas semanais de trabalho voluntário aqui no Brasil, não? Se a Dilma concordasse em abrir mão do cargo por 20 horas/mês, penso que certamente poderíamos até esquecer o papo do impeachment…
Bom final de semana e que Deus nos livre de todos os males, principalmente dos que permanecem instalados no Planalto e no Congresso Nacional. – (Othon de Carvalho)
-linkedin.com/pulse/confesso-que-estou-estarrecido-com-o-mauricio-macri-othon-de-carvalho

O primeiro indício de uma conta do PT no exterior

A colaboração entre a força-tarefa e autoridades suíças rastreou as contas da Odebrecht – e pode esclarecer pontos obscuros do mensalão, como uma conta secreta num banco francês
Em setembro de 2012, o publicitário mineiro Marcos Valério, condenado a 37 anos de prisão, deu um depoimento ao Ministério Público Federal. Na ocasião, falou de contas no exterior destinadas a saldar dívidas da campanha eleitoral de Luiz Inácio Lula da Silva em 2002. Referiu-se a uma conta específica, no banco francês Crédit Lyonnais, atual Crédit Agricole, que, segundo Marcos Valério, movimentou R$ 7 milhões. Ainda de acordo com Marcos Valério, a história de tal conta envolvia o próprio Lula, o ex-ministro Antonio Palocci e o português Miguel Horta e Costa, ex-presidente da empresa Portugal Telecom. Em investigação conjunta com autoridades internacionais, a Polícia Federal brasileira descobriu que essa conta efetivamente existe. Seu número é 01-00685-000. Confirmadas as suspeitas, seria a primeira conta descoberta no exterior a servir campanhas do PT.
A denúncia de Marcos Valério levou a Polícia Federal a instaurar, em abril de 2013, o inquérito sigiloso 0431/2013 – o primeiro a investigar a existência de uma conta secreta associada à campanha de Lula e com conexão com o mensalão (leia acima). Ao longo das investigações, a PF tomou uma série de depoimentos. Foram ouvidos, por exemplo, os cantores Zezé Di Camargo e Luciano, que atuaram em shows na campanha de Lula em 2002, Palocci e, por três vezes, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Segundo Marcos Valério, o PT passou a fatura da dívida com a dupla sertaneja para a Portugal Telecom pagar em 2005. Após acionar as autoridades suíças em busca de informações da conta secreta, a Polícia Federal recebeu neste ano uma informação nova. A correntista responsável pelas transações financeiras era uma empresa chamada Motil Partners. Sediada apenas no papel em Londres e representada por laranjas, a Motil Partners já apareceu em relatórios de inteligência da PF associada a uma offshore que integrou a mesma estrutura de lavagem de dinheiro usada pelo doleiro Alberto Youssef no caso Banestado. Foram os primeiros indícios da veracidade dos relatos do publicitário Marcos Valério, operador do mensalão. – (THIAGO BRONZATTO E FILIPE COUTINHO – 19/08/2015)
leia mais em – http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2015/07/o-primeiro-indicio-de-uma-conta-do-pt-no-exterior.html

Gleisi e suas piruetas “intelectualoides” para justificar o injustificável

Ela só não fala, como um pedófilo aterrissou à sua direita e locupletava-se pelo poder concedido aos PTralhas quando o apedeuta chegou ao poder, além é claro, dos motivos que a levaram a calar-se ante o descalabro do homem trocar orgias sexuais com crianças, por cargos e benesses oriundas do poder político PTista. Explica isso narizinho, o povo com certeza quer saber… (ely silmar vidal)
Gleisi afirma que Lula é perseguido por ajudar os humildes e que não pode tomar “sorvete gourmet”
Atolada no Petrolão, alvo da Operação Pixuleco II e acusada de abastecer campanha eleitoral com dinheiro ilícito, Gleisi Helena Hoffmann (PT-PR) não sossega. Em artigo publicado no Facebook, com viés de ironia, mas que descamba para o mais puro besteirol e profundo cinismo, a senadora petista volta a desfiar a cantilena petista de que Lula seria perseguido por suas virtudes, seu amor incontido pelos mais humildes e pelo progresso que teria promovido aos pobres.
As elites, segundo o mais novo delírio da parlamentar paranaense, que ignora todos os indícios veementes de lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito de Lula, não o perdoaria por ter ajudado os humildes. Em seu artigo, Gleisi não se acanha ao comparar Lula a Getúlio Vargas e Juscelino Kubitscheck. É importante que o lobista-palestrante já foi comparado a Jesus, como se a sua trajetória conturbada e marcada por escândalos fosse digna de divindade.
“Agora Lula é acusado de corrupto. Depois de oito anos no poder e de ser, após Getúlio e Kubitscheck, quem ousou ter um projeto de desenvolvimento nacional, é acusado de se relacionar com empreiteiros, beber whisky, de querer ter um apartamento na praia, no Guarujá, de tê-lo visitado, embora não comprado, de utilizar e investir num modesto sítio de amigos, de ter um bote de alumínio para pescar no pequeno lago do sítio. Não pode, um operário, um pobre, que chegou à presidência?! Quem pensa que é? É praticamente da família, mas não pode sair do quartinho dos fundos, nem comer o sorvete gourmet, tal qual o personagem de Regina Casé, em ‘Que horas ela volta?’”, diz a senadora.
Contudo, a insistência de Gleisi na seara do devaneio vem de longe. Há dias, a senadora garantiu que o PT não é o partido mais corrupto da história do País, segundo indica a percepção generalizada dos brasileiros. É apenas o partido que, no poder, mais investiga a corrupção e, por isso, produz a impressão de estar atolado até o pescoço na lama.
A senadora não se manifestou de forma explícita, mas provavelmente tal explicação, que justificaria o tsunami de crimes de que o PT é acusado, também serviria para absolvê-la. Gleisi é apontada por delatores do Petrolão, o maior escândalo de corrupção da história, de ter levado R$ 1 milhão em propina do esquema investigado pela Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. É também investigada pela Operação Pixuleco II e, mais recentemente, revelou que teria pago R$ 16 milhões ao marqueteiro petista João Santana.
Em suma, o caso está mais para o divã do psiquiatra mais próximo do que para ideologia boquirrota. Enfim, como disse certa feita um conhecido e encalacrado comunista de boteco, “nunca antes na história deste país”. – (Redação Ucho Info)
-ucho.info/gleisi-afirma-que-lula-e-perseguido-por-ajudar-os-humildes-e-que-nao-pode-tomar-sorvete-gourmet

Portaria de 2015 autorizou Conserino

A liminar de Valter de Araújo que suspendeu os depoimentos de Lula e Marisa será votada na terça-feira. Mas isso não importa, pois a alegação de Paulo Teixeira, acolhida precipitadamente pelo conselheiro do CNMP, perdeu o objeto.
O Antagonista descobriu que a participação de Cassio Conserino nos autos do procedimento que investiga Lula e Marisa foi autorizada pelo procurador-geral Marco Elias Rosa por meio da portaria 10941/2015.
A portaria designou Conserino, além dos promotores Fernando Henrique de Moraes Araújo e José Reinaldo Guimarães Carneiro, para oficiar nos autos do procedimento investigatório criminal 94.0002.7273/2015-6, em conjunto com o promotor de Justiça natural, no caso, Carlos Blat.
A investigação sobre o triplex de Lula é um desdobramento da investigação original sobre a Bancoop, comandada por Blat. – (18/02/2016)
-oantagonista.com/posts/exclusivo-portaria-de-2015-autorizou-conserino

O Supremo Constituinte

Tenho particular admiração pelos onze Ministros da Suprema Corte. Todos eminentes juristas, com atuação doutrinária marcante no direito brasileiro, independentemente de sua atuação como magistrados.
Nem por isto, apesar de velho advogado provinciano e modesto professor universitário, concordo com muitas de suas decisões.
Um dos pontos de divergência diz respeito àquela sobre o processo de “impeachment” da Presidente Dilma, que hierarquizou o Senado Federal, como Casa Julgadora da Câmara dos Deputados e não apenas da presidente da República.
Reza o “caput” do artigo 86 da CF que: Admitida a acusação contra o Presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade.
Por tal dispositivo, admitida a abertura de processo de “impeachment” pela Câmara dos Deputados, cabe ao Senado APENAS dar curso ao referido processo, em nenhum momento permitindo a lei maior que o Senado JULGUE A CÂMARA, para dizer se agiu ou não corretamente.
Vale a pena lembrar a origem do Senado. Foi ele criado, nos Estados Unidos, para assegurar a escravidão. Com efeito, de 1776 a 1787, discutiu-se se deveria ser, a América do Norte, uma confederação de 13 países ou uma Federação de 13 Estados. As colônias do Sul, que viviam da agricultura e consideravam o trabalho escravo relevante, não queriam aceitar nem a Federação, nem uma única Casa Legislativa, pois, tendo os Estados do Sul menos população, seria fácil aos Estados do Norte abolirem –como muitos já desejavam- a escravidão, de imediato.
A solução encontrada foi criar uma Casa Legislativa em que, não o povo, mas as entidades federativas fossem representadas em igualdade de condições. Com isto, surgiu o Senado e atrasou-se em aproximadamente 80 anos a abolição daquela chaga. Ora, a autêntica Casa do Povo é a Câmara dos Deputados. Para o Senado o povo escolhe um ou dois nomes INDICADOS SEM OPÇÃO PELOS PARTIDOS, não tendo o pleito o amplo espectro que as eleições para Deputados ofertam para os eleitores.
Por esta razão, INÚMERAS FEDERAÇÕES não têm Senado, como, por exemplo, Alemanha, em que apenas o “Bundestag” é considerado Parlamento e não o “Bundesrat”.
Ora, subordinar a Casa do Povo à Casa do Poder, tornando-a uma Casa Legislativa de menor importância, como o fez o Supremo Tribunal Federal, é subverter por inteiro o Estado Democrático de Direito, onde a Câmara que tem 100% da representação popular resta sujeita ao Senado, em que os eleitores escolhem um ou 2 nomes PRÉ ESTABELECIDOS e que, indiscutivelmente, traz a marca de origem de ter sido a Instituição que garantiu a escravidão americana por 80 anos, antes da Guerra de Secessão.
Com todo o respeito que um idoso operador de direito tem pelo talento, cultura e brilhantismo dos 11 Ministros do STF, parece-me que subverteram o princípio constitucional, tornando-se poder constituinte originário sem que para isto tivesse o Supremo competência, visto que é apenas o guardião da CF (art. 102).
A meu ver, cabe ao Senado, uma vez admitido o processo de “impeachment”, apenas julgar o Presidente e nunca julgar, inicialmente, a Casa do Povo e, se entender que a Câmara não errou, julgar, em segundo lugar o presidente. Nenhuma das instituições legislativas está sujeita ao julgamento de outra pela lei maior (artigos 44 a 58), razão pela qual entendo, “data maxima venia”, que os eminentes Ministros do Pretório Excelso invadiram área interditada por ser da competência exclusiva do Congresso Nacional.
(Ives Gandra da Silva Martins – 17/02/2016 – Publicação original na Folha de São Paulo)
-puggina.org/artigo/outrosAutores/o-supremo-constituinte/7691

Orai sem cessar

O pregador com muita unção nos incita a orar, clamar, e a tomar por força o reino espiritual.
“E, naqueles dias, levantando-se Pedro no meio dos discípulos (ora a multidão junta era de quase cento e vinte pessoas), disse:” (At 1:15) Neemias 9 – Arrependimento e confissão do pecado;
Esdras 9 – Esdras sabe que muitos israelitas casaram com mulheres hetéias e faz oração e confissão a Deus; Daniel 9 – A oração de Daniel. As setenta semanas;
Neemias 1 – Neemias, sabendo do triste estado de Jerusalém, ora a Deus; João 17 – A oração de Jesus pelos seus discípulos
“Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, tanto na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.
Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores.
E não nos induzas à tentação, mas livra-nos do mal; porque teu é o Reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém!” (Mt 6:9-13) http://youtu.be/2KXHOKFKGBQ

O tempo passa e as lembranças permanecem

“Não tenho maior gozo do que este: o de ouvir que os meus filhos andam na verdade.” (3 Jo 1:4)
O tempo passa, mas as lembranças não vão embora, e continuam a nos mostrar o que ficou de bom, gravado em nossos corações.
Meus lindos filhos, que Deus os abençoe em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém e amém!!! (ely silmar vidal)

Moro acusa Dilma e Temer: “Usaram esquema criminoso para abastecer campanhas”

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela operação Lava-Jato, acusou formalmente a chapa de Dilma e Temer de ter feito uso de propina em troca de contratos da Petrobras
Juiz afirma que Lava Jato comprovou lavagem de dinheiro por meio de doações oficiais
Moro encaminhou ao TSE documentos de dez ações penais da Lava Jato subsidiando um dos quatro processos que pedem a cassação da chapa no tribunal.
Trecho do ofício foi publicado na Revista Veja:
“Destaco que na sentença prolatada na ação penal 5012331-04.2015.404.7000 reputou-se comprovado o direcionamento de propinas acertadas no esquema criminoso da Petrobras para doações eleitorais registradas.”
Quero ver a Dilma escapar do Gilmar Mendes agora! Chora petralhada! – 14/02/2016
-diariodobrasil.org/agora-e-oficial-moro-acusa-dilma-e-temer-usaram-esquema-criminoso-para-abastecer-campanhas/#

Louve a DEUS mesmo em meio ao sofrimento

“Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR?
Porque foi subindo como renovo perante ele e como raiz de uma terra seca; não tinha parecer nem formosura; e, olhando nós para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos.
Era desprezado e o mais indigno entre os homens, homem de dores, experimentado nos trabalhos e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.
Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus e oprimido.
Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados.
Todos nós andamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.
Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca.
Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes e pela transgressão do meu povo foi ele atingido.
E puseram a sua sepultura com os ímpios e com o rico, na sua morte; porquanto nunca fez injustiça, nem houve engano na sua boca.
Todavia, ao SENHOR agradou o moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os dias, e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão.
O trabalho da sua alma ele verá e ficará satisfeito; com o seu conhecimento, o meu servo, o justo, justificará a muitos, porque as iniqüidades deles levará sobre si.
Pelo que lhe darei a parte de muitos, e, com os poderosos, repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.” (Is 53:1-12)
“para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e levou as nossas doenças.” (Mt 8:17)
O que o inimigo te diz ao ouvido é o que menos interessa, não lhe dês ouvidos.
“Jesus, porém, ouvindo-o, respondeu-lhe, dizendo: Não temas; crê somente, e será salva.” (Lc 8:50)
Porque, que maior amor no mundo há, do que ter dado seu único filho para ser morto na cruz do calvário, para nos salvar, nos curar, nos livrar e nos remir?
Por isso, receba a maravilha da pregação e aceite a Jesus, o Cristo do Deus vivo, como teu único e suficiente salvador e seja salvo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém e amém!!! – (apóstolo ely silmar vidal)

Para delegado da PF, inquérito é garantia de transparência

Inquérito apura se mais agentes públicos estão envolvidos
No ofício à Justiça Federal em que põe o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como investigado da Operação Zelotes, o delegado da Polícia Federal Marlon Cajado faz uma enfática defesa do inquérito policial, segundo ele, um “instrumento legal de investigação e inclusive uma garantia de mais transparência”.
“A instauração de novos inquéritos para apurar outras condutas ilícitas atribuíveis à organização criminosa, e até a participação de novos indivíduos à mesma não se trata de nenhuma ilegalidade”, assinala Cajado. “Entender de outra forma é assumir que a proposição de ação penal preclui a apuração de qualquer outro crime que possa ser atribuído a alguém, ou mesmo a invenção de uma forma extralegal de prescrição da pretensão punitiva do Estado com relação a outras condutas e outras pessoas, as quais podem ser processadas em nova ação penal se assim entender por bem o Ministério Público.”
Para o delegado, quando um inquérito cumpre “o seu desiderato inicial de trazer indícios suficientes de materialidade e autoria, o mesmo deve ser relatado e proposta a ação penal”.
O inquérito é uma peça policial quase sempre contestada por advogados de investigados que não admitem a sua importância.
O documento que cita Lula foi enviado no dia 2 ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal, em Brasília, para rebater críticas de advogados de que haveria um inquérito paralelo investigando os mesmos fatos já denunciados à Justiça.
O delegado afirmou que o inquérito em curso na Zelotes apura se mais agentes públicos estão envolvidos no suposto esquema de “compra” de medidas provisórias, entre eles o ex-presidente. Cajado conduz desde o início a Zelotes, que investiga a compra de medidas provisórias que teriam beneficiado setores da indústria com incentivos fiscais.
‘Vitimização’
Na semana passada, quando foi tornado público o ofício da PF à Justiça Federal, o advogado Cristiano Zanin Martins, que representa Lula, disse que o documento não muda formalmente a situação do ex-presidente no inquérito. “O delegado está investigando a possível ‘vitimização’ de outras pessoas, entre elas Lula. Estão investigando se estavam ‘vendendo fumaça’, usando o nome do ex-presidente”, disse o advogado, na ocasião. (AE)
Foto: Geraldo Majela – Suspeita de esquema que vendia medidas provisórias – Diário do Poder -adpf.org.br/adpf/admin/painelcontrole/materia/materia_portal.wsp?tmp.edt.materia_codigo=7895&tit=Para-delegado-da-PF%2C-inquerito-e-garantia-de-transpar%EAncia#.VsE-sMv1-kb

Vamos ajudar o Dr Sérgio Moro e a Força Tarefa da Lava Jato

O Dr. Sérgio Moro, clama ao povo brasileiro que o ajude a continuar com o trabalho que vem desenvolvendo, pois muito do que podia e pode ser feito, vem sendo feito, mas ainda tem muito a ser feito e depende do apoio maciço da população.
Esse apoo não se limita a apenas aplaudí-lo e classifica-lo como herói, uma vez que ele não busca o papel de herói. Esse apoio se traduz em de fato o povo clamar para que a justiça seja feita, doa a quem doer, a que o povo faça com que a esquerdalha cale a boca, pois se isso não acontecer, os esquerdopatas, farão sim, com que as pessoas de bem é que se calem.
Está na hora de dizer não aos desmandos, aos “dieitos humanos” que de Direitos Humanos não têm nada, pois estão somente a defender bandidos, a dizer não à máfia dos advogadozinhos de porta de cadeia, especialização de muitos dos medalhões da OAB Ordem dos Advogados do Brasil, que estão recebendo descaradamente fortunas fabulosas, que só podem ser oriundas do crime organizado, pois estão recebendo essas quantias, justamente para defender esses criminosos.
INTERVENÇÃO MILITAR imediatamente, é o que a população honesta e trabalhadora deve exigir para ajudar a continuidade dos trabalhos contra a corrupção, que está matando nossos filhos e netos física, moral e intelectualmente falando… (ely silmar vidal) http://youtu.be/flE068umd5o

O Judas da politica: Marina Silva se cala sobre Lula e Dilma após partido ganhar cargos

Após seu partido, que virou um abrigo de petistas e demais comunistas, ganhar uns carguinhos na câmara, Marina Melancia Silva, Ex-PT, Ex-PV, Ex-PSB, e agora Rede Sustentabilidade, faz de conta que não existem acusações pesadas e sérias contra Lula e Dilma, mirando Eduardo Cunha e Renan Calheiros, num verdadeiro circo cínico montado para enganar a trouxas.
Veja o que Marina Silva, falou em tom de defesa dos corruptos do PT em seu perfil no Facebook.
Todos sabem que Cunha é inimigo mortal do PT, que Rede, Psol e Pc do B fizeram o trabalho sujo pelo PT movendo a ação para barrar o Impeachment e ferrar o dragão Cunha.
Todos sabem que Calheiros ‘é peixe’ dos petistas e é defendido por Lula e Dilma. Marina, apenas tocou no nome de Calheiros para não ficar mais feio do que já está.
Como sempre, Marina tem a ‘faísca atrasada’, convenientemente, se manifestando após os fatos já terem se tornado antigos. Como foi no caso da lama tóxica da Samarco/Vale em MG.
Todos sabem bem o por quê, não é?
No Acre
Marina também sempre defendeu os irmãos Vianas do PT, logico que é mais do que obrigação ser grato aos companheiros, tudo por que, seu esposo ainda lambe um pouquinho do prato do governo de Sebastião Viana, “ou seja cargo de confiança”.
Marina Silva e seu partido ganham cargos de confiança que custarão R$ 3,7 milhões ao povo.
Como já acontece com outros partidos de orientação comuno-bolivariana, A Rede da ex-petista Marina Silva, agora leva uns 23 cargos de confiança ao custo de mais de R$ 3 milhões por ano para o povo pagar.
O partido da ex-senadora Marina Silva, a Rede Sustentabilidade, vai ter direito a 23 cargos comissionados para a sua estrutura na Câmara dos Deputados.
A decisão foi tomada em reunião de líderes para contemplar a legenda registrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no ano passado.
A manutenção desses cargos deve custar cerca de R$ 3 milhões por ano. Além da Rede, que tem cinco representantes, o Partido da Mulher Brasileira, com 19 deputados, também deverá receber cargos.
Além dos 23 postos para a liderança da Rede, a proposta cria outros dois cargos de confiança para a Comissão Mista de Orçamento. No total, os custos estimados são de R$ 3,7 milhões por ano.
(Com informações de Época) – http://cojae-pb.blogspot.com.br/2016/02/o-judas-da-politica-marina-silva-se.html