Dia do Teólogo

Por ser hoje o Dia do Teólogo, busquei algo que pudesse lembrá-lo do valor dessa maravilhosa profissão, e encontrei esse texto abaixo. Espero que ele te fale ao coração e que te ajude a posicionar-se cada vez mais em prol do teu chamado, pois o ser teólogo, para o bom cristão, não é nada mais, nada menos que um aprendizado para cumprir o que está escrito:
“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” (2 Tm 2:15)
Apenas e tão somente isso, não somos teólogos para nos engrandecermos, senão, para que estejamos na qualidade de servos, prontos a servir a nossos irmãos, lavando seus pés, curando suas feridas pelo maravilhoso poder e unção que o Senhor derramará sobre nossas vidas, para que cumpramos o que se nos apresenta.
Que Deus, abençoe a ti, tua casa, bem como à obra de tuas mãos hoje e sempre, amém e amém! – (apóstolo ely silmar vidal – teólogo, jornalista e psicanalista – Fones: DDD (041) 8514-8333 (OI) – 9820-9599 (TIM) – 9109-8374 (VIVO) – 9821-2381 (CLARO e WhatsApp))
“OS DEZ MANDAMENTOS DO BOM TEÓLOGO
Todo bom teólogo seguirá e entenderá esses mandamentos à risca.
1. Não tente explicar o inexplicável (Há questões que são para somente crer, não para explicar.);
2. Evite concentrar-se em especulações ou discussões em questões secundárias que não levam ninguém ao céu ou impedem de ir ao inferno (Isso é perda de tempo precioso que poderia estar sendo investido em outras questões edificantes para a Igreja, e mais, muitos por causa dessas discussões teológicas infindáveis perderam amigos e fizeram inimigos.);
3. Aprenda a dizer: “Não Sei”. (Se você não sabe, não enrole.);
4. Domine o vocabulário teológico, leia muitos livros teológicos, continue fazendo cursos, se aperfeiçoando, estude, estude, estude;
5. Não esqueça de seu momento com Deus, ore muito, leia e medite na Bíblia;
6. Duvide de suas dúvidas (seja um pesquisador constante, vá atrás, não se contente com as dúvidas);
7. Lembre-se que os motivos que unem os crentes são maiores do que os que os afastam (Enfatize as harmonias, as semelhanças e não os conflitos. Com exceção da apologética cristã que é útil e bíblica e milita contra heresias e seitas pseudo cristãs, não fique a criticar essa ou aquela denominação cristã por que seguem uma linha teológica diferente da sua. Seja sábio, teologia não é pra isso.);
8. Lembre que o teu conhecimento teológico deve servir para levar a salvação aos perdidos e a edificação aos salvos e não para constranger ou humilhar teus irmãos (Você estudou para ser um melhor servo, não para ser senhor da razão. Às vezes, mesmo estando certo, o melhor é ficar calado para em uma oportunidade mais edificante argumentar e até mesmo, abençoar os opositores);
9. Pregue e ensine com fervor e autoridade suas certezas e convicções e jamais as suas dúvidas (quando prega ou ensina uma questão ou tema que não possui convicção ou opinião formada, apenas causa confusão em quem o ouve);
10. Não use a teologia como vaidade ou engrandecimento pessoal, use-a para edificação do Corpo de Cristo (lembre-se que deve servir e não ser servido).” – (Equipe – Universidade da Bíblia)

A família real de Campo Grande

A festa de debutante da filha de Delcídio Amaral, em maio de 2011, mereceu os comentários entusiasmados de um colunista social de Campo Grande, Fernando Soares:
“Maria Eugênia Amaral, carinhosamente chamada de Gigi, celebrou seus 15 anos na casa que teria capacidade para abrigar os 700 amigos da família. Na noite de sábado, a caçula do senador Delcídio e de Maika do Amaral fez a noite mais vibrante e intensa dos últimos tempos. Noite esta que ficará marcada na memória social de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul. Não apenas pela natural suntuosidade que sugeria a atmosfera, mas pela singular energia que emanava em cada pedacinho da festa. Parecia mágica. Num estonteante vestido, na parte de cima, inteiro em Cristais Givenchy, com saia em tufos de tule dourado com pastilha de paetês, confeccionado por Júnior Santaella especialmente para ela, Maria Eugênia parecia flutuar”.
E mais:
“O cardápio de Maria Adelaide Noronha, do Yotedy, também impressionou em especial pelos ouriços de cream cheese com camarão e as tilápias ao duo de queijos e creme de limão. Foram mais de 120 garrafas de uísque Johnnie Walker e 240 de champanhe Veuve Clicquot”.
E mais:
“Maria Eugênia ganhou surpresinhas ao longo da noite… Dentre elas, brincos, anéis e pulseiras de ouro e brilhantes. Depois veio o show, entrou em cena um dos mais eletrizantes DJs que já esteve em Campo Grande, Fabiano Salles, residente da internacional Pink Elephant Club”.
E mais:
“Sabem quantos chefs prepararam os canapés? 06 chefs. Os convidados puderam escolher entre mais de 30 tipos de iguarias”.
E para terminar:
“A nobreza inglesa que me perdoe, mas aqui em Campo Grande essa festa da Maria Eugênia Amaral não ficou devendo quase nada ao servido naquele chamado ‘casamento do século’, que eles fizeram na Inglaterra”.
(Sociedade 29.11.15 14:24) – oantagonista.com/posts/a-familia-real-de-campo-grande

Uma voz de coragem

“Os judeus ergueram-se da tragédia (holocausto) e forçaram o mundo a respeitá-los com seu conhecimento, não com terror; com seu trabalho, não com gritos e choro.
Nunca vimos um único judeu explodir-se num restaurante alemão. Nunca vimos um único judeu destruir uma igreja. Nunca vimos um único judeu protestar matando gente.
Apenas os muçulmanos defendem suas crenças queimando igrejas, matando pessoas e destruindo embaixadas. Este caminho não chegará a nenhum resultado.
Os muçulmanos devem se perguntar o que podem fazer pela humanidade, antes de exigir que a humanidade os respeite.” – (Wafa Sultan – psiquiatra, escritora e ex-muçulmana)

MEC – O ASSALTO FINAL ÀS MENTES

Será impossível no espaço deste texto escrutinar o subproduto do Plano Nacional de Educação que atende pelo nome de Base Nacional Comum Curricular (BNCC). É o que poderíamos chamar de veneno diluído em abundantes doses curriculares. Ninguém morre intelectualmente com uma pitada, mas depois de uma dúzia de anos não sobra neurônio com autonomia. O objetivo final do petismo na Educação e na Cultura é tornar-se hegemônico. No meio, fica tudo: da música ao teatro, da internet à sala de redação, do seminário religioso à reserva indígena, do sistema bancário à barraquinha da praia, dos corações às mentes. Para conquistar mentes e corações, os companheiros burocratas do MEC trataram, primeiro, de unificar tudo, inclusive os exames vestibulares através do ENEM (com o qual a BNCC tem que “dialogar”). A esquerda adora os sistemas únicos, os coletivos, totalmente controláveis. Depois, criaram um Plano Nacional de Educação que o Congresso parcialmente comprou pelo valor de face. Agora, pretendem impor um currículo único que, uma vez definido, fará com que todos entendam e interpretem as coisas como o PT quer. Ao menos em 60% dos conteúdos. Os outros 40% não o interessam.
Para afastar o Brasil dos padrões ocidentais, nada melhor do que romper com o relato eurocêntrico da história. Então, nos delírios da BNCC, vamos acabar com a cronologia, enfatizar a história africana, ameríndia e, definitivamente, jogar no ostracismo os mestres da nossa cultura. Ensinar segundo a versão proposta pela BNCC é servir burrice em linguagem de redes sociais, com vocabulário de creche. Se lhe parece difícil crer no que estou dizendo, informe-se aqui: basenacionalcomum.mec.gov.br..
Todo leitor atento e todo estudante que entrou em contato com a linguagem esquerdista já com plena vigência docente nas salas de aula do país, sabe que existe um vocabulário padrão. Há palavras que mesmo avulsas no espaço valem por uma frase inteira e servem como prova de identidade ideológica. Uma delas é “problematizar”. Quando um professor diz que vai problematizar algo, ele está, na verdade, afirmando que vai usar sua autoridade (mais do que seu estreito conhecimento) para destruir alguma crença ou valor que suspeita estar presente nas mentes dos alunos. E a BNCC é pródiga em “problematizações”. Ela problematiza o papel e a função de instituições sociais, culturais, políticas, econômicas e religiosas. Problematiza os processos de mudanças de instituições como família, igrejas e escola. Problematiza as relações étnicas e raciais e seus desdobramentos na estrutura desigual da sociedade brasileira. Problematiza, para “desnaturalizar”, modos de vida, valores e condutas sociais. Quem disse que existem valores, modos de vida e condutas que são naturais?
Não era difícil imaginar a dedicação com que os companheiros do MEC se atirariam à tarefa de preparar uma base comum a todos os estabelecimentos de ensino do país. Melhor que isso só iniciar cada aula bradando – “Seremos como el Che!”. Agora, o MEC vai ouvir a sociedade, mas todos sabem que, para esse governo, ouvir a sociedade e com ela debater é reunir-se com os seus e decidir por todos. Então, não é ao governo que a sociedade deve protestar. Está tudo pronto para que as coisas aconteçam como convém a ele e a seu partido. Atenção, Brasil! Atenção, meios de comunicação, intelectuais, educadores, lideranças empresariais e sindicais, pais e mães! Atenção todos os cidadãos comprometidos com o bem dos nossos jovens e do Brasil! É preciso impedir que se cometa mais esse crime contra a nação e que o governo imponha sua ideologia a todos através das salas de aula.
(Artigo publicado em 29.11.2015) * Percival Puggina (70), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país, autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A Tomada do Brasil, integrante do grupo Pensar+. puggina.org/artigo/puggina/mec—o-assalto-final-as-mentes/5576

Líder de Dilma não tem data para sair da cadeia

Delcídio Amaral que é líder no governo Dilma, pode ficar preso até o fim da Lava Jato
Preso por tentar subornar o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró a não citá-lo em delação, além de propor fuga para a Espanha, o líder do governo Dilma, senador Delcídio Amaral (PT) não tem prazo para sair da cadeia. Para Luis Henrique Cesar Prata, perito em Direito Penal, é caso clássico de prisão preventiva por obstrução da “instrução criminal” e o petista pode ficar preso até o fim das investigações da Lava Jato.
A prisão de Delcídio pode ser renovada inúmeras vezes. Ocorre a Marcelo Odebrecht, preso há cinco meses, e José Dirceu, há três.
Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, que está preso na Lava Jato, gravou a trama usando o próprio celular.
Quem conhece o líder do governo não se surpreendeu: a gravação mostra um Delcídio malandro, fanfarrão, arrotando vantagens.
(Publicado: 29 de novembro de 2015) – www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=45038809028

Aviso aos navegantes dessas águas turvas de corrupção e das iniquidades criminosas

“Na história recente da nossa pátria, houve um momento em que a maioria de nós brasileiros acreditou num mote segundo o qual uma esperança tinha vencido o medo. Depois, nos deparamos com a ação penal 470 e descobrimos que o cinismo tinha vencido aquela esperança. Agora parece-se constatar que o escárnio venceu o cinismo” – (Cármen Lúcia – Ministra do STF)
“Durante reunião hoje cedo no STF, a ministra Cármem Lúcia fez, em poucas palavras, um breve resumo do que o Brasil viveu nos últimos 13 anos, desde a eleição de Lula, passando pelo mensalão e, neste momento, com as revelações da Lava-Jato que estarrecem o Brasil a cada dia. E deixou seu recado aos corruptos!” (Dep. Federal Áureo) www.facebook.com/apostoloelyvidal/videos/747308735398849/?l=290473387087996623

A Depravação do Mundo

“A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a terra de violência.
E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra.” (Gn 6:11-12)

A iniquidade daquela geração é aqui novamente mencionada como uma ênfase à devoção de Noé – ele era justo e perfeito, enquanto toda a terra estava corrompida. Ou ainda como uma justificativa adicional para a determinação de Deus de destruir o mundo, a qual ela estava, agora, prestes a comunicar ao seu servo Noé.
1. Todos os tipos de pecados foram encontrados entre eles, pois foi dito que a terra estava:
(1) Corrompida diante de Deus, isto é, corrompida em relação à adoração a Deus. Também é possível que eles tivessem outros deuses adiante dele, ou que o adorassem através de imagens. Também é possível que eles fossem corruptos e iníquos – para desgosto de Deus e em desrespeito a Ele – desafiando-o e desobedecendo-o com audácia diante de sua face.
(2) A terra também estava repleta de violência e injustiça no tocante aos homens. Não existia nenhum governo legal. Nenhum homem estava seguro na posse daquilo sobre o que tinha o mais puro e incontestável direito. Não, nem mesmo a vida mais inocente. Não havia nada além de assassinatos, estupros e pilhagens. Note que a iniquidade, por ser a vergonha da natureza humana, também é a ruína da sociedade. Ela afasta a consciência e o temor a Deus, e os homens se tornam como bestas e demônios uns para com os outros. Eles passam a agir como os peixes do mar, onde o maior devora o menor. O pecado enche a terra de violência, e assim transforma o mundo em uma selva, em um campo de batalha.
2. As provas e as evidências disso eram inegáveis. Pois Deus contemplou a terra, e foi Ele próprio uma testemunha ocular da corrupção que havia nela, pois tudo está diante dos seus olhos,
“E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.” (GN 6:5)
O Senhor é o Justo Juiz em todos os seus julgamentos, e procede sob a certeza infalível de sua própria onisciência,
“O SENHOR olha desde os céus e está vendo a todos os filhos dos homens;
da sua morada contempla todos os moradores da terra.” (Sl 33:13-14)
3. O que mais agravou a questão foi a propagação universal do contágio: Toda a carne havia corrompido o seu caminho. Nâo eram algumas nações ou cidades específicas que eram tão ímpias, mas o mundo inteiro da humanidade era assim. Não havia ninguém que fizesse o bem, não, ninguém além de Noé. Note que quando a maldade se torna comum e universal a destruição não está longe. Enquanto existirem pessoas que oram em uma nação, evitando que a maldade atinja um nível intolerável, os juízos podem ser evitados por um longo período. Mas quando todas as mãos estão trabalhando para derrubar as barreiras que impedem a entrada do pecado, e não existe nenhuma que tape a brecha, o que se pode esperar a não ser uma inundação de ira?
“E disse o SENHOR: Ocultarei eu a Abraão o que faço,” (Gn 18:17)

O Convite da Graça

“Portanto, diz o SENHOR Deus dos Exércitos, o Forte de Israel: Ah! Consolar-me-ei acerca dos meus adversários, e vingar-me-ei dos meus inimigos.
E voltarei contra ti a minha mão e purificarei inteiramente as tuas escórias; e tirar-te-ei toda a impureza.
E te restituirei os teus juízes, como eram dantes, e os teus conselheiros, como antigamente; e, então, te chamarão cidade de justiça, cidade fiel.
Sião será remida com juízo, e os que voltam para ela, com justiça.
Mas os transgressores e os pecadores serão juntamente destruídos; e os que deixarem o SENHOR serão consumidos.” (Is 1:24-28)

Os ministros e despenseiros dos mistérios de Deus

“Que os homens nos considerem como ministros de Cristo e despenseiros dos mistérios de Deus.
Além disso, requer-se nos despenseiros que cada um se ache fiel.
Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo.
Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor.
Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas e manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá de Deus o louvor.” (1 Co 4:1-5)

Conheça o Islã “moderado”

Se isso é “moderado”, então, já não saberia mais definir o termo moderação. Ao término do vídeo um dos convidados à mesa conclui dizendo: “O Islã é a verdade e o Cristianismo e Judaísmo não são a verdade…”
Face o exposto, opte você pelo que quer e siga seu caminho em paz, enquanto isso:
“Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.” (Js 24:15) – (ap. ely silmar vidal) www.facebook.com/apostoloelyvidal/videos/746527295476993/?l=4599618509952106936

Janot vai acabar virando cúmplice, a Democracia já está suspensa…

O depoimento de Ricardo Pessoa, ontem, foi devastador. O PT roubou a Petrobras. Lula foi eleito com dinheiro de propina. Dilma Rousseff foi eleita com dinheiro de propina.
O PT ainda está no poder apenas porque Rodrigo Janot escondeu os outros depoimentos de Ricardo Pessoa – aqueles que incriminam diretamente as campanhas de Lula e Dilma Rousseff.
A democracia brasileira estará suspensa enquanto esses depoimentos não forem publicados oficialmente…

É humanamente impossível estancar a corrupção do PT no país, diz delegado da Lava Jato

O superintendente da PF do PR, Rosalvo Ferreira, o delegado da PF Igor Romário de Paula e procurador de Justiça Carlos Fernandes Santos Lima
Esta foi a conclusão a que chegou o Igor Romário De Paula, um dos delegados que integram o grupo de elite da Operação Lava Jato. O delegado participou da entrevista coletiva da 18ª fase das investigações, deflagrada nesta quinta-feira, 13, e batizada de Pixuleco 2. As investigações chegaram a um ex-secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, mostrando que houve corrupção na pasta em contratos de crédito consignado.
Diante da continuidade sistêmica da corrupção no governo do PT, o delegado afirmou que é impossível a Operação Lava-Jato conter a corrupção no país. “É humanamente impossível a operação estancar a corrupção. Estamos falando de um esquema que pagou até o mês passado. Isso é quase um desafio às instituições do país”, disse o integrante da força-tarefa da operação.
De um total de R$ 52 milhões desviados do Ministério do Planejamento, R$ 37 milhões foram arrecadados pelo operador do PT, Alexandre Oliveira Correa Romano e outros R$ 15 milhões, que para Milton Pascowitch, que assinou acordo de delação premiada e está em prisão domiciliar. Milton Pascowitch recebia o dinheiro por meio da sua empresa, e posteriormente destinava os valores a João Vaccari Neto, tesoureiro do PT.
A 18ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta quinta-feira (13), investiga o desvio de até R$ 52 milhões em contratos do Ministério do Planejamento, conforme asseguram o Ministério Público Federal e a Polícia Federal.
De acordo com o juiz Sérgio Moro, “É possível que os pagamentos sem causa da Consist a Milton Pascowitch e a Alexandre Romano estejam relacionados ao benefício por ela obtido junto ao Ministério do Planejamento”, assegura o magistrado.
Visivelmente chocado com a audácia dos envolvidos, o procurador Roberson Pozzobon confirmou que “O esquema de corrupção é grande, sistemático e deve ser combatido de forma veemente”.
http://notadodia.blogspot.com.br/2015/08/e-humanamente-impossivel-estancar.html

MAIS UM PETISTA PRESO… PRISÃO DO SEN. DELCÍDIO AMARAL (PT-MS)

Ontem vi muito senador com dó votando SIM, para de que o líder do PT continuasse preso. Não tenham pena senhores Senadores, pessoas como Delcídio Amaral (PT-MS) são capazes de destruir a vida de pessoas honestas, como policiais federais que orgulham nossa nação, para proteger seus amigos os reais criminosos da República. Pau que dá em Chico também dá em Francisco. – (Eduardo Bolsonaro) www.facebook.com/apostoloelyvidal/videos/746185142177875/?l=8435589959570521823

Delcídio Amaral, líder do Governo no Senado Federal, foi preso

O líder do Governo no Senado Federal foi preso, por obstrução à justiça, e o canalha do Humberto Costa emite uma nota capaz de fazer rir ao mais sisudo dos homens.
Tiririca te cuida que o Humberto Costa, vulgarmente conhecido por senador humberto costa, quer tirar o teu emprego; cuidado que essa gente é capaz dos golpes mais baixos para conseguir seus intentos.
“É importante registrar também que não há, em nada que foi dito até agora, qualquer tipo de envolvimento ou participação do governo. Isso é importante dizer.” – (Humberto Costa – PT-PE)
Isso deixa evidente a importância da nota emitida pela ministra Cármen Lúcia:
“Na história recente da nossa pátria, houve um momento em que a maioria de nós brasileiros acreditou num mote segundo o qual uma esperança tinha vencido o medo. Depois, nos deparamos com a ação penal 470 e descobrimos que o cinismo tinha vencido aquela esperança. Agora parece-se constatar que o escárnio venceu o cinismo” – (Cármen Lúcia – Ministra do STF)
E essa fala, desmoraliza mais ainda o analfabeto do PTralheiro que pleiteia o emprego dos humoristas do Brasil… Humoristas temei e tremei, o Humberto vem aí!!! – (ely silmar vidal – teólogo, jornalista e psicanalista)

General manda recado aos políticos: “Não dá pra engolir tudo. Comportem-se com dignidade”

Vale recordar que os profissionais das três Forças se dedicam, durante a carreira, ao estudo de problemas brasileiros e à avaliação da conjuntura internacional.
Além da Universidade Militar (quatro anos), cursam, como capitães, a Escola de Aperfeiçoamento (um ano); depois, mediante concurso, já oficiais superiores, a Escola de Comando e Estado Maior (dois anos); e, por último, durante um ano, um pós-doutorado, na área de política e estratégia.
Saem da teoria e vivem os problemas “in loco”. Residem, invariavelmente, nos lugares mais inóspitos do território nacional, particularmente na Amazônia, onde, quase sempre, só os “milicos” se fazem presentes. Conhecem o país como poucos. Pagam impostos e são obrigados a votar.
Importante notar que a incapacidade de boa parte dos governantes lhes custa caro. Por conta disso, distribuem água no Nordeste; constroem e reparam estradas e pontes; ocupam comunidades para reprimir o crime; monitoram, sozinhos, boa parte das imensas fronteiras; retomam invasões ilegais; cuidam de inúmeras comunidades indígenas abandonadas; cobrem deficiências do sistema de saúde; gerenciam catástrofes; combatem a dengue, entre outros.
Ou seja, os militares cumprem qualquer missão, além de suas tarefas constitucionais. Ainda assim, são mal remunerados e dispõem de orçamento destroçado. Por motivos óbvios, não podem se organizar em sindicatos, nem fazer greves.
Os chefes militares exigem de seus comandados dedicação integral, até em fins de semana e feriados, sem qualquer remuneração extra. Devem, portanto, mantê-los inteirados da situação.
O general de Exército Antônio Hamilton Martins Mourão construiu sua carreira pautado pela lealdade, retidão e respeito aos subordinados. Soldado exemplar, líder inconteste, nunca se permitiu mentir, blefar, caluniar ou se omitir.
Desafio que apontem qualquer inverdade nas palavras que Mourão dirigiu a outros militares, em atividade interna. Um dos slides de sua palestra informava que “a maioria dos políticos de hoje parecem privados de atributos intelectuais próprios e de ideologias, enquanto dominam a técnica de apresentar grandes ilusões que levam os eleitores a achar que aquelas são as reais necessidades da sociedade”.
O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, julgou que esses são assuntos institucionais que cabiam a ele, comandante, abordar. Pediu a transferência de Mourão do Comando Militar do Sul para outra função, na secretaria de Finanças, igualmente nobre, compatível com o posto que ocupa. Assunto encerrado. Princípios de hierarquia e disciplina. Simples assim.
Fica a dica: autoridades civis, que conduzem os destinos do Brasil (aquelas que enfiarem a carapuça), se querem evitar esse tipo de desconforto, comportem-se com um mínimo de dignidade, competência e probidade, evitando tantas mentiras, escândalos e roubalheiras. Não dá para engolir tudo.
Esquerdopatas, fiquem calmos. São outros tempos. As Forças Armadas seguirão apolíticas e apartidárias, mas, pelo que levam na alma, jamais serão bolivarianas.
Os castrenses não pensam em tomar o poder, nem pretendem violar as instituições do regime democrático em que vivemos, ainda que pleno de imperfeições.
No entanto, não somos robôs descerebrados e insensíveis. Guardamos, tanto quanto vocês, o direito e o dever de espernear contra tantos desmandos e falcatruas.
Brasil, acima de tudo!
AUGUSTO HELENO PEREIRA, 68, general da reserva do Exército, é diretor de comunicação e educação corporativa do COB – Comitê Olímpico do Brasil. Foi comandante da Missão das Nações Unidas no Haiti (2004 e 2005)
www.diariodobrasil.org/general-manda-recado-aos-politicos-nao-da-pra-engolir-tudo-comportem-se-com-dignidade/